A tradição filosófica e o eurocentrismo: como decolonializar o filosofar e o ensino de Filosofia contemporâneo?

Amanda Veloso Garcia

Resumo


A história da Filosofia ocidental dominante contribuiu fortemente para a colonização e para o delineamento de processos racistas através do estabelecimento de hierarquias baseadas no conceito de razão eurocêntrico. Entre as ideologias com maior impacto na colonialidade podermos citar o dualismo eurocêntrico que separa corpo e razão e o mito da existência de um estado de natureza. Nesse sentido, a Filosofia tem grande responsabilidade na colonialidade e acreditamos que seu ensino tem como obrigação descontruir tais ideologias. Diante disso, nesse artigo temos como objetivo evidenciar os pressupostos eurocêntricos da Filosofia a fim de pensar um ensino decolonial e que esteja à altura dos problemas contemporâneos, em geral causados pela própria lógica ocidental. Defenderemos que um ensino de Filosofia decolonial precisa romper com as hierarquias eurocêntricas e valorizar a experiência como forma de conhecimento.


Palavras-chave


Colonialidade; Dualismo; Experiência

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BALLESTRIN, Luciana. Para transcender a colonialidade. [Entrevista concedida a] Luciano

Gallas e Ricardo Machado. IHU – Revista do Instituto Humanitas Unisinos. Edição 431,

novembro 2013. Disponível em: http://www.ihuonline.unisinos.br/artigo/5258-lucianaballestrin.

Acesso em: 03 de maio de 2020.

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 1. São

Paulo: Ed. 34: 1995.

DERRIDA, Jacques. Margens da Filosofia. Trad.: Joaquim Torres Costa. São Paulo:

Editora Papirus, 1991.

DESCARTES, René. Princípios da Filosofia. Lisboa: Guimarães SCª Editores, 1989.

DIAGNE, Souleymane Bachir. “A filosofia é inimiga do autoritarismo”, diz senegalês

Souleymane Bachir Diagne. [Entrevista concedida a] Marília More ira. Correio 24 horas.

Salvador, 15 agost, 2019. Disponível em: https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/afilosofia-

e-inimiga-do-autoritarismo-diz-senegales-souleymane-bachir-diagne/. Acesso em:

de ago. 2019.

HEGEL, George W. F. Lecciones sobre la filosofía de la historia universal . Madrid:

Alianza Editorial, 1982.

HUME, David. Ensaios Morais, Políticos e Literários. Tradução de. Luciano Trigo. Rio de

Janeiro: Topbooks, 2004.

KANT, Immanuel. Observações sobre o sentimento do belo e do sublime ; Ensaio sobre

as doenças mentais. Trad.: Vinícius de Figueiredo. Campinas, SP: Papirus, 1993.

KILOMBA, Grada. Grada Kilomba: “O colonialismo é a política do medo. É criar corpos

desviantes e dizer que nós temos que nos defender deles”. Entrevista concedida a Joana

Oliveira. El país. São Paulo, 12 set, 2019. Disponível em: https://brasil.elpais.com/

brasil/2019/08/19/cultura/1566230138_634355.html?%3Fssm=FB_ Acesso em: 02 de

setembro de 2019.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad y modernidad/racionalidad. Perú Indígena, 13 (29), 1992,

p. 11-20.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: A

colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. LANDER, Edgardo (org). Buenos

Aires: Conselho Latino-americano de Ciências Sociais - CLACSO, 2005.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade, poder, globalização e democracia. In: Novos Rumos, São

Paulo, ano 17, n. 37, p. 4-28, 2002.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del Poder, Cultura y Conocimiento en América Latina. In:

Anuário Mariateguiano. Lima: Amatua, v. 9, n. 9, 1997.

ROUANET, Sergio Paulo. O mito do bom selvagem. Disponível em: https://www.

artepensamento.com.br/item/o-mito-do-bom-selvagem/. (1999) Acesso em: 20 de set. de




DOI: https://doi.org/10.5902/2448065742003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Digital de Ensino de Filosofia - REFilo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

A Revista Digital de Ensino de Filosofia - REFilo agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

_____________________________________________________________