Reforma Agrária e Transformações Espaciais: O Caso do Assentamento Santa Júlia, Júlio de Castilhos, RS

Marilse Beatriz Losekan, Carmen Rejane Flores Wizniewsky

Resumo


O presente trabalho objetiva a caracterização do Assentamento Santa Júlia, localizado no município de Júlio de Castilhos, RS, no que se refere a sua organização social e produtiva, visando analisar suas estratégias produtivas sob
o ponto de vista econômico e social e as transformações espaciais ocorridas após a implementação do projeto de assentamento. Tal pesquisa foi realizada a partir de reflexões teóricas e de um caráter metodológico com abordagem
qualitativa, com utilização de instrumentos metodológicos aplicados aos assentados e instituições envolvidas. Os resultados obtidos demonstram uma melhora significativa na qualidade de vida das famílias assentadas, embora tenham sido observados limites de ordem técnica no que se refere ao ordenamento de estratégias de produção Palavras-chave: reforma agrária. Território. MST. assentamentos rurais. impactos sócio-econômicos.


Texto completo:

PDF

Referências


BRUM, A . J. Reforma agrária e política agrícola. Ijuí: Ed.

Unijui,1988.

CASQUETE, J. Política, cultura y movimientos sociales. Bilbao,

Ed. Bakeaz,1998.

FERNANDES, B. M. MST: formação e territorialização. São

Paulo: Hucitec, 1996.

____________. Aformação do MST no Brasil. São Paulo: Editora

Vozes, 2000.

GÓMEZ, G.R.; FLORES, J.G. E JIMÉNEZ, E.G. Metodologia de

investigactón cualitativa. Barcelona, EdicionesAIjibe, 1996.

GORGEN, S. e STÉDILE, J. P. La lucha por Ia tierra en Brasil.

Barcelona: Comité de apoio aoMST, 1998.

HAESBAERT, R. O mito da desterritorialização: do fim dos

territórios à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,

INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA

AGRÁRIA (INCRA). Disponível em .

Acesso em29 de setembro de 2008.

MEDEIROS, L.S.de. Reforma Agrária no Brasil: História e

Atualidade da Luta pela Terra. São Paulo, SP: Ed. Fundação

PerseuAbramo, 2003.

OLIVEIRA, A. U. A Geografia das Lutas no Campo. São Paulo:

Contexto; Edusp, 1988.

SAMPAIO, P.A. Areforma agrária que nós esperamos do governo

Lula. In: OLIVEIRA, A.U.; MARQUES, M.I.M.. (Org.) O

Campo no século XXI: Território de Vida, de Luta e de Construção

da Justiça Social. São Paulo: Ed. CasaAmarela e Ed. Paz e Terra,

p. 239 – 334.

TEÓFILO, E. A Necessidade de uma Reforma Agrária Ampla e

Participativa para o Brasil. São Paulo, SP: Ministério do

desenvolvimentoAgrário, Ed. Abaré, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas