Utilização de extensores alternativos na produção de compensados multilaminados.

Setsuo Iwakiri, Alexsandro B. Cunha, Carlos Eduardo C. Alburquerque, Elianice Gorniak, Lourival Marin Mendes

Resumo


Esta pesquisa foi desenvolvida  com o objetivo de avaliar a potencialidade de uso de farinhas de soja, arroz, milho, aveia e mandioca, como extensores alternativos a  farinha de trigo (testemunha) para produção de compensados. Foram produzidas 21 chapas com lâminas de madeira de Eucalyptus cloeziana, sendo três chapas por tratamento, utilizando a seguinte formulação em partes por peso: resina uréia-formaldeído - 100, extensor - 75, água - 80 e catalisador - 7. Os resultados médios de resistência da linha de cola aos esforços de cizalhamento, pelo teste seco e úmido, demostraram que as farinhas de arroz e de aveia podem ser utilizados como extensor alternativo à farinha de trigo.


Palavras-chave


Extensor; uréia-formaldeído; compensado; <i>Eucalyptus cloeziana</i>.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBA QUÍMICA. Boletim técnico: Ref: 15-09. 1990.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. Testing venner, plywood and other glued veneer constructions. Philladelphia, 1982. (Annual Book of ASTM Standards, ASTM D-805)

BALDWIN, R.F. Plywood manufacturing practices. San Francisco: Miller Freeman, 1995. 388p.

COMMERCIAL STANDARD C.S. 35-61. Hardwood plywood. 1968.

MARRA, A. A. Technology of wood bonding: principles in practice. New York: Van Nostrand Reinhold, 1992. 453p.

MOREIRA, W.S. Extensores alternativos para produção de compensados com resina uréia-formaldeído. Curitiba: UFPR, 1985. 81p. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná, 1985.

PIO, N.S. Avaliação da madeira de Eucalyptus scabra (Dum-Cours) e Eucalyptus robusta (Smith) na produção de painéis compensados. Curitiba: UFPR, 1996. 101p. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná, 1996.

SELLERS JR., T. Plywood and adhesive technology. New York: Marcel Dekker, 1985. 661p.

U.S. PRODUCT STANDARD PS 1-74 – For Constructions & industrial plywood with typical APA grade-trade marks, Product Standards Section, National Bureau of Standard, 1974. 33p.




DOI: https://doi.org/10.5902/19805098396

Licença Creative Commons