Determination of the intensity-duration-frequency curve of the municipality of Cruzeiro do Sul – Acre

Authors

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179460X38301

Keywords:

IDF equation, Maximum rainfall, Gumbel probability

Abstract

Information on extreme rainfall events associated with predictability and probabilities, especially in intensity-duration-frequency (IDF) curves, are essential for the development of engineering projects aimed at sanitation, drainage and waterproofing of surfaces, which allow to offer more suitable conditions for dimensioning hydraulic and hydrological works and services. However, much of the North Region of the country does not have this information available or updated. Thus, the objective of this study was to develop the IDF equation for the municipality of Cruzeiro do Sul - AC. A 14-year historical series was used, distributed between 1993 and 2011, such data were analyzed by the Gumbel distribution, the same being related, by means of the daily rain breakdown, for return periods comprising 2 to 100 years and rainfall durations of 5 minutes to 24 hours. In the analysis for the construction of the curve, it was observed that the years 1995 and 2002 corresponded to the years with the highest precipitated height indexes, being 111 mm and 103 mm, respectively, however these events had an estimated return time between 3 and 8 years, which does not denote anomalous events. The IDF curve constructed in the study showed good adherence to the observed data, which proves its use in the region.

Author Biographies

Nayara dos Santos Albrigo, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO

Atualmente é acadêmica do Curso Bacharelado em Engenharia Ambiental e Sanitária da Fundação Universidade Federal de Rondônia, câmpus Ji-Paraná. Formada Técnica em Florestas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, câmpus Ji-Paraná.

Maylla Tawanda dos Santos Pereira, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO

Atualmente é acadêmica do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária.

Nelma Tavares Dias Soares, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO

Atualmente é acadêmica do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. Fui bolsista de iniciação científica vinculada ao Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia de 2016 a 2019, onde dentre outros temas pesquisei sobre o estoque de carbono através da dendrometria.

Gleibson de Souza Andrade, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO

Atualmente é acadêmico do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. Possui graduação em Tecnólgo em Gestão Ambiental pela Faculdade de Educação de Jaru (Ro)(2015)

Vinicius Alexandre Sikora de Souza, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Engenheiro Ambiental, Especialista em Engenharia e Segurança do Trabalho, Mestre e Doutorado em Engenharia Civil. 

Ana Lúcia Denardin da Rosa, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO

Possui graduação, mestrado e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Maria. Atualmente é professora da Fundação Universidade Federal de Rondônia, e vice-líder do Grupo de Pesquisa em Águas Superficiais e Subterrâneas (GPEASS). 


References

ALMEIDA, A. Q.; RIBEIRO, A.; PAIVA, Y.G.; RASCON, N. J. L.; LIMA, E. P. Geoestatística no estudo de modelagem temporal da precipitação. 2011. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 15, n. 4, p. 354-358.

ANA. Hidroweb. 2018. Disponível em: http://www.snirh.gov.br/hidroweb/publico/mapa_hidroweb.jsf . Acesso em 29 de nov.

CECÍLIO, R. A.; XAVIER, A.C.; PRUSKI, F. F.; HOLLANDA, M. P.; PEZZOPANE, J. E. M. Avaliação de interpoladores para os parâmetros das equações de chuvas intensas no Espírito Santo. Ambi-Agua, Taubaté, v. 4, n. 3, p. 82-92, 2009.

CIDADE BRASIL. Município de Cruzeiro do Sul. 2018. Disponível em: https://www.cidade-brasil.com.br/municipio-cruzeiro-do-sul.html . Acesso em 29 de nov.

COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL – CETESB. Drenagem urbana: manual de projeto. São Paulo: CETESB, 1979. 476p.

CRUZ, J. S. et.al. Equações de chuvas intensas com dados CPC morphing technique (CMORPH) para o município de Altamira – PA. Irriga, Botucatu, v. 24, n. 1, p. 192-207, 2019.

ELTZ, F. L. F.; REICHERT, J. M.; CASSOL, E. A. Período de retorno de chuvas em Santa Maria, RS. R. Bras. Ci. Solo, v. 16, n. January 1992, p. 265–269, 1992.

DAMÉ, R. C. F. et al. Comparação entre curvas intensidade-duração-frequência de ocorrência de precipitação obtidas a partir de dados pluviográficos com àquelas estimadas por técnicas de desagregação de chuva diária. Revista Brasileira de Agrociência, Pelotas, v. 12, n. 4, p.505-509, 2006.

IBGE. Município Cruzeiro do Sul. 2018. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ac/cruzeiro-do-sul/panorama . Acesso em 29 de nov.

MOOG, D. B.; JIRKA, G. H. Analysis of Reaeration Equations Using Mean Multiplicative Error. 1998. J. Envion. Eng. 124 (2): p. 104-110.

QAMAR, M. U. et al. Rainfall Extremes: a Novel Modeling Approach for Regionalization. Water Resources Management, v.31, n.6, p.1975-1994, 2017.

QUEIROZ, F. M. de. Estudo da reaeração da água em canal com fundo deslizante. 2013. Tese (Doutorado em Scentiae) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

QUEIROZ, F. M. de; MATOS, A. T. de; VON SPERLING, M. Estimativa do coeficiente de rearação da água em canal raso de fundo deslizante. 2015. Eng. Sanit. Ambient. v. 20. n. 1. jan/mar. P. 79-88.

OLIVEIRA, L. F. C. de et al. Estimativas das equações de chuvas intensas para algumas localidades o Estado de Goiás pelo método da desagregação de chuvas. 2000. Pesquisa Agropecuária Tropical. 30 (1): 23-27, jan/jun.

OLIVEIRA, L. F. C. et al. Métodos de estimativa de precipitação máxima para o Estado de Goiás. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.12, n.6, p. 620-625, 2008.

PEREIRA, D. C.; DUARTE, L. R.; SARMENTO, A. P. Determinação da curva de intensidade, duração e frequência do município de Ipameri – Goiás. 2017. Revista Eletrônica de Engenharia Civil. v. 13. n.2. p. 233-246. jul/dez.

SEDAM. 2010. Boletim Climatológico de Rondônia – 2010. Porto Velho: Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental. Disponível em: http://www.sedam.ro.gov.br . Acesso em 10 dez. 2018.

SOUZA, V. A. S. de et al. Analysis of extreme rainfall events in the city of Ji-Paraná, Rondônia. 2011. Revista Pesquisa & Criação. v. 10. n.2. jun/dez. p. 139-151.

SOUZA, V. A. S. de et al. Análise das chuvas intensas no município de Guajará-Mirim, Rondônia. In: XIX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, Maceió, 2018.

SOUZA, V. A. S. de et al. Equação de intensidade-duração e frequência de chuvas para o município de Ouro Preto do Oeste, Rondônia. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS

HÍDRICOS (SBRH), 10., 2013b, Bento Gonçalves/RS. Anais. Associação Brasileira de Recursos Hídricos: ABRH, 2013. p. 1-6. 17-22 de nov.

SOUZA, V. A. S. de et al. Equação de Intensidade-Duração-Frequência (IDF) de chuvas de Rolim de Moura – RO. 2015. Revista Brasileira de Ciências da Amazônia. v. 4, n. 1, p. 1-12.

SOUZA, V. A. S. de et al. Determining IDF equations for the state of Rondônia. 2016. Revista Brasileira de Climatologia. v. 18, jan/jun. ISSN: 1980-055x (Impressa) 2237-8642 (Eletrônia).

SOUZA, V. A. S. de et al. Extreme rainfall events in Amazonia: The Madeira river basin. 2020. Remote Sensing Applications: Society and Environment. v. 18.

SOUZA, V. A. S. Padrões e tendências hidroclimáticas de chuva identificados por sensoriamento remoto na bacia do Rio Madeira – Amazônia. 2019. Tese de doutorado (Doutorado em Engenharia Civil). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.

TORRICO, J. J. T. Práticas hidrológicas. Rio de Janeiro: Transcom, 1975.

VILLELA, S. M. e MATTOS, A. Hidrologia Aplicada. 1975. McGraw-Hill do Brasil, São Paulo, SP. 245p.

Published

2021-03-08

How to Cite

Albrigo, N. dos S., Pereira, M. T. dos S., Soares, N. T. D., Andrade, G. de S., Souza, V. A. S. de, & Rosa, A. L. D. da. (2021). Determination of the intensity-duration-frequency curve of the municipality of Cruzeiro do Sul – Acre. Ciência E Natura, 43, e30. https://doi.org/10.5902/2179460X38301

Issue

Section

Geo-Sciences

Most read articles by the same author(s)

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.