Educação Precoce: Interações Triádicas e Sistemas Semióticos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/1984686X64551

Palavras-chave:

Educação precoce, Educação especial, Interações triádicas.

Resumo

Este estudo se propõe a analisar as interações triádicas estabelecidas na Educação Precoce, de maneira a compreender os processos semióticos do bebê pré-verbal e o papel educativo de professores nesse contexto. O referencial teórico adotado é a perspectiva pragmática do objeto, que coloca que, para a compreensão do desenvolvimento do pensamento do bebê que ainda não fala, é necessário se trazer à luz a materialidade e o uso cultural de objetos nas interações bebê-adulto-objeto. Nesse sentido, foi realizada uma pesquisa empírica qualitativa com um bebê do sexo feminino, com histórico de prematuridade de 12 meses de idade cronológica, atendido na Educação Precoce, e sua professora. Os dados foram levantados com a ajuda de videogravação de uma sessão de atendimento da professora a esse bebê, com o uso de três objetos específicos. Estes dados foram analisados microgeneticamente, de modo que puderam ser observados os mediadores semióticos e os usos dos objetos empregados pela professora e pelo bebê no compartilhamento dos significados culturais subjacentes a estes sistemas. Os resultados indicam que a Educação Precoce tem um papel importante na construção dos primeiros sistemas semióticos de bebês pré-verbais, e, portanto, no processo de construção do seu pensamento, visto que é um espaço de interações triádicas intencionais, planejadas e consistentes. As práticas educativas contribuem significativamente para o ingresso de bebês na cultura e no mundo de significados, onde o professor atua como parceiro e guia.

Biografia do Autor

Lênia Márcia Gonçalves, Centro Universitário ICESP, Brasília, DF

Professora mestra do Centro Universitário ICESP, Brasília, DF, Brasil.

Gabriela Sousa de Melo Mietto, Universidade de Brasília, Brasília, DF

Professora pós-doutora da Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil.

Referências

ALENCAR, Ana Carolina Correa; RENGIFO-HERRERA, Francisco José. La alimentación en la educación infantil a la luz de la perspectivca triádica del desarrollo. Investigación y Práctica en Psicología del Desarrollo, Aguascalientes, v. 5, p.117-151, jan. 2019.

ALENCAR, Ana Carolina Correa. Dinâmicas triádicas entre cuidadores-objetos-crianças em situações educacionais e lúdicas sobre alimentação em uma escola de educação infantil do DF. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação). Universidade de Brasília, Brasília, 2021.

ALESSANDRONI, Nicolás; RODRÍGUEZ, Cintia. On perception as the basis for object concepts: A critical analysis. Pragmatics & Cognition, Amsterdam, v. 26, n. 2-3, p. 321-356, dez. 2019.

ALESSANDRONI, Nicolás et al. Musical dynamics in early triadic interactions: A case study. Psychological Research, v. 84, n. 6, p. 1555-1571, mar. 2020.

BARBOSA, João P. V.; VAZ, Arnaldo M. Análise microgenética de processos de aprendizagem na pesquisa em educação em ciências. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 18, n. 3, p. 458-477, 2019. Disponível em: http://revistas.educacioneditora.net/index.php/REEC/article/view/344. Acesso em 25 ago. 2021.

BASILIO, Marisol; RODRÍGUEZ, Cintia. Usos, gestos y vocalizaciones privadas: de la interacción social a la autorregulación. Infancia y Aprendizaje, v. 34, n. 2, p. 181-194, 2011.

BASILIO, Marisol; RODRÍGUEZ, Cintia. How toddlers think with their hands: Social and private gestures as evidence of cognitive self-regulation in guided play with objects. Early Child Development and Care, v. 187, n. 12, p. 1971-1986, 2017.

BATES, Elizabeth; CAMAIONI, Luigia; VOLTERRA, Virginia. The acquisition of performatives prior to speech. Merrill-Palmer quarterly of behavior and development, v. 21, n. 3, p. 205-226, 1975.

BÉGUIN, Marie. Object pragmatics and language development. Integrative Psychological and Behavioral Ccience, v. 50, n. 4, p. 603-620, ago.2016.

BENASSI, Julia; RODRÍGUEZ, Cintia. The genesis of shared reference. A pragmatic perspective of autism (Génesis de la referencia compartida. Una mirada pragmática sobre el autismo). Journal for the Study of Education and Development, v. 43, n. 4, p. 779-792, 2020.

BORGES, Gabriela Silva Braga; FLORES, Maria Marta Lopes; SILVA, Janaina Cassiano. A estimulação precoce de crianças público-alvo da educação especial na educação infantil. In: Estudos interdisciplinares em humanidades e letras. Neves, Adriana Freitas et al. (org). São Paulo: Blucher, 2016. 558 p. Disponível em: https://repositorio.ivc.br/handle/123456789/389. Acesso em: 9 set. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes educacionais sobre estimulação precoce. Brasília, DF,1995. p. 44. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me002557.pdf. Acesso em: 6 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agenda de compromissos para a saúde integral da criança e redução da mortalidade infantil. Brasília, DF, 2004. p.80. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/agenda_compro_crianca.pdf. Acesso em: 5 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual atenção à saúde do recém-nascido (Guia para Profissionais de Saúde), v. 1, Brasília, DF, 2014. p.195. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_saude_recem_nascido_v1.pdf. Acesso em: 3 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. A estimulação precoce na atenção básica: guia para abordagem do desenvolvimento neuropsicomotor pelas equipes de Atenção Básica, Saúde da Família e Núcleo de Apoio à Saúde da Família no contexto da síndrome congênita por zika. Brasilia, DF, 2016. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/estimulacao_precoce_ab.pdf. Acesso em: 6 dez. 2020.

BRUNNER, Jerome. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 2007.

CABRERA, Ibian Dahiana Montero; VÁZQUEZ, Yadnil Elizabeth Gómez; GÓMEZ, Onelis Góngora. Efectividad de la estimulación temprana en lactantes con riesgos de retardo en el desarrollo psicomotor. Correo Científico Médico, v. 24, n. 2, 2020. Disponível em: http://www.revcocmed.sld.cu/index.php/cocmed/article/view/3446 . Acesso em: 15 set. 2021.

CÁRDENAS, Karina; MORENO-NÚÑEZ, Ana; MIRANDA-ZAPATA, Edgardo. Shared Book-Reading in Early Childhood Education: Teachers’ Mediation in Children’s Communicative Development. Frontiers in Psychology, v. 11, 2020.

CARDOSO, Carolina; FERNANDES, Leandra Procópio; PROCÓPIO, Marcos. Estimulação precoce na educação infantil: um estudo bibliométrico. Revista EDaPECI, v. 17, n. 1, p. 166-187, 2017. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6711128. Acesso em: 21 ago. 2021.

CARNIEL, Camila Zorzetto et al. Influência de fatores de risco sobre o desenvolvimento da linguagem e contribuições da estimulação precoce: revisão integrativa da literatura. Rev. CEFAC, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 109-118, fev. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rcefac/a/VGrstgWgMdcJyHr5stDfpyP/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 23 dez. 2020.

CAVALCANTE, Silvia; RODRÍGUEZ, Cintia. The understanding of die as an object that has numerical functions. A longitudinal study using two children from the ages of 24 to 36 months interacting with an adult/La comprensión del dado como objeto con funciones numéricas. Un estudio longitudinal con dos niños desde los 24 a los 36 meses en interacción con un adulto. Estudios de Psicología, v. 36, n. 1, p. 48-70, fev. 2015.

DE MIRANDA, Maria Auristela Barbosa Alves; DE SÁ, Antônio Villar Marques. Atendimento Educacional Especializado para a primeiríssima infância: O Programa de Educação Precoce no Distrito Federal. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, v. 7, n. 2, p. 173-180, 2020.

DEL OLMO, María Jesús; RODRÍGUEZ, Cintia; TARRÍO, Francisco Ruza. Music therapy in the PICU: 0-to 6-month-old babies. Music and Medicine, v. 2, n. 3, p. 158-166, 2010.

DIMITROVA, Nevena. The role of common ground on object use in shaping the function of infants’ social gaze. Frontiers in psychology, v. 11, p. 619, 2020. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpsyg.2020.00619/full. Acesso em: 10 set. 2021

DISTRITO FEDERAL. Orientações pedagógicas da educação especial. Brasília, DF, 2010. 142 p. Disponível em http://www.cre.se.df.gov.br/ascom/documentos/subeb/ed_especial/orient_pedag_ed_especial2010.pdf. Acesso em: 25 nov. 2020.

DISTRITO FEDERAL. Currículo em movimento da educação básica: educação infantil. Brasília, DF, 2018. 106 p. Disponível em: http://www.educacao.df.gov.br/wp-conteudo/uploads/2018/02/Curri%CC%81culo-em-Movimento-Ed-Infantil_19dez18.pdf. Acesso em: 24 nov. 2020.

DUPERTUIS, Virginie; MORO, Christiane. Self-directed ostensions and mediations of the adult at the age of 8-, 12-and 16 months. Integrative Psychological and Behavioral Science, v. 50, n. 4, p. 621-633, 2016.

DURAND, María Florencia et al. El desarrollo de la comunicación preverbal y verbal temprana. La importancia del juego. Revista Iberoamericana de Psicología: Ciencia y Tecnología, v. 13, n. 1, p. 23-31, 2020

ELAN. (Versão 5.9.). EUDICO Linguistic Annotator [software de computador]. Nijmegen: Max Planck Institute for Psycholinguistics. Holanda, 2020. Disponível em: https://archive.mpi.nl/tla/elan. Acesso em 20 jun. 2020.

ESCOBEDO, Pedro Antonio Sánchez. Prescripciones metodologicas para el uso de viedograbacion en la investigacion educativa/methodological prescriptions for the use of video recording in educational research. MLS Educational Research, v. 4, n. 2, p. 1c-1c, 2020.

FERREIRA, Juliene Madureira; MOURA, Gabriella Garcia; MIETO, Gabriela Sousa de Melo. Children’s Sociability in Institutional Contexts: Theoretical Reflections on Cognitive Development Within Peer Interactions. Human Arenas, p. 1-21, 2020.

FERREIRA, Rachel de Carvalho et al. Effects of early interventions focused on the family in the development of children born preterm and/or at social risk: a meta-analysis. Jornal de Pediatria, v. 96, p. 20-38, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/jped/a/K3LL6W6kdtH8ghTZJJsQ5Bc/abstract/?lang=en. Acesso em: 16 set. 2021.

FUERTES, Marina; LUÍS, Helena. Vinculação, práticas educativas na primeira infância e intervenção precoce. Interacções, v. 10, n. 30, jun. 2014. Disonível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/4023. Acesso em: 23 dez 2020.

GERBASSI, Thaís Neves. Atenção compartilhada nas relações triádicas: um estudo a partir da mãe e seus filhos. Dissertação (Mestrado em psicologia do desenvolvimento e Escolar).Universidade de Brasília, Brasília, 2021.

GIBSON, James J. The ecological approach to visual perception. Houghton Mifflin. New York, 1979.p.174.

GÓES, Maria Cecília Rafael de. A abordagem microgenética na matriz histórico-cultural: uma perspectiva para o estudo da constituição da subjetividade. Cad. CEDES, Campinas, v. 20, n. 50, p. 9-25, abr. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622000000100002&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 24 out. 2021.

GOMES, Cláudia Aparecida Valderramas. Afetos, cultura e mediação: especificidades do desenvolvimento na criança de zero a três anos. Perspectiva, v. 32, n. 3, p. 813-828, dez. 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2014v32n3p813. Acesso em: 20 nov 2020.

GOMES, Isadora Dias et al. O social e o cultural na perspectiva histórico-cultural: tendências conceituais contemporâneas. Psicol. rev. (Belo Horizonte), Belo Horizonte, v. 22, n. 3, p. 814-831, dez. 2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-11682016000300016&lng=pt&nrm=iso . Acesso em: 24 dez. 2021.

GRONITA, Joaquim et al. Intervenção precoce: o processo de construção de boas práticas: relatório final. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2011. 212 p. Disponível em: https://repositorioaberto.uab.pt/handle/10400.2/7364. Acesso em: 18 nov. 2020.

GUEVARA, Irene; MORENO-LLANOS, Iván; RODRÍGUEZ, Cintia. The emergence of gestures in the first year of life in the Infant School classroom. European Journal of Psychology of Education, v. 35, n. 2, p. 265-287, jan. 2020.

HORN, Daiane; LOPES, Maria Isabel. A prática cotidiana dos educadores de bebês de 0 a 2 anos. Olhares & Trilhas. n. 2, jul. 2015. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/olharesetrilhas/article/view/29400/16931. Acesso em: 10 nov. 2020.

HERRERA, Francisco José Rengifo. El símbolo es, del ojo, la pupila: Primeras aproximaciones al surgimiento de la Agencialidad en la relación Niño–Objeto–Adulto. Páginas: Revista académica e institucional de la UCPR, n. 73, p. 3, 2005. Disponível em: https://revistas.ucp.edu.co/index.php/paginas/article/view/2258. Acesso em 6 dez. 2020.

RENGIFO-HERRERA, Francisco José; GOMES MELO RODRIGUES, Ana Paula. Quando comer não é suficiente: Tríade, cuidado/educação, desenvolvimento e uso dos objetos durante as refeições em duas creches do DF. Psicología desde el Caribe, v. 37, n. 3, set/dez. 2020.Disponível em: http://rcientificas.uninorte.edu.co/index.php/psicologia/article/view/12334. Acesso em 5 jan. 2020.

LOURENÇO, Natália Sofia Quintas. Intervenção Precoce na Infância: atuação profissional dos Educadores de Infância sobre os riscos do desenvolvimento infantil. Tese Doutorado (Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti). Portugal, Porto, 2018. Disponível em: http://repositorio.esepf.pt/handle/20.500.11796/2582. Acesso em 22 ago. 2021.

MACHADO, Suzana Grimaldi; LORETE, Eliane Oliveira (2019). Educação inclusiva: múltiplas práticas e olhares. Instituto Federal do Espírito Santo. Disponível em: https://vendanova.ifes.edu.br/images/stories/E-book _-_Educação_Inclusiva_-_múltiplas_práticas_e_olhares.pdf . Acesso em: 16 set. 2021.

MIGUEL, Marta Isabel Quelhas; PEREIRA, Cristina Maria Gonçalves. Intervenção Precoce: Estudo comparativo entre Portugal e Espanha. New Trends in Qualitative Research, [S. l.], v. 7, p. 115–127, 2021. DOI: 10.36367/ntqr.7.2021.115-127. Disponível em: https://publi.ludomedia.org/index.php/ntqr/article/view/312. Acesso em: 8 set. 2021

MORENO-LLANOS, Iván; ZAPARDIEL, Laura A.; RODRÍGUEZ, Cintia. Children’s first manifestations of cognitive control in the early years school: the importance of the educational situation and materiality. European Journal of Psychology of Education, p. 1-20, 2020. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s10212-020-00505-1. Acesso em: 17 ago. 2020.

MORENO-NÚÑEZ, Ana; ALESSANDRONI, Nicolás. What’s an early triadic interaction made of? A methodological proposal to study the musical dynamics of interaction. Infant Behavior and Development, v. 63, p. 101572, 2021. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0163638321000473. Acesso em: 19 ago. 2021.

MORENO-NÚÑEZ, Ana; FERNÁNDEZ-ALCAIDE, Ainhoa; MARTÍN-RUIZ, Noemí. El desarrollo de las interacciones triádicas tempranas. Revista de Psicología, p. 088-088, 2021.

MORENO-NÚÑEZ, Ana; RODRÍGUEZ, Cintia; DEL OLMO, María Jesús. The rhythmic, sonorous and melodic components of adult-child-object interactions between 2 and 6 months old. Integrative Psychological and Behavioral Science, v. 49, n. 4, p. 737-756, fev. 2015.

MORENO-NÚÑEZ, Ana; RODRÍGUEZ, Cintia; DEL OLMO, María Jesús. Rhythmic ostensive gestures: How adults facilitate infants’ entrance into early triadic interactions. Infant Behavior and Development, v. 49, p. 168-181, nov. 2017.

MORENO-NÚÑEZ, Ana; RODRÍGUEZ, Cintia; MIRANDA-ZAPATA, Edgardo. Getting away from the point: the emergence of ostensive gestures and their functions. Journal of child language, v. 47, n. 3, p. 556-578, 2020.

MORO, Christiane. To encounter, to build the world and to become a human being. Advocating for a material-cultural turn in developmental psychology. Integrative psychological and behavioral science, v. 50, n. 4, p. 586-602, 2016.

MORO, Christiane; RODRÍGUEZ, Cintia. ¿ Por qué el niño tiende el objeto hacia el adulto? La construcción social de la significación de los objetos. Infancia y Aprendizaje, v. 14, n. 53, p. 99-118, 1991.

MOURA, Gabriella Garcia; AMORIM, Kátia de Souza. Interações de bebês em acolhimento familiar e institucional: dois estudos exploratórios. Psicologia em Estudo, v. 23, out. 2018. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/PsicolEstud/article/view/40287. Acesso em: 5 nov. 2020.

NASCIMENTO, Priscila. Dias. O desenvolvimento cultural do bebê: o uso do livro como objeto mediador. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde). Universidade de Brasília, Brasília, 2019.Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37278. Acesso 19 nov. 2019.

NORES, Milagros; BARNETT, W. Steven. Benefits of early childhood interventions across the world:(Under) Investing in the very young. Economics of education review. v. 29, n.2, p. 271-272, abr. 2010. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S027277570900106X. Acesso em: 22 nov.2020.

NUNES, Ana Silvia Duarte; CHAHINI, Thelma Helena Costa. Percepções de profissionais da educação infantil em relação à estimulação precoce em crianças com deficiência e de risco ambiental. Revista Interdisciplinar em Cultura e Sociedade. vol 3, n.1. p. 83-102. jan./jun. 2017. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ricultsociedade/article/view/7222. Acesso em: 5 nov. 2020.

PALACIOS, Pedro. Origen de los usos simbólicos de los objetos en los niños contextos de comunicación e interacción triádicos.Tese (doutorado). Universidad Autónima de Madrid. Madrid, p.379. 2009. Disponível em: https://repositorio.uam.es/bitstream/handle/10486/4029/27818_palacios_salas_pedro.pdf?sequence=1. Acesso em: 6 dez. 2020.

PALACIOS, Pedro et al. Usos y significados de los objetos en niños mexicanos. Investigación Y Práctica En Psicología Del Desarrollo. vo1, p 15-20, jan, 2015. Disponível em: https://revistas.uaa.mx/index.php/ippd/article/view/627. Acesso em: 2 jul. 2020.

PALACIOS, Pedro; RODRÍGUEZ, Cintia; MÉNDEZ-SÁNCHEZ, Cecilia. Communicative mediation by adults in the construction of symbolic uses by infants. Integrative Psychological and Behavioral Science, v. 52, n. 2, p. 209-227, 2018.

PEREIRA-SILVA, Nara Liana; DESSEN, Maria Auxiliadora. Intervenção precoce e família: Contribuições do modelo bioecológico de Bronfenbrenner. In: Maria Auxiliadora Dessen; COSTA JUNIOR, Áderson Luiz. (Org.). A ciência do desenvolvimento humano: Tendências atuais e perspectivas futuras. Porto Alegre: Artmed. 2005. p 151-167.

PÉREZ, Vicente Quirós. Nuevo modelo para la atención temprana en Andalucía: directrices y desafíos. Revista Iberoamericana de Educación. v. 48, n. 4. febrero de 2009. Disponível em: https://rieoei.org/historico/expe/2592Quirosv2.pdf. Acesso em: 10 nov. 2020.

PERPIÑÁN, Sonsoles. Atención temprana y familia: cómo intervenir creando entornos competentes. Narcea Ediciones, 2019.

RIBAS, Luana de Melo. O processo criador da criança com autismo em espaços brincantes: imaginação-emoção e o coletivo. Dissertação (Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento e Escolar), Universidade de Brasília, Brasília, 2021.

RODRÍGUEZ, Cíntia. Object use, communication and sings. The triadic basis of early cognitive development. In: VALSINER, Jaan; ROSA, Alberto (Eds.), The Cambridge handbook of sociocultural psychology. New York: Cambridge University Press, 2007. p. 257–276.

RODRÍGUEZ, Cintia. El ojo de Dios no mira signos. Desarrollo temprano y semiótica. Infancia y Aprendizaje, v. 30, n. 3, p. 343-374, 2007.

RODRÍGUEZ, Cintia. O nascimento da inteligência: do ritmo ao símbolo. Porto Alegre: Artmed, 2009a.

RODRÍGUEZ, Cintia. The ‘circumstances’ of gestures: Proto-interrogatives and private gestures. New ideas in Psychology, v. 27, n. 2, p. 288-303, ago. 2009b.

RODRÍGUEZ, Cinta.? El adulto como guia ¿ el eslabón perdido del desarrollo temprano? Padres y maestros, 2012a. Disponível em: https://repositorio.uam.es/bitstream/handle/10486/662884/adulto_rodriguez_PyM_2012.pdf?sequence=1. Acesso em: 20 ago. 2020.

RODRÍGUEZ, Cíntia ; LOS REYES José Luiz de. Los objetos sí importan Acción educativa en la escuela infantil. Horsori, 2021

RODRÍGUEZ, Cintia; MORO, Christiane. El uso convencional también hace permanentes a los objetos. Infancia y aprendizaje, v. 21, n. 84, p. 67-83, 1998.

RODRÍGUEZ, Cíntia; MORO, Christiane. El mágico número três: Cuando los niños aún no hablan. Barcelona: Paidós, 1999.

RODRÍGUEZ, Cintia; MORO, Christiane. Objeto, comunicación y símbolo. Una mirada a los primeros usos simbólicos de los objetos. Estudios de psicología, v. 23, n. 3, p. 323-338, 2002.

RODRÍGUEZ, Cintia; MORO, Christiane. Coming to agreement: Object use by infants and adults. In: ZLATEV, Jordan et al. (Ed.). The shared mind: Perspectives on intersubjectivity. Benjamins Publishing. p. 89-114, 2008.

RODRÍGUEZ, Cintia; PALACIOS, Pedro. Do private gestures have a self-regulatory function? A case study. Infant behavior and development, v. 30, n. 2, p. 180-194, mai. 2007.

RODRÍGUEZ, Cintia et al. Ostensive gestures come first: their role in the beginning of shared reference. Cognitive Development, v. 36, p. 142-149, out. /dez. 2015.

RODRÍGUEZ, Cintia et al. Executive Functions and educational actions in an infant school: private uses and gestures at the end of the first year/Funciones Ejecutivas y acción educativa en la Escuela Infantil: usos y gestos privados al final del primer año. Studies in Psychology, v. 38, n. 2, p. 385-423, 2017.

RODRÍGUEZ, Cintia et al. Object Pragmatics: Culture and Communication–the Bases for Early Cognitive Development. In ROSA, Alberto; Valsiner, Jaan. The Cambridge handbook of sociocultural psychology. Cambridge University Press. United Kingdom: p. 223- 244, 2018.

RODRÍGUEZ, Cintia et al. Executive Functions and educational actions in an infant school: private uses and gestures at the end of the first year/Funciones Ejecutivas y acción educativa en la Escuela Infantil: usos y gestos privados al final del primer año. Studies in Psychology, v. 38, n. 2, p. 385-423, mai. 2017.

SOEJIMA, Carolina Santos; BOLSANELLO, Maria Augusta. Programa de intervenção e atenção precoce com bebês na educação infantil. Educ. rev., Curitiba, n. 43, p. 65-79, mar. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100006&lng=en&nrm=iso. Acesso em 24: ago. 2020.

SPITTLE, Alicia J. et al. The role of social risk in an early preventative care programme for infants born very preterm: a randomized controlled trial. Developmental Medicine & Child Neurology, v. 60, n. 1, p. 54-62, 2018. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/dmcn.13594. Acesso em: 7 set. 2021

TEIXEIRA, Alcylanna Nunes; LÔBO, Karla Rossana Gomes; DUARTE, Ana Teresa Camilo. A Criança e o ambiente social: aspectos intervenientes no processo de desenvolvimento na primeira infância. Id on Line Revista de Psicologia, v. 10, n. 31, p. 114-134, 2016.

TOMASELLO, Michael. Becoming human. Harvard University Press, 2019.

UNICEF. Desenvolvimento Infantil (acesso em 5 de dezembro de 2021). Disponível na internet via https://www.unicef.org/brazil/desenvolvimento-infantil.

VALE, Vilma Gonçalves do. Sistemas semióticos em contexto de aprendizagem: criança com Síndrome de Down-professora do AEE-jogo matemático. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde). Universidade de Brasília. Brasília, p.148, 2019. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37786. Acesso em: 15 set. 2019.

VIGOTSKI, Lev Semionovitch. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

VOLTERRA, Virginia. Merrill-Palmer Quarterly of Behavior and Development. Detroit, Wayne State University Press, 1975.p 205-226. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/232508320_The_Acquisition_of_Performatives_Prior_to_Speech. Acesso em: 2 dez. 2020.

WETTLING, Ignacio. Intenciones comunicativas tempranas. Consideraciones para la Evaluación. Revista Digital EOS Perú, v. 7, n. 1, p. 42-55, 2016

YUSTE, Noemí Blázquez. Primeros usos simbólicos con objetos réplica y artefacto con niños/as de 9 a 24 meses. Tese (doutorado). Universidad autónima de Madrid. Madrid, 2017, p.161 Disponível em: https://repositorio.uam.es/handle/10486/680694. Acesso em 09 mai. 2020.

Downloads

Publicado

2021-11-18

Como Citar

Gonçalves, L. M., & Mietto, G. S. de M. (2021). Educação Precoce: Interações Triádicas e Sistemas Semióticos. Revista Educação Especial, 34, e56/1–29. https://doi.org/10.5902/1984686X64551