Nietzsche e o eruditismo

Rogério Luis da Rocha Seixas

Resumo


O tema referente à crítica de Nietzsche ao Eruditismo construída pelo professor Felipe Gomes Figueira, historiador e pedagogo brasileiro, atuante como docente no Instituto Federal do Paraná, demonstra a questão do filósofo alemão com relação ao seu diagnóstico e o seu ataque, contra o vazio do pensamento, ao ilustramento do nada e a educação que não forma para estimular e intensificar a potência da vida, mas somente para a preservação da sobrevivência do homem, causando de fato, um total menosprezo pela vida em sua potencialidade. Tem-se assim uma temática atualíssima, sendo esta também alvo da problematização desenvolvida pelo professor Figueira, partindo da crítica nietzschiana ao eruditismo. 


Palavras-chave


Educação; Ensino de Filosofia; Erudição; Nietzsche

Texto completo:

PDF HTML

Referências


FIGUEIRA, Felipe Luís Gomes. Nietzsche e o Eruditismo. 1 ed. Curitiba: CRV, 2018.




DOI: https://doi.org/10.5902/2448065738489

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/

A Revista Digital de Ensino de Filosofia - REFilo agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

_____________________________________________________________