Construção sustentável: uma reflexão necessária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2236130864001

Palavras-chave:

Habitação, Sustentabilidade, Urbanização

Resumo

O processo de urbanização causa grandes transformações na natureza, assim como outras atividades. Em se tratando da urbanização, precisamos pensar muito além do processo de gestão da cidade que envolve a questão da qualidade da água, ar e solo. É necessário promover a sustentabilidade de forma mais ampla, podemos então promovê-la também por meio das habitações. O objetivo deste trabalho é apresentar uma reflexão acerca da necessidade de habitações sustentáveis como uma forma de promover o cuidado com o meio ambiente. A metodologia empregada para o desenvolvimento desta pesquisa foi a abordagem qualitativa realizada por meio de uma pesquisa bibliográfica. Em se tratando dos resultados devemos considerar que as habitações sustentáveis, apesar de apresentar maior custo no processo de construção, trazem benefícios como possibilidade de geração de energia por placas solares, aproveitamento de água, compostagem de resíduos, etc. Ou seja, os ganhos com esse tipo de habitação se estendem ao meio ambiente, pois representam uma economia de recursos naturais, assim como o desenvolvimento de uma cidade mais sustentável. No atual momento em que nos encontramos em uma crise ambiental, apenas as mudanças nos processos produtivos não são suficientes para promover a sustentabilidade.

Biografia do Autor

Kelvia Justa Sivirino, Centro Universitário Metropolitano de Maringá, Maringá, PR

Acadêmica de Engenharia Vivil da UNifamma

Yuri Prado Fischer, Centro Universitário Metropolitano de Maringá, Maringá, PR

Acadêmico de Engenharia Vivil da UNifamma

Paula Piva Linke, Centro Universitário Metropolitano de Maringá, Maringá, PR

Doutora em Ciência Ambiental pelo Procam (USP). Mestre em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Graduada em Moda pelo Cesumar, com especialização em História e Sociedade (UEM) e, Especialização em Moda (CESUMAR).

Referências

AMARO NETO, João. Sustentabilidade e produção: teoria e prática para uma gestão ambiental. São Paulo: Atlas, 2011.

ASBEA. - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Princípios básicos para uma arquitetura sustentável e materiais sustentáveis. 2020. Disponível em: http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=23&Cod=1747.

ARAUJO, Ana Célia Baía. PESSOA, Zoraide Souza. O desafio das Cidades Sustentáveis: prós e contras de uma proposta para o desenvolvimento urbano. Anais XVIII ENANPUR 2019.

ARAÚJO, Viviane Miranda. Práticas recomendadas para a gestão mais sustentável de canteiros de obras. 2009. Dissertação (Mestre em Engenharia) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

BOERI, Stefano; BARRECA, Gianandrea.; VARRA, Giovanni La. VERTICAL FOREST. Boeri-Stefano Boeri Architeti, 2020, pag. 1. Disponível em: https://www.stefanoboeriarchitetti.net/en/proect/vertical-forest/. Acesso em: 29 de set. 2020.

CAMPOS, Elisa. Itália terá a primeira floresta vertical do mundo. Época Negócios.Globo.com, 15, dez. 2011. Disponível em: http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,EMI284889-16381,00-ITALIA+TERA+A+PRIMEIRA+FLORESTA+VERTICAL+DO+MUNDO.html. Acesso em: 2, jul. 2020.

CAMPOS, Vânia Barcellos Gouvêa. Uma visão da mobilidade urbana sustentável. Cetrama (UFBA), v. 03, p. 26-30, 2007. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/9627317574743825. Acesso em: 18 de mai. 2020.

DINIZ, Isabel Sousa. A casa ambientalmente sustentável. 2008. Programa de Pesquisa e iniciação Científica (Arquitetura e Urbanismo FEA-FUMEC) - FUMEC, [S. l.], 2008.

FARIAS. Ariadne S. de. et al. Infraestrutura urbana sustentável: conceitos e aplicações sob a perspectiva do arquiteto e urbanista. Cadernos de Arquitetura e Urbanismo v.25, n.36, 1º sem. 2018.

GÜNTHER, Wanda R.; GIULIO, Gabriela Marques. Ambiente urbano e sustentabilidade: desafios e oportunidades, 2018. Disponível em: http://colecoes.sibi.usp.br/fsp/files/original/35de9b723bd4a3d4a28d0872990fbba3.pdf. Acesso em: 16 de mai. de 2020.

JACOBI, Pedro Roberto. Educação Ambiental e o Desafio da Sustentabilidade Socioambiental. O Mundo da Saúde, v. 30, p. 524-531, 2006.

JAMIESON, Dale. Ética e Ambiente. São Paulo: SENAC, 2010

JOUBERT, Sylvie. Droit à la ville: Droit de la ville. Tese de doutorado. Paris: Université Paris 2, 2 tomos, 2002.

LEFF, Enrique. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. 9. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2012

LIMA, Telma Cristiane Sasso de. MIOTO, Regina Célia Tamaso. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis. Florianópolis. v. 10, n. esp., p. 37-45. 2007.

MATOS, Ana Cristina. COSTA, Carlos Augusto. Cidades inteligentes: O desafio do planejamento sustentável. Cadernos: FGV Projetos, Rio de Janeiro, Ano 13, N° 32, 168-185, Março de 2018

MAY, Peter H; LUSTOSA, Maria Cecília; VINHA, Valéria. Economia do meio ambiente: teoria e prática. Rio de Janeiro: Elesvier, 2003.

REIGOTA. Marcos. Meio ambiente e representação Social. 2ºed. São Paulo: Cortez. 1997.

VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. Pesquisa qualitativa em administração. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

XIMENES, Natália Lacerda Bastos. Morfologia Urbana: teorias e suas interrelações. Rio de Janeiro, 2016. Dissertação (Mestrado) – Programa de Engenharia Urbana, Escola Politécnica, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

Downloads

Publicado

2021-04-16

Como Citar

Sivirino, K. J., Fischer, Y. P., & Linke, P. P. (2021). Construção sustentável: uma reflexão necessária. Revista Monografias Ambientais, 1, e2. https://doi.org/10.5902/2236130864001

Edição

Seção

PROBLEMAS AMBIENTAIS