PELAS FENDAS DO ESPAÇO: GEOGRAFIAS LÉSBICAS EM OITO DO SETE (2017), DE CRISTINA JUDAR

Elisabete Costa Silva, André Luis Mitidieri Pereira

Resumo


Este trabalho consiste na análise do romance Oito do Sete (2017), de Cristina Judar, em relação à emergência de espacialidades sob o ponto de vista lésbico. Apoiamo-nos nas discussões de Browne e Ferreira (2015) e Polesso (2018), no que tange às “geografias lésbicas”, para refletir sobre como os corpos lésbicos podem funcionar enquanto superfícies de (re)significação dos espaços. Nesse sentido, buscamos identificar, na obra literária em destaque, as estratégias adotadas por personagens lésbicas quanto à negociação de lugares onde são ou não aceitas, bem como à resistência a situações de violência às quais são expostas.

Palavras-chave


Cartografias dissidentes. Literatura lésbica. Literatura brasileira contemporânea.

Texto completo:

PDF

Referências


BROWNE, Kath; FERREIRA, Eduarda (eds.). Lesbian Geographies: Gender, Place and Power. London: Routledge, 2015.

BUTLER, Judith. Os atos performativos e a constituição do gênero: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista [1988]. Traduzido por Jamille Pinheiro Dias. Caderno de leituras, n. 78, 2018. 16 p.

BUTLER, Judith. Cuerpos que importan: sobre los límites materiales y discursivos del sexo. Buenos Aires: Paidós, 2002.

ERIBON, Didier. Reflexões sobre a questão gay. Traduzido por Procópio Abreu. Rio de Janeiro: Companhia de Freud, 2008.

GALUPPO, Adriana. Se essa rua fosse minha também. Piseagrama, Belo Horizonte, n. 13, p. 86-97, 2019. Disponível em: . Acesso em: 06 de janeiro de 2019.

JUDAR, Cristina. Oito do sete. São Paulo: Reformatório, 2017.

MUNT, Sally. The Lesbian Flâneur. In: BELL, D.; VALENTINE, G. (Org.). Mapping Desire: Geographies of Sexualities. Londres: Routledge, 1995. p. 104-114.

PERROT, Michelle. As mulheres ou os silêncios da história. Traduzido por Viviane Ribeiro. Bauru: EDUSC, 2005.

POLESSO, Natalia Borges. Geografias lésbicas: literatura e gênero. Criação & Crítica – Dossiê Sáfico, São Paulo, n. 20, p. 3-19, 2018. Disponível em: . Acesso em: 03 de junho de 2019.

PRECIADO, Paul B. Cartografias ‘queer’: o ‘flâneur’ perverso, a lésbica topofóbica e a puta multicartográfica, ou Como fazer uma cartografia ‘zorra’ com Annie Sprinkle. Traduzido por Davi Giordano e Helder Thiago Maia. eRevista Performatus, Inhumas, ano 5, n. 17, p. 1-32, jan. 2017.

PRECIADO, Paul Beatriz. Manifesto contrassexual: práticas subversivas de identidade sexual. Traduzido por Maria Paula Gurgel Ribeiro. São Paulo: n-1 edições, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras B2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.