PADRÕES DE FRAGMENTAÇÃO DA PAISAGEM NO MUNICÍPIO DE CÉU AZUL (PARANÁ)

Thiago Avelar Chaves, Osmar Abílio de Carvalho Júnior, Roberto Arnaldo Trancoso Gomes, Renato Fontes Guimarães, Éder de Souza Martins

Resumo


O presente artigo objetiva avaliar a fragmentação da vegetação natural do município Céu Azul (PR) nas áreas externas ao Parque Nacional do Iguaçu. Estas áreas constituem uma zona de amortecimento deste parque nacional, devendo ter um manejo adequado de forma a expandir os habitats e diminuir as ameaças às populações selvagens em áreas protegidas. A metodologia pode ser subdividida nas seguintes etapas: (a) elaboração de um mapa do uso da Terra a partir da interpretação visual de imagens de alta resolução espacial (PRISM/ ALOS); (b) delimitação das Áreas de Preservação Permanente (APP); e (c) análise da fragmentação. Os resultados demonstram uma melhora dos índices de fragmentação apenas com o cumprindo a lei da APP.

 

Palavras-chave: Sensoriamento remoto; sistemade informação geográfica; fragmentação.

 

DOI: 10.5902/2236499415639

 


Texto completo:

PDF

Referências


ANTROP, M. & VAN EETVELDE, V. Holistic aspects of suburban landscapes: visual image interpretation and landscape metrics. Landscape and Unrban planning, v. 50, p. 43-58, 2000.

COHEN, W. B.; FIORELLA, M.; GRAY, J.; HELMER, E.; ANDERSON, K. An efficient and accurate method for mapping forest clearcuts in the Pacific Northwest using Landsat imagery. Photogrammetric Engineering and Remote Sensing, v. 64, n.4, p. 293– 300, 1998.

DUNNING, J.B. DANIELSON, B.J.; PULLIAM, H. R. Ecological processes that affect populations in complex landscapes. Oikos, v.65, p.169-175. 1992.

FLORES, P. M.; GUIMARÃES, R. F.; CARVALHO JÚNIOR, O. A.; GOMES, R. A. T., Análise multitemporal da expansão agrícola no município de Barreiras - Bahia (1988 - 2008). Campo-Território: Revista de Geografia Agrária, v. 7, n.14, p. 1-19, 2012.

FORMAN, R.T.T. & GODRON, M. Landscape Ecology. New York: John Wiley, 1986.

GENETELLI, D. Using spatial indicators and value functions to assess ecosystem fragmentation caused by linear infrastructures. International Journal of Applied Earth Observation and Geoinformation, v. 5, n. 1, p. 1-15, 2004.

GOUGH, M.C. & RUSHTON, S.P. The application of GIS-modeling to mustelid landscape ecology. Mammal Review, v.30, p.197-216. 2000.

GUIMARÃES, R. F.; CARVALHO JUNIOR, O. A.; ANDRADE, A. C.; GOMES, R. A. T.; MARTINS, E. S.; CARVALHO, A. P. F. Forest fragments distribution as related to geomorphological parameters. RBC. Revista Brasileira de Cartografia, v. 62, p. 373-384, 2010.

HAINES-YOUNG R.; GREEN, D.R.; COUSINS, S. Landscape Ecology and GIS. Londres: Taylor & Francis, 1993.

HESSEL, F.O.; CARVALHO JÚNIOR, O.A.; GOMES, R.A.T.; MARTINS, E.S.; GUIMARÃES, R.F. Dinâmica e sucessão dos padrões da paisagem agrícola no município de Cocos (Bahia). RA´E GA, v. 26 p.128-156, 2012.

HOBBS, R. Effects of landscape fragmentation on ecosystem processes in the Western Australian Wheatbelt. Biological Conservation, v. 64, n. 3, p. 193-201, 1993.

HOBBS, R.J.; YATES, C.J. Impacts of ecosystem fragmentation on plant populations: generalizing the indiosyncratic. Australian Journal of Botany, v. 51, n. 5, p. 471-488, 2003.

IAPAR – INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ. Cartas climáticas do Estado do Paraná – Classificação Climática: Segundo Köppen. Doc. 18. Instituto Agronômico do Paraná, Londrina. 1994. Disponível em: http://www.iapar.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=597. Acessado em: 05/11/2012

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010 – Sinopse do Censo 2010. Disponível em: www.censo2010.ibge.gov.br. Acessado em: 04/04/2012.

IGARASHI, T. ALOS mission requirement and sensor specifications. Advances in Space Research, v. 28, n. 1, p. 127-131, 2001.

ITCG – INSTITUTO TERRAS, CARTOGRAFIA E GEOCIÊNCIAS. Mapa de Formações Fitogeográficas – Estado do Paraná, 1:50.000, 2009. Disponível em: www.itcg.pr.gov.br. Acessado em 25/04/2012.

ITCG – INSTITUTO TERRAS, CARTOGRAFIA E GEOCIÊNCIAS. Mapa de Solos – Estado do Paraná, 1:50.000, 2008. Disponível em: www.itcg.pr.gov.br. Acessado em 25/04/2012.

KAGEYAMA, P.Y.; GANDARA, F.; SOUZA, L.M.I. Consequências genéticas da fragmentação sobre populações e espécies arbóreas. Série Técnica IPEF, v. 12, n. 32, p. 65-70, 1998.

KOCAMAN, S.; GRUEN, A. Orientation and Self-calibration of ALOS PRISM Imagery. The Photogrammetric Record, v.23, n.123, p. 323-340, 2008.

LAURANCE, W.F.; YENSEN, E. Predicting the impacts of edge effects in fragmented habitats. Biological Conservation. v. 55, n. 1, p. 77-92, 1990.

LOVEJOY T.E.; BIERREGAARD Jr., R.O.; RYLANDS, A. B.; MALCOM, J.R.; QUINTELA, C.E.; HARPER, L.H.; BROWN Jr., K.S.; POWELL, A. H.; POWELL, G.V.N.; SCHUBART, H.O.R.; HAYS, M.B. Edge and other effects of isolation on Amazon forest fragments. In: SOULÉ, M.E. (Ed.). Conservation biology : the science of scarcity and diversity., Suderland, MA: Sinaeur Associates. p. 257-285, 1986.

MAACK, R. Breves notícias sobre a geologia dos Estados do Paraná e Santa Catarina. Brazilian Archives of Biology and Technology, v. 1946-2001, p. 169-288, 2001.

MACHADO, R. B. Padrão de fragmentação da Mata Atlântica em três municípios da bacia do rio Doce (Minas Gerais) e suas consequências para avifauna. 1995. Dissertação (Mestrado em Ecologia, Conservação e Manejo de Vida Silvestre) - Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Biológicas. Belo Horizonte, 1995.

MATTOS, J.C.F.; CARVALHO JUNIOR, O.A.; GUIMARÃES, R.F. Ecologia da paisagem voltada para o manejo de avifauna. Espaço e Geografia, v. 2, p. 89-114, 2003.

MCGARIGAL, K.; MARKS, B.J. FRAGSTATS: spatial pattern analysis program for quantifying landscape structure. Gen. Tech. Rep. Portland, OR: U.S. Department of Agriculture, Forest Service, Pacific Northwest, Research Station, 122 p., 1995.

MENKE, A.B.; CARVALHO JUNIOR, O.A.; GOMES, R.A.T.; MARTINS, E. S.; OLIVEIRA, S.N. Análise das mudanças do uso agrícola da terra a partir de dados de sensoriamento remoto multitemporal no município de Luis Eduardo Magalhães (Bahia – Brasil). Sociedade & Natureza, v. 21, n. 3, p. 315-326, 2009.

METZGER, J.P. Estrutura da paisagem e fragmentação: análise bibliográfica. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 71, n. 3, p.1 –19, 1999.

PARANÁ, GOVERNO ESTADUAL. Mapeamento Geológico do Estado do Paraná – Folha Foz do Iguaçu, 1:250.000. 2005. Disponível em: www.mineropar.pr.gov.br. Acessado em: 25/04/2012.

POLITANO W. Manual do emprego de imagens aéreas na avaliação do terreno. Jaboticabal: FUNEP. 1994, 33 p.

RIDD, M.K.; LIU, J. A comparison of four algorithms for change detection in an urban environment. Remote Sensing of Environment, v. 63, p. 95–100, 1998.

SANTOS, T. TELLERÍA, J.L., CARBONELL, R. Bird conservation in fragmented Mediterranean forests of Spain: effects of geographical location, habitat and landscape degradation. Biological Conservation, v.105, p.113-125. 2000.

VIANA, V.M.; PINHEIRO, L.A.F.V. Conservação da biodiversidade em fragmentos florestais. Série Técnica IPEF, v.12. n. 32, p. 25-42, 1998.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499415639

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas