Saúde (Santa Maria) https://periodicos.ufsm.br/revistasaude <p style="text-align: justify;">Saúde (Santa Maria), eISSN 2236-5834, é uma revista acadêmico-científica em formato online que visa divulgar a produção científica na área da saúde. Foi criada em 1978, ISSN 0103-4499 versão impressa, passando a versão online em 2004 e ingressando no SEER em 2010. Editada e publicada pelo Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, RS, Brasil). A sua missão é a publicação de resultados originais de pesquisas na área da saúde abrangidos pelas seções do periódico, em português, e/ou inglês e/ou espanhol. Publicada com periodicidade de <strong>fluxo contínuo.</strong></p> Universidade Federal de Santa Maria pt-BR Saúde (Santa Maria) 0103-4499 <p>Direito autoral (Copyright): todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional (CC BY-NC-ND 4.0) <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR" target="_blank">https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR</a>/.</p><p> A Declaração de Direito Autoral e os itens a serem observados podem ser visualizados abaixo:</p><p> <strong>1. Política para Periódicos de Acesso Livre</strong> </p><p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p><p> a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p> b) Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p> c) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre).</p><p>Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional (CC BY-NC-ND 4.0) <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR" target="_blank">https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR</a>/.</p> Fatores associados ao câncer da pele em indivíduos de meia idade e idosos https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/view/63774 <p><strong>Objetivo</strong>: verificar os fatores associados à neoplasia cutânea de indivíduos de meia idade e idosos. <strong>Métodos: </strong>trata-se de um estudo do tipo caso-controle. Foram selecionados prontuários clínicos dos pacientes atendidos em um ambulatório de dermatologia, no período de janeiro a dezembro de 2012. Participaram do estudo 38 casos e 120 controles. Foram coletadas informações quanto ao horário de exposição ao sol no período de trabalho, história familiar de neoplasia cutânea, tabagismo, etilismo e fotoproteção. <strong>Resultados: </strong>câncer da pele foi diagnosticado em 5,16% dos pacientes. Houve associação significativa entre a idade, histórico familiar e tabagismo com o câncer da pele (p=0,028; 0,023; 0,001 respectivamente). Os pacientes com tendência a serem acometidos por câncer da pele apresentam 16,41% de risco a mais, mesmo quando submetidos à exposição solar leve (p=0,026). <strong>Considerações Finais: </strong>no contexto da promoção da saúde os resultados deste estudo reafirmam a importância de se intensificar as ações preventivas, principalmente no que se refere à fotoproteção e ao autocuidado.</p> Rafael Garani Daniel Vicentini de Oliveira Soraya Andrea Delefrafe Muradas Serviuc Mateus Dias Antunes Eraldo Schunk Silva Sonia Maria Marques Gomes Bertolini Copyright (c) 2022 Saúde (Santa Maria) 2022-03-28 2022-03-28 PERCEPÇÃO DOS PACIENTES A RESPEITO DO ATENDIMENTO RECEBIDO EM UMA UNIDADE DE REFERÊNCIA EM INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/view/65904 <strong><span>Objetivo:</span></strong><span> Avaliar a percepção dos usuários com o atendimento ofertado por um programa de atenção municipal às DST/HIV/AIDS no extremo sul catarinense. <strong>Metodologia:</strong> <a name="_Hlk44698399"></a>Estudo descritivo, com coleta de dados a partir da aplicação de questionário em usuários do Programa de Atenção Municipal às DST/HIV/AIDS com 251 pacientes durante um período de oito meses. <strong>Resultados: </strong>Usuários com média de idade de 37,86, brancos (78,1%), mulheres (50,6%), heterossexuais (64,9%) e não solteiros (66,1%). O principal motivo de comparecer ao serviço de mais da metade dos usuários entrevistados é para buscar medicação para HIV/AIDS (54,6%) e de modo geral tem sua demanda solucionada completamente (98,4%). A maior parte dos usuários acham a maioria dos quesitos sobre a avaliação do serviço e da estrutura muito bom e bom. <strong>Considerações finais:</strong> Com o presente estudo foi possível traçar o perfil epidemiológico dos pacientes que utilizam o serviço, sendo um perfil de uma mulher, de meia idade, branca, heterossexual, sem estar solteira e portadora de HIV/AIDS. Por meio de indicadores foi possível analisar a satisfação dos usuários, a qual de modo geral é muito boa. Também foi visto que dos quesitos avaliados sobre pré e pós teste rápido, existem itens preconizados em um manual do ministério da saúde que não são realizados. Além disso, foi analisado que os usuários de modo geral não sentem preconceito dentro do programa.</span> Arthur Leônidas Accordi-Bittencourt Luiza Caroline Netto Zanette Kristian Madeira Liliana Maria Dimer Copyright (c) 2022 Saúde (Santa Maria) 2022-04-18 2022-04-18