DIVERSIDADE DE LEPIDOPTERA EM UM FRAGMENTO FLORESTAL EM MUZAMBINHO, MINAS GERAIS

Dirlene Aparecida de Andrade, Isabel Ribeiro do Valle Teixeira

Resumo


O monitoramento de populações de Lepidoptera fornece informações importantes para avaliar a dinâmica e as mudanças ecológicas nos ecossistemas. Neste trabalho avaliou-se e caracterizou-se a Lepidofauna da mata do IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho - MG, estabelecendo um padrão para inúmeros fragmentos semelhantes na região. Em 12 meses de levantamento foram capturados 590 indivíduos de 69 espécies, distribuídas em 10 famílias. A família mais abundante foi Nymphalidae (73,56% dos indivíduos). As espécies mais abundantes foram Godartiana muscosa, Mechanitis lysimnia, Hermeuptychia sp e Mechanitis polymnia casabranca, que são bioindicadoras de ambiente perturbado e/ou urbano. Em contrapartida, foram encontradas espécies raras, tais como Notascea brevispula. Diferentes espécies foram constantes e outras ocorreram em apenas um curto período do ano. A diversidade e abundância foram maiores nos meses quentes e chuvosos. Os índices de diversidade de Shannon-Wiener e Simpson indicam uma diversidade mediana e o índice de Equitabilidade aponta ausência de dominância.


Palavras-chave


monitoramento ambiental; mata atlântica; lepidóptera; bioindicadores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/1980509830311

Licença Creative Commons