CULTIVO DE GIRASSOL EM VARIEDADES DE SUBSTRATOS

Viviane Farias Silva, Kalyne Sonale Arruda de Brito, Elka Costa Santos Nascimento, Vera Lucia Antunes de Lima, Jose Geraldo Vasconcelos Baracuhy

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/2236130813536

A utilização de resíduos sólidos como componentes para substratos pode propiciar a redução dos custos na produção de mudas. Nesse contexto, a pesquisa foi realizada em casa de vegetação na Universidade Federal de Campina Grande – UFCG, objetivando-se avaliar o cultivo de girassol em diversas composições de substratos oriundos de agroindústrias. Os tratamentos testados foram: T1)Fibra de coco (100%); T2)Fibra de coco (50%) + areia (50%);T3) Bagaço de cana-de-açúcar (100%) e T4)Areia (100%). A variedade de girassol utilizada para a pesquisa foi AG 262.  Os parâmetros de crescimento avaliados foram o diâmetro de caule (DC), a altura da planta (AP) e o número de folhas (NF). Verificou-se que na primeira avaliação realizada o numero de folhas, altura de planta e diâmetro de caule foram significativos com 2,5 , 19,2 e 0,1 ,respectivamente. Os maiores diâmetros foram do tratamento 1 em todas as avaliações seguida do T2. A terceira avaliação o tratamento 4  nas variáveis NF e ALP tiveram valores maiores que no T3. A fibra de coco teve ótimos resultados e o uso de substratos provenientes da agroindústria é viável tornando a produção sustentável.


Palavras-chave


resíduo sólido, sustentável, fibra de coco, AG262

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130813536

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.