Interações de Loxosceles Intermedia (araneae, sicariidae), Parasteatoda tepidariorum e nesticodes rufipes (araneae, theridiidae)

Marta Luciane Fischer, Leticia Ducci

Abstract


O sucesso de colonização dos ambientes antrópicos pelas aranhas de interesse médico do gênero Loxosceles Heinecken & Lowe, 1832, além de estar relacionado à disponibilidade de presas e microhabitats, pode ser devido à coexistência com baixa abundância e riqueza de outras espécies de aranhas. Dentre as aranhas sinantrópicas presentes nas residências de Curitiba destacam-se espécies da família Theridiidae como Parasteatoda tepidariorum (Koch, 1841) e Nesticodes rufipes (LUCAS, 1846). Logo, é possível que essas espécies possam ter estabelecido adaptações de interação interespecifica e de relação trófica com Loxosceles intermedia Mello-Leitão, 1934, caso a) apresentem hábitos predatórios generalistas associados às seqüencias estereotipadas e rápidas; b) ocupem o mesmo nicho; c) e em unidades experimentais, desalojem a aranha-marrom e não permita a sua instalação. Assim, o presente estudo teve o objetivo de avaliar e caracterizar as interações tróficas interespecíficas entre L. intermedia, P. tepidariorum e N. rufipes, através da quantificação dos padrões motores utilizados nas interações, da freqüência de captura, da avaliação da colonização de unidades experimentais e da caracterização dos ambientes ocupados em construções antrópicas. O comportamento de captura foi mais estereotipado e mais rápido para S. rufipes, o que parece estar relacionado com um hábito mais generalista. Tanto P. tepidariorum quanto N. rufipes predaram significativamente as aranhas invasoras e não permitiram sua instalação. No entanto, nas residências de Curitiba L. intermedia predomina sobre as aranhas da família Theridiidae sugerindo tanto relação com fatores bióticos e abióticos, quanto com o fato de suas teias evidentes serem constantemente removidas pelos moradores. Mesmo não havendo evidências de exclusão competitiva, o fato dos teridiideos dificultarem a instalação de L. intermedia, a manutenção dessas aranhas em locais como forros e porões pode ser constituir de um auxílio nas ações integradas de manejo, pois além de predarem inúmeras espécies de insetos diminuindo o recurso no ambiente, podem capturar a aranha-marrom durante o seu deslocamento, desfavorecendo a sua instalação nesses microambientes.



DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X9366

Copyright (c)



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

1. IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

2. THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

3 IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

4. IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

5. IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

6. IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

7. IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

8.  IF THE STATEMENT BY THE ETHICS COMMITTEE (IF IT INVOLVES HUMANS) WAS ADDED;

9. IF THE DECLARATION OF ORIGINALITY WAS ADDED.

10. IF THE TEXT IS ORIGINAL. IF THE IDEA HAS ALREADY BEEN REGISTERED IN SUMMARY FORM, OR PUBLISHED IN CONGRESS ANNUALS, PLEASE INFORM THE EDITOR.