Treinamento muscular inspiratório em indivíduos obesos: um estudo piloto

Letícia Donato, Loani Maldaner, Roberta Cattaneo Horn, Leandro Chaves, Leandro de Moraes Kohl, Isabella Martins de Albuquerque, Gabriela Tassotti Gelatti, Carine Cristina Callegaro

Resumo


Objetivo: Investigar os efeitos do TMI sobre a lipoperoxidação em indivíduos obesos. Metodologia: Participaram desse estudo sete indivíduos obesos com idade média de 34 ± 5 anos. Foi avaliada a força muscular respiratória, a resistência muscular inspiratória, a tolerância ao exercício pelo teste de caminhada de 6 minutos (TC6m), a qualidade de vida e a ocorrência de lipoperoxidação através da determinação dos níveis de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), antes e após quatro semanas de TMI, realizado à 30% da pressão inspiratória máxima. Resultados: O TMI induziu aumento na força muscular inspiratória (p=0,008), na resistência muscular inspiratória (p=0,0003), bem como ocasionou melhora no domínio físico do escore de qualidade de vida. Entretanto, o TMI não alterou a distância percorrida no TC6m e os níveis de TBARS (p=0,85). Conclusão: Quatro semanas de TMI aumentam a força e resistência muscular inspiratória, bem como melhoram o domínio físico da qualidade de vida, porém não altera os níveis de TBARS em obesos.

 


Palavras-chave


Obesidade; Respiração; Espécies Reativas de Oxigênio; Estresse Oxidativo; Exercício

Texto completo:

PDF

Referências


Babb TG. Obesity: challenges to ventilatory control during exercise a brief review. Respir Physiol Neurobiol. 2013; 189(2):364-70.

Ministério da Saúde, Vigitel 2014: Obesidade estabiliza no Brasil, mas excesso de peso aumenta. Data de Cadastro: 15/04/2015 as 18:04:11 alterado em 16/04/2015 as 09:04:51.

Koenig SM. Pulmonary complications of obesity. Am J Med Sci. 2001; 321(4):249-79.

Sarikaya S, Cimen OB, Gokcay Y, Erdem R. Pulmonary function tests, respiratory muscle strength, and endurance of persons with obesity. Endocrinologist. 2003; 13(2):136-41.

Rosa JS, Oliver SR, Flores RL, Milne GL, Zaldivar FP, Galassetti PR. Altered inflammatory, oxidative, and metabolic responses to exercise in pediatric obesity and type 1 diabetes. Pediatr Diabetes. 2011; 12(5):464-72.

Fonseca-Alaniz MH, Takada J, Alonso-Vale MI, Lima FB. Adipose tissue as an endocrine organ: from theory to practice. J Pediatr. 2007; 83(suppl 5):192-203.

Morrow J. Is a oxidative stress a connection between obesity and atherosclerosis? Arterioscler Thromb Vasc Biol. 2003; 23:368-70.

Costa D, Sampaio LMM, Lorenzzo VAP, Jamami M, Damaso AR. Avaliação da força muscular respiratória e amplitudes torácicas e abdominais após a RFR em indivíduos obesos. Rev Latino-Am Enfermagem. 2003; 11(2):156-60.

Frank I, Briggs R, Spengler CM. Respiratory muscles, exercise performance, and health in overweinght and obese subjects. Med Sci Sports Exerc. 2011; 43(4):714-27.

Ribeiro AF, Jamami M, Elias EC. Avaliação dos efeitos do treinamento muscular inspiratório em pacientes com fibrose cística através do uso do threshold IMT. Universidade Estadual de Campinas 2006. Faculdade de Ciências Medicas Nível: Dissertação (mestrado) UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.

Weiner P, Magadle R, Beckerman M, Weiner M, Berar-Yanay N. Comparison of specific expiratory, inspiratory, and combined muscle training programs in COPD. Chest. 2003; 124(4):1357-64.

Sociedade Brasileira de Cardiologia / Sociedade Brasileira de Hipertensão / Sociedade Brasileira de Nefrologia. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Arq Bras Cardiol 2010; 95(1 supl.1): 1-51

Callegaro CC, Ribeiro JP, Tan CO, Taylor JA. Attenuated inspiratory muscle metaboreflex in endurance-trained individuals. Respir Physiol Neurobiol. 2011; 177(1):24-9.

American Thoracic Society/European Respiratory Society (2002) ATS/ERS Statement on respiratory muscle testing. Am J Respir Crit Care Med. 166(4):518-624.

Dall’ago P, Chiappa GR, Guths H, Stein R, Ribeiro JP. Inspiratory muscle training in patients with heart failure and inspiratory muscle weakness: a randomized trial. J Am Coll Cardiol. 2006; 47(4):757-63.

ATS statement: guidelines for the six-minute walk test. ATS Committee on Proficiency Standards for Clinical Pulmonary Function Laboratories. Am J Respir Crit Care Med. 2002;166(1):111-7.

Boueri FMV, Bucher-Bartelson B, Glenn K, Make B. Quality of life with a generic instrument (Short form-36) improves following pulmonary rehabilitation in patients with COPD. Chest. 2001; 119(1): 77-84.

Jentzsch AM, Bahmann H, Furst P, Biesalski HK. Improved analysis of malondialdehyde in human body fluids. Free Radic Biol Med. 1996; 20(2):251-256.

Borg GAV. Psychophysical bases of perceived exertion. Med Sci Sport Exerc. 1982; 14(5):377-81.

World Health Organ Tech Rep Ser. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO consultation. 2000;894:i-xii, 1-253.

Vincent KR, Vincent HK, Braith RW, Lennon SL. Resistance exercise training attenuates exercise induced lipid peroxidation in the elderly. Eur J Appl Physiol. 2002; 87(4-5):416-23.

Zoppi CC, Alves AA, Silveira LR, Silva LP, Macedo DV. Efeitos dos treinamentos de endurance e intervalado em marcadores do metabolismo oxidativo, oxidantes, antioxidantes e lesão muscular. Rev Digital - Buenos Aires. 2006; 11(99).

Gonchar O. Effect of intermittent hypoxia on pro- and antioxidant balance in rat heart during high-intensity chronic exercise. Acta Physiol Hung. 2005; 92(3-4):211-20.

Neto, JMFA; Silva, LP; Macedo, DV. Proteínas de estresse “hsp70” atuam como marcadores de estresse oxidativo em ratos “wistar” submetidos a treinamento intermitente de corrida para indução de overreaching. Braz J Biomotricity 2008; 2(3):1-17.

Prada FJA, Voltarelli FA, Macedo DV, Mello MAR. Indicadores de estresse oxidativo em ratos submetidos ao treinamento em natação. Rev Port Cien Desp. 2004; 4(2):237-74.

Prada FJA, Voltarelli FA, Oliveira CAM, Gobatto CA, Macedo DV, Mello MAR. Condicionamento aeróbio e estresse oxidativo em ratos treinados por natação em intensidade equivalente ao limiar anaeróbio. R Bras Ci e Mov. 2004; 12(2):29-34.

Pinho RA, Soares FS, Rocha LGC, Pinho CA, Silva LA, Silveira PCL. Efeitos preventivos e terapêuticos do exercício físico sobre lesão pulmonar e estresse oxidativo induzido por bleomicina. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2009; 11(4):415-21.

Radak Z, Kaneko T, Tahara S, et al. The effect of exercise training on oxidative damage of lipids, proteins and DNA in rat skeletal muscle evidence for beneficial outcomes. Free Radic Biol Med. 1999; 27(1-2):69-74.

Volianitis S, Mcconnell AK, Koutedakis Y, Mcnaughton L, Backx K, Jones DA. Inspiratory muscle training improves rowing performance. Med Sci Sports Exerc. 2001; 33(5):803-9.

Enright S, Chatham K, Ionescu AA, Unnithan VB, Shale DJ. Inspiratory muscle training improves lung function and exercise capacity in adults with cystic fibrosis. Chest. 2004; 126(2):405-11.

Lima EVNCL, Lima WL, Nobre A, Santos AM, Brito LMO, Costa MRSR. Treinamento muscular inspiratório e exercícios respiratórios em crianças asmáticas. J Bras Pneumol. 2008; 34(8):552-8.

Kunikoshita LN, Silva YP, Silva TLP, Costa D, Jamami M. Efeitos de três programas de fisioterapia respiratória (PFR) em portadores de DPOC. Rev Bras Fisioter. 2006; 10(4):449-55.

Di Mambro TR, Figueiredo PHS, Wanderley TR, Kristki AL, Guimarães FS. Treinamento muscular inspiratório na doença pulmonar obstrutiva crônica: impacto na qualidade de vida, intolerância ao esforço e dispnéia. Fisioter Pesqui. 2007; 14(2):65-71.

Silva VGDA, Amaral C, Monteiro MB, Nascimento DM, Boschetti JR. Efeitos do treinamento muscular inspiratório nos pacientes em hemodiálise. J Bras Nefrol. 2011; 33(1):62-8.

Dekhuijzem RPN, Folgering HTHM, Herwaarden VCLA. Target-flow inspiratory muscle training during pulmonary rehabilitation in patients with COPD. Chest. 1991; 99(1):128-33.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583423737

Direitos autorais 2017 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.