ENVIRONMENTAL EDUCATION IN RURAL SETTLEMENTS: A SOCIAL TECHNOLOGY FOR ENVIRONMENTAL CONSERVATION AND INCOME GENERATION

Andreza Angelica Frota Gama, Andrea Hentz Mello

Abstract


The present article deals about environmental education as a Social Technology, developed in rural settlements in order to benefit from the construction of new habits and alternatives involving the reduction of environmental degradation with income generation. Through a literature review of some successful experiences are pointed to assumptions that must be understood to undertake the change of consciousness and attitudes in families settled as: a qualitative approach; the shared vision; the problematization of questions for decision of the technology applied. Points out that the actions should be developed in the medium and long term, with a view to continuity and the permanence of the pursuit of knowledge, leading to a cultural vision of reality to ensure improved relations man, land and environment.


Keywords


Technology; Environment; Social Transformation.

References


BAVA, S. C. Tecnologia social e desenvolvimento local. In: Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Fundação Bando do Brasil- Rio de Janeiro: 2004. p. 103-116.

DAGNINO, R. A tecnologia social e seus desafios. Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Fundação Bando do Brasil- Rio de Janeiro: 2004. p. 187- 209.

DAGNINO, R.; BRANDÃO, F.C.; NOVAES, H.T. Sobre o marco analítico-conceitual da tecnologia social. Cap.1. In: Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Fundação Bando do Brasil- Rio de Janeiro: 2004. p. 15-64.

INCRA (2013) SIPRA- Sistema de Informações sobre Projetos de Reforma Agrária. Atualizado em 31/12/2013 [digital].

MAZALLA NETO, W.; BERGAMASCO, S. M. P. P. Agroecologia e emancipação popular: a contribuição teórica e prática da Teoria Crítica da Tecnologia. In: REDE DE ESTUDOS RURAIS. 5. Belém, UFPA,2012.

MENDES, M. F.; CAVALCANTE, L. V. Noções de educação ambiental nos assentamentos do MST. Disponível em: http//www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=974&classe=02. Acessado em: 31. mar. 2014.

PENA, J. de O.; MELLO, C. J. Tecnologia social: a experiência da Fundação Banco do Brasil na disseminação e reaplicação de soluções sociais efetivas. In: Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Fundação Bando do Brasil- Rio de Janeiro: 2004. p. 83-87.

RUSCHEINSKY, A.; COSTA, A. L. Educação ambiental a partir de Paulo Freire. In: RUSCHEINSKY, Aloísio (Org.). Educação ambiental: abordagens múltiplas. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2012. p.93-114.

RUSCHEINSKY, A.; DUVOISIN, I. A. Visão sistemica da educação ambiental: conflitos entre o velho e o novo paradigma. In: RUSCHEINSKY, Aloísio (Org.). Educação ambiental: abordagens múltiplas. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2012. p.115-135.

RUSCHEINSKY, A.; VARGAS, S. H. N. de. Agroecologia e reforma agrária: integração possível, educação necessária. In: RUSCHEINSKY, Aloísio (Org.). Educação ambiental: abordagens múltiplas. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2012. p.161-186.

SAITO, C.H. Política nacional de educação ambiental e construção da cidadania: revendo os desafios contemporâneos. In: RUSCHEINSKY, A. (Org.). Educação ambiental: abordagens múltiplas. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2012. p.54-76.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236117016900



This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

**************************************************

WE ARE ON FACEBOOK! (You are our guest!)

 

Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/22361170

Contact: reget.ufsm@gmail.com

...................................................................................


Accesses since 19/06/2012

...................................................................................

Sponsors: