Análise cinemática da posição da saída dos 100m

Silmar Zanon

Resumo


Este estudo tem como objetivo verificar o comportamento de variáveis cinemáticas apresentadas por atletas na posição de saída dos 100m. Fizeram parte estudo 6 atletas de 100m rasos, com idade média de 22 anos+3,41 anos, massa corporal média 66,25+4,14kg média de estatura 1,82+0,09m. A análise cinemática foi realizada através da videografia tridimensional, sendo utilizado para esse fim o Sistema Peak Motus, com 2 câmeras com freqüência de aquisição de imagens de 180 Hz. Foi utilizada uma análise descritiva e correlacional intra-sujeito foram investigadas as variáveis, ângulo do joelho de impulsão, ângulo do quadril de impulsão; ângulo do tornozelo de impulsão, ângulo de inclinação anterior, altura de saída, distancia; velocidade resultante no instante de saída dos blocos e a velocidade nos instantes de Said dos três primeiros passos após deixar os blocos. Com base nos resultados verificou-se que todos os sujeitos apresentaram técnicas muito semelhantes nas três saídas realizadas. A variável que apresentou maior variabilidade foi a distancia de saída, dentre os seis atletas, somente em um dos sujeitos, esta variável não focou entre os maiores coeficientes de variação. Somente foi encontrado correlação da velocidade resultante do centro de gravidade no instante de saída do terceiro passo com uma das variáveis, ângulo do tornozelo do membro inferior apoiado ao bloco de trás, em apenas um dos sujeitos investigados.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/231654647002

Direitos autorais



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.