SAUSSURE APÓS UM SÉCULO: A PROBLEMÁTICA DO OBJETO DA LINGUÍSTICA

Maria Iraci Sousa Costa

Resumo


Neste artigo, temos o objetivo de desenvolver uma reflexão sobre a natureza do objeto da Linguística, considerando a complexidade do corpus saussuriano. Tomaremos como ponto de partida não só a problemática sobre a natureza do objeto da Linguística tal como é concebida no Curso de Linguística Geral, obra que alçou a Linguística no domínio da ciência, mas também como essa problemática é abordada tanto no manuscrito saussuriano “Nature de l’objet en linguistique” quanto nas diferentes edições publicadas dos manuscritos de Ferdinand de Saussure encontrados em 1996, a saber, a edição francesa Écrits de linguistique générale (2002), e também a edição suíça Science du Langage – De la double essence du langage (2011).

* Agradeço à professora Amanda Eloina Scherer, minha eterna orientadora, pela leitura atentae orientação precisa de sempre.


Palavras-chave


objeto; corpus saussuriano; linguística.

Texto completo:

PDF

Referências


AUROUX, Sylvain. A questão da origem das línguas, seguido de A historicidade das ciências. Tradução M. P. G. Joanilho. Campinas: RG, 2008.

BENVENISTE, Émile. Problemas de Lingüística Geral I. Tradução M. de Glória e M. L. Néri. 5. ed. Campinas: Pontes, 2005.

______. Problemas de Lingüística Geral II. Tradução E. Guimarães et al. Campinas: Pontes, 1989.

BOUQUET, Simon. Après un siècle, les manuscrits de Saussure reviennent bouleverser la linguistique. Texto!, 2005. Disponível em: <http:// www.revue-texto.net/Saussure/Sur_Saussure/Bouquet_Apres.html>. Acesso em: fev. 2014.

BULEA, Ecaterina. O signo em Ferdinand de Saussure: um campo chave para a chave dos campos. Tradução M. Bagno. Revista Traduzires, v. 2, n. 1, 2013, p. 31-53.

GADET, Françoise. Saussure: une science de la langue. Paris: Presses Universitaire de France, 1996.

______; PÊCHEUX, Michel. A língua inatingível: o discurso na história da lingüística. Tradução B. Mariani e M. E. C. de Mello. Campinas: Pontes, 2010.

NORMAND, Claudine. Saussure. Tradução A. de Alencar e M. Diniz. São Paulo: Estação Liberdade, 2009.

______. Saussure-Benveniste. Revista Letras, Santa Maria, n. 33, jul.-dez. 2006. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index. php/letras/issue/view/653/showToc>. Acesso em: fev. 2014.

PAVEL, Thomas. A miragem linguística: ensaio sobre a modernização intelectual. Tradução E. Orlandi, P. de Souza e S. S. Guimarães. Campinas: Pontes, 1990.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de linguística Geral. 27. ed. Organizado e editado por Charles Bally e Albert Sechehaye. São Paulo: Cultrix, 2006.

______. Cours de Linguistique Générale. Édition critique preparée par Tullio de Mauro. Paris: Payot & Rivages, 1995.

______. Escritos de Linguística Geral. Organizados e editados por Simon Bouquet e Rudolf Engler. São Paulo: Cultrix, 2012.

______. Écrits de linguistique générale. Organisés et edités par Simon Bouquet et Rudolf Engler. Paris: Gallimard, 2002.

______. Sciences du langage – De la double essence du langage, Édition des Écrits de linguistique générale établie par René Amacker. Genève: Librarie Droz, 2011.

SÉRIOT, Patrick. Limites, bordas e normas: a delicada constituição do objeto de conhecimento em ciências humanas. Tradução A. E. Scherer e M. I. S.Costa. Organon, Porto Alegre, n. 59, v. 30, jul.-dez.2015, p. 55-70. Disponível em: <http://www.seer.ufrgs.br/organon>. Acesso em: dez. 2015.

SILVEIRA, Eliane. As marcas do movimento de Saussure na fundação da Linguística. Campinas: Mercado de Letras, 2007.

SOFIA, Estanislao. Quelques problèmes philologiques posés par l’oeuvre de Saussure. Langages, n. 185, 2012. Disponível em: <http://orbi.ulg.ac.be/ handle/2268/140844>. Acesso em: fev. 2014.




DOI: https://doi.org/10.5902/20814



ISSN Versão Impressa: 1519-9894
ISSN Versão Digital: 2179-2194
DOI 10.5902/21792194
Endereço Eletrônico: www.ufsm.br/fragmentum

Fragmentum possui caráter público e gratuito, dessa forma, NÃO são cobrados custos ou taxas para submissão, processamento, publicação e leitura dos artigos.

Todo o conteúdo do periódico Fragmentum está licenciado com uma Licença Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REDES SOCIAIS
Página da Revista no Facebook