Sistema Endócrino, Catecolaminas e o Exercício Físico

Daniela Lopes dos Santo

Resumo


O sistema endócrino está envolvido no controle e integração das funções corporais e no estabelecimento da homeostase, em estresse e atividade física. O exercício físico agudo e o treinamen­to causam variações nos níveis periféricos dos hormônios. A magnitude destas alterações estão ligadas à intensidade, duração e tipo de exercício, assim como nível de condição física e, às vezes, sexo e idade do indivíduo. Conclui-se, através desta revi­são, que os hormônios reagem diferentemente ao exercício, mas de um modo geral têm estas respostas diminuídas após treina­mento. As catecolaminas são o principal aspecto abordado neste estudo. Enquanto a concentração plasmática de norepinefrina é aumentada até em exercícios leves, a epinefrina só é alterada em exercícios intensos. O treinamento diminui as respostas de norepinefrina ao exercício, mas os níveis de epinefrina só se alteram em exaustão. A nível central, o exercício físico parece melhorar o humor através da restauração dos níveis cerebrais de

catecolaminas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/231654648369



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.