A esquerda schopenhaueriana no Brasil

Felipe Durante

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar o debate colaborativo estabelecido entre pesquisadores brasileiros sobre a filosofia prática schopenhaueriana. Utilizando as definições de esquerda e direita cunhadas pelo professor Ludger Lütkehaus, apresentaremos e analisaremos os principais aspectos do debate brasileiro no que constitui a sua esquerda schopenhaueriana.


Palavras-chave


Esquerda schopenhaueriana; Ética Prática; Eudemonologia

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOZA, J. Schopenhauer. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

BRUM, J. O pessimismo e suas vontades: Schopenhauer e Nietzsche. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

CACCIOLA, M. Schopenhauer e a questão do dogmatismo. São Paulo: EDUSP, 1994.

CACCIOLA, M.; DEBONA, V.; SALVIANO, J. A história e a atual situação dos estudos schopenhauerianos no Brasil. Voluntas: Estudos sobre Schopenhauer, v. 4, n.1, pp. 146-150, 2013.

CHEVITARESE, L. A ética em Schopenhauer: que “liberdade nos resta” para a prática de vida? Tese (Doutorado em Filosofia). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

CHEVITARESE, L. Schopenhauer e o estoicismo. Ethic@ – Revista Internacional de Filosofia Moral, Florianópolis, vol. 11, n. 2, 2012.

DEBONA, V. Schopenhauer e as formas da razão – O teórico, o prático e o ético-místico. São Paulo: Annablume, 2010.

DEBONA, V. A outra face do pessimismo: entre radicalidade ascética e sabedoria de vida. Tese (Doutorado em Filosofia). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

SAFRANSKI, R. Schopenhauer e os anos mais selvagens da filosofia: uma biografia. Tradução de Willian Lagos. São Paulo: Geração Editorial, 2011.

SCHOPENHAUER, A. Arthur Schopenhauers sämtliche Werke. Hrsg. von Paul Deussen. Munique: R. Piper, 1911-1942.

SCHOPENHAUER, A. Arthur Schopenhauers handschriftlicher Nachlaß. Philosophische Vorlesungen - Metaphysik der Sitten. In: SCHOPENHAUER, A. Arthur Schopenhauers sämtliche Werke. Hrsg. von Paul Deussen. Munique: R. Piper, 1911-1942, v. 10, pp. 367-584.

SCHOPENHAUER, A. O mundo como vontade e como representação. Tomo I. Tradução, apresentação, notas e índices de Jair Barboza. São Paulo: Editora UNESP, 2005.

SCHOPENHAUER, A. A arte de ser feliz. Org. de Franco Volpi; tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

SCHOPENHAUER, A. A arte de conhecer a si mesmo. Org. de Franco Volpi; tradução de Jair Barboza e Silvana Cabucci Leite. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

SCHOPENHAUER, A. Aforismos para a sabedoria de vida. Tradução de Gabriel Valladão Silva. Porto Alegre: L&PM, 2014.

VIESENTEINER, J. “Prudentia” e o uso prático da razão em Schopenhauer. Voluntas: Estudos sobre Schopenhauer, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1 e 2, 1º e 2º sems. 2012, pp. 3-19.

VOLPI, F. Apresentação. In: SCHOPENHAUER, A. A arte de ser feliz. Org. de Franco Volpi; trad. Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179378633548

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Voluntas: Revista Internacional de Filosofia

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional.