O trauma da ficção ou a ficção do trauma: uma leitura de K. Relato de uma busca, de Bernardo Kucinski

Raphaella Mendes Silva de Castro Lira

Resumo


O ato de narrar o trauma passa pela tentativa de verter em palavras a violência absoluta, capaz de desumanizar, de reduzir a dignidade humana. Ao longo da história da humanidade, inúmeros foram os sistemas de governo que atingiram um estado de exceção e passaram a tratar seus próprios cidadãos como inimigos. A ditadura militar brasileira foi um deles. Em K. Relato de uma busca, a estrutura fragmentada chama a atenção por lidar com um período tenso da História do país. A partir do desaparecimento real de sua irmã, Ana Rosa Kucinski, o autor engendra uma teia de possibilidades ficcionais para algo que ficou em suspenso. Fruto de um luto sem corpo, K. Relato de uma busca serve como mote para que se reflita sobre a natureza de um texto que, por mais que não seja claramente um testemunho, é o relato de um sobrevivente.

Palavras-chave


Ficção; Testemunho; Violência; Ditadura

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. O que resta de Auschwitz: o arquivo e a testemunha. Trad. Selvino J. Assman. São Paulo: Boitempo Editorial, 2008. Habeas Corpus. Que se apresente o corpo. A busca dos desaparecidos no Brasil. Brasília: Secretaria dos direitos humanos, 2010.

Kucinski, Bernardo. K. Relato de uma busca. São Paulo: Cosac Naify, 2014, 2a edição.

MARCO, Valéria de. “A literatura de testemunho e a violência de estado”. São Paulo: Lua Nova Nº 62, 2004. p.45-68

SAFATLE, Vladimir & TELLES, Edson (orgs). O que resta da ditadura. São Paulo: Boitempo Editorial, 2010.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. O local da diferença. Ensaios sobre memória, arte, literatura e tradução. São Paulo: editora 34, 2005.




DOI: https://doi.org/10.5902/1679849X25567

 

CONTATO:

E-mail: revista.la.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Prédio 16 - Centro de Educação - PPG Letras
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8477

Link: https://periodicos.ufsm.br/LA


ISSN: 1679-849X

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1679849X

Qualis/Capes: Linguística e Literatura B2


Periodicidade – Semestral

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

     

 

http://mjl.clarivate.com/cgi-bin/jrnlst/jlresults.cgi?PC=EX&Full=*Literatura%20e%20Autoritarismo

Resultado de imagem para DOAJ

https://doaj.org/toc/1679-849X

https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=19485

http://diadorim.ibict.br/handle/1/1018

 

 

http://oaji.net/journal-detail.html?number=6577

http://ezb.uni-regensburg.de/searchres.phtml?bibid=AAAAA&colors=7&lang=de&jq_type1=QS&jq_term1=Literatura+e+Autoritarismo

 

https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=491293

BASE Logo

https://www.base-search.net/

http://journalseeker.researchbib.com/view/issn/1679-849X

https://www.worldcat.org/title/literatura-e-autoritarismo/oclc/1002237522&referer=brief_results

https://scholar.google.com.br/citations?user=cnXbenUAAAAJ&hl=pt-BR

 

https://www.tib.eu/en/search/id/TIBKAT%3A894744321/Literatura-e-autoritarismo/

https://thekeepers.org/journals/1679-849X?page=1&query=Literatura+e+Autoritarismo

 

http://www.i2or.com/8.html (Nr. 763)

https://index.pkp.sfu.ca/index.php/browse/index/2374

http://miar.ub.edu/issn/1679-849X

https://clasificacioncirc.es/resultados_busqueda?_pag=1&_busqueda2=Literatura%20e%20Autoritarismo

https://reseau-mirabel.info/revue/6394/Literatura_e_autoritarismo