Perfil de potenciais doadores segundo a efetividade da doação

Izaura Luzia Silvério Freire, Quinidia Lúcia D. A. Q. de Vasconcelos, Rhayssa de Oliveira e Araújo, Gabriela de Sousa Martins Melo, Isabelle Katherinne Fernandes Costa, Gilson de Vasconcelos Torres

Resumo


Objetivo: descrever o perfil dos potenciais doadores de órgãos e tecidos para transplantes segundo a efetividade da doação. Método: estudo transversal e quantitativo, realizado em seis hospitais de Natal/RN, entre agosto de 2010 e fevereiro de 2011, com 65 potenciais doadores. Resultados: entre os potenciais doadores, verificou-se predominância de não doadores (72,3%), sexo masculino (50,8%), faixa etária até 45 anos (53,8%), ensino fundamental (60,0%), raça parda (61,5%), solteiros/viúvos/divorciados (56,9%), com profissão (86,2%), renda familiar de até três salários mínimos (81,5%) e residente na região metropolitana (52,3%). Internaram-se em hospitais públicos (86,2%), na unidade de terapia intensiva (64,6%), diagnóstico de acidente vascular encefálico (50,8%) e com hipertensão arterial sistêmica (36,9%). A maioria dos familiares desconhecia o seu desejo quanto à doação (83,1%). Conclusão: o conhecimento desse perfil garantirá maior envolvimento entre os profissionais e familiares com reflexos na qualidade dos cuidados e no número de doações


Palavras-chave


Doadores de tecidos; Obtenção de tecidos e órgãos; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769210998



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.