A deformação do sujeito no romance Sozaboy, de Ken Saro-Wiwa

André Cechinel, Michelle Maria Stakonski Cechinel

Resumo


O presente artigo propõe-se a defender o argumento de que, ao contrário do que a breve história de sua recepção nos diz, não há “formação” alguma em jogo no romance Sozaboy, do escritor e ativista político e ambiental nigeriano Ken Saro-Wiwa, ao menos não segundo os termos da Bildung ou do Bildungsroman. Para apresentar o argumento em questão, o texto divide-se em dois momentos fundamentais: primeiramente, realiza uma rápida introdução ao significado histórico dos conceitos que aqui nos cabem, “formação” (Bildung) e “romance de formação” (Bildungsroman); a seguir, tomando como pano de fundo a exposição realizada, o artigo analisa o romance Sozaboy, assinalando que, menos que um “romance de formação”, Saro-Wiwa descreve um processo deformativo singular, que, como tal, pede do leitor uma outra epistemologia, uma epistemologia negativa da destruição do sujeito.   


Palavras-chave


Ken Saro-Wiwa; Sozaboy; Bildung; Deformação

Texto completo:

PDF

Referências


ACHEBE, Chinua. A educação de uma criança sob o protetorado britânico. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

EKE, Maureen N. The Novel: Sozaboy: a Novel in Rotten English. In: MCLUCKIE, Craig W., MCPHAIL, Aubrey (Eds.). Ken Saro-Wiwa: Writer and Political Activist. London: Lynne Rienner Publishers, 2000.

GOETHE, J. W. Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister. Trad. Nicolino Simone Neto. São Paulo: Ensaio, 1994.

GOMES, Celina de Oliveira Barbosa. Desalienação e a configuração do Bildungsroman em Sozaboy, de Ken Saro-Wiwa. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários). Universidade Estadual de Londrina, Londrina: 2015, 108 f.

KANT, Immanuel. Reposta à pergunta: Que é “Esclarecimento”? In: Textos seletos. 2. ed. Trad. Raimundo Vier. Petrópolis: Vozes, 1985.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance. Trad. José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2000.

MASS, Wilma Patrícia. O cânone mínimo: o Bildungsroman na história da literatura. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

M'BOKOLO, Elikia. África Negra: história e civilizações. Tomo II (Do século XIX aos nossos dias). Salvador: EDUFBA; São Paulo: Casa das Áfricas, 2011.

NNOLIM, Charles E. Approaches to the African Novel. 3. ed. Lagos: Malthouse, 2010.

NORTH, Michael. Ken Saro-Wiwa’s Sozaboy: The Politics of the “Rotten English”. Public Culture. England, v. 13, n. 1, apr/aug. 2001, p. 97-112.

SARO-WIWA, Ken. Sozaboy. New York: Longman Publishing Group, 1994.

SCHILLER, F. A educação estética do homem. Trad. Roberto Schwarz e Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 2011.

SCHLEGEL, Friedrich. O dialeto dos fragmentos. Trad. Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 1997.

SIMOLA, Raisa. The Question of Identity during the Nigerian Civil War (1967-1970) in the Fiction of Flora Nwapa and Ken Saro-Wiwa. In:

PALMBERG, Mai (Org.). National Identity and Democracy in Africa. Cape Town: Capture Press, 1999, p. 80-100.

SUBIRATS, Eduardo. “Kafka, Rulfo, Beckett: retorno ao mito”. In: CECHINEL, André. (Org.). O lugar da teoria literária. Florianópolis: EdUFSC; Criciúma: Edinesc, 2016, p. 241-260.




DOI: https://doi.org/10.5902/1679849X28651

 

CONTATO:

E-mail: revista.la.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Prédio 16 - Centro de Educação - PPG Letras
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8477

Link: https://periodicos.ufsm.br/LA


ISSN: 1679-849X

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1679849X

Qualis/Capes: Linguística e Literatura B2


Periodicidade – Semestral

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

     

 

http://mjl.clarivate.com/cgi-bin/jrnlst/jlresults.cgi?PC=EX&Full=*Literatura%20e%20Autoritarismo

Resultado de imagem para DOAJ

https://doaj.org/toc/1679-849X

https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=19485

http://diadorim.ibict.br/handle/1/1018

 

 

http://oaji.net/journal-detail.html?number=6577

http://ezb.uni-regensburg.de/searchres.phtml?bibid=AAAAA&colors=7&lang=de&jq_type1=QS&jq_term1=Literatura+e+Autoritarismo

 

https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=491293

BASE Logo

https://www.base-search.net/

http://journalseeker.researchbib.com/view/issn/1679-849X

https://www.worldcat.org/title/literatura-e-autoritarismo/oclc/1002237522&referer=brief_results

https://scholar.google.com.br/citations?user=cnXbenUAAAAJ&hl=pt-BR

 

https://www.tib.eu/en/search/id/TIBKAT%3A894744321/Literatura-e-autoritarismo/

https://thekeepers.org/journals/1679-849X?page=1&query=Literatura+e+Autoritarismo

 

http://www.i2or.com/8.html (Nr. 763)

https://index.pkp.sfu.ca/index.php/browse/index/2374

http://miar.ub.edu/issn/1679-849X

https://clasificacioncirc.es/resultados_busqueda?_pag=1&_busqueda2=Literatura%20e%20Autoritarismo

https://reseau-mirabel.info/revue/6394/Literatura_e_autoritarismo