ATITUDE DE ESTUDANTES SECUNDARISTAS EM RELAÇÃO À EDUCAÇÃO FÍSICA CURRICULAR EM SANTA CATARINA

Maria Fermínia L. de Bem

Resumo


Os currículos de Educação Física têm sido avaliados buscando proporcionar mudanças de hábitos favoráveis à prática da atividade física relacionados à saúde. A melhor forma de avaliação é conhecer o que os alunos pensam sobre o que deve ser enfatizado, para saber se gostam das aulas e o porquê. Priorizamos o II Grau, pela característica terminal para muitos alunos. Utilizamos como referência as 46 escolas estaduais (EE) de II grau, dos 13 municípios da Grande Florianópolis. A amostragem constituiu-se de 20% dos matriculados nas 3a séries do II Grau, representados por cinco alunos freqüentes e cinco alunos dispensados da Educação Física, em cada EE, presentes por ocasião da visita. Os resultados foram obtidos por um questionário aplicado a 321 estudantes de ambos os sexos e apontam as expectativas dos alunos praticantes em relação à Educação Física: orientar e desenvolver as habilidades motoras visando a prática esportiva e compensar a falta de atividades físicas para o aluno trabalhador, integrando-o na comunidade escolar. Os alunos “dispendados” gostariam de participar das aulas, por acreditarem que a atividade física seja benéfica para saúde. Sugere-se uma maior reflexão em tomo dos currículos e da legislação vigente, que não atendem adequadamente às necessidades apontadas pelos alunos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2316546410197



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.