A instabilidade do sentido na movência de uma designação

Maria Iraci Sousa Costa

Resumo


O presente trabalho tem o objetivo de discorrer sobre os critérios usados na delimitação do objeto da nossa pesquisa, que é a definição atribuída à designação sintagma, bem como o percurso da construção da nossa questão de pesquisa. Tendo em vista que a designação sintagma é passível de ter outras definições atribuídas por linguistas e também por gramáticos, procuramos investigar o que faz com que a definição não seja apenas mais uma formulação inscrita em uma rede parafrástica, mas sim uma formulação que historiciza, que passa a fazer parte do interdiscurso, ao mesmo tempo em que individualiza o sujeito, colocando-o como responsável por aquilo que diz e escreve.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/11198



ISSN Versão Impressa: 1519-9894
ISSN Versão Digital: 2179-2194
DOI 10.5902/21792194
Endereço Eletrônico: www.ufsm.br/fragmentum

Fragmentum possui caráter público e gratuito, dessa forma, NÃO são cobrados custos ou taxas para submissão, processamento, publicação e leitura dos artigos.

Todo o conteúdo do periódico Fragmentum está licenciado com uma Licença Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REDES SOCIAIS
Página da Revista no Facebook