A poética das ausências: a arte contemporânea em Belém como experiência de sentidos urbanos e memoriais

John Fletcher, Afonso Medeiros

Resumo


Compreender uma produção visual nos dias atuais é buscar uma forma de situar tal poética como um registro dos processos culturais contemporâneos, uma vez que sua lógica de criação se insere em um contexto de culturalidades híbridas e de encurtamento de fronteiras. Sob essa ótica, a presente pesquisa trata de um recorte de processos artísticos visuais em Belém, PA, os quais têm se utilizado de premissas sobre o sentido de ausência para espelhar e discutir interpretativamente problemáticas urbanas relacionadas ao patrimônio arquitetônico e à memória; reconhecimento da experiência de um mundo interconectado e atravessado por assimetrias e transformações.


Palavras-chave


Arte Contemporânea Paraense; Patrimônio Cultural; Memória; Processos Culturais

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W; HORKHEIMER, M. A indústria cultural: o esclarecimento como mistificação das massas. In: ADORNO, T. W;

HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

ARGAN, G. C. Preâmbulo ao Estudo da História da Arte. In: ARGAN, Giulio Carlo; FAGIOLO, M.. Arte e Crítica de Arte. Lisboa, Portugal: Estampa, 1994.

BACHELARD, G. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

BHABHA, H. O Local da Cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado, 1998.

CASTRO, F. F. A Cidade Sebastiana: Era da Borracha, Memória e Melancolia numa Capital da Periferia da Modernidade. Belém: Edições do Autor, 2010.

CAUQUELIN, A. Arte Contemporânea. Petrópolis: Martins Fontes, 2006.

COSTA, C. T. Arte no Brasil 1950 – 2000: Movimentos e meios. São Paulo: Alameda. 2004.

CRUZ, L. H. Cultura, Tempo e Capital: As Transformações Econômicas, Políticas e Culturais e a Preservação do Patrimônio Arquitetônico. Vivência, Rio Grande do Norte, v. 33, 2008.

CUCHE, D. A Noção de Cultura nas Ciências Sociais. Bauru: EDUSC, 2002.

GARCÍA-CANCLINI, N. O Patrimônio Cultural e a Construção Imaginária do Nacional. Revista do Patrimônio Histórico Artístico Nacional, Rio de Janeiro, n.º 23, 1994.

____________________. Noticias Recientes Sobre la Hibridación. In: HOLLANDA, H. B. de; RESENDE, B. (Org.). Artelatina: Cultura, Globalização e Identidades. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2000.

____________________ Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Editora Edusp, 2003.

GEBAUER, G; WULF, C. Mimesis: culture, art, society. Berkeley and Los Angeles: University of California, 1995.

GEERTZ, C. Como Pensamos Hoje: A Caminho de uma Etnografia do Pensamento Moderno. In: GEERTZ, C. O Saber Local: Novos Ensaios em Antropologia Interpretativa. Petrópolis:

Vozes, 2006a.

___________. A Arte como um Sistema Cultural. In: GEERTZ, C. O Saber Local: Novos Ensaios em Antropologia Interpretativa. Petrópolis: Vozes, 2006b.

GONÇALVES, J. R. O Patrimônio como Categoria de Pensamento. In: ABREU, R; CHAGAS, M. (Orgs.). Memória e Patrimônio: Ensaios Contemporâneos. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

________________ Ressonância, Materialidade e Subjetividade: As Culturas Como Patrimônios. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 11, n.º 23, 2005.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Vértice, 1990.

HARVEY, D. A Condição Pós-Moderna: uma Pesquisa Sobre as Origens da Mudança Cultural. São Paulo: Loyola, 1993.

HASSAN, I. The Culture of Postmodernism. Illinois: 1985.

HERKENHOFF, P. (Org.) Arte Pará 2005. Catálogo. Belém: Fundação Romulo Maiorana, 2005. 112

_______________. Tempo e Matéria. In: HERKENHOFF, P (Org.). Arte Pará 2005. Catálogo. Belém: Fundação Romulo Maiorana, 2005b.

____________________. Arte Pará 2006. Catálogo. Belém: Fundação Romulo Maiorana, 2006.

JOLY, M. Introdução à Análise da Imagem. São Paulo: Papirus, 2005.

MAIORANA, R; OLIVEIRA D; MACHADO V. (Org.). Arte Pará 2009. Catálogo. Belém: Fundação Rômulo Maiorana, 2009.

MANESCHY, O. Sequestros: Imagem na Arte Contemporânea Paraense. Belém: EDUFPA, 2007.

MANESCHY, O; MOKARZEL, M. Delicadeza à Violência. In: MAIORANA, R; OLIVEIRA D; MACHADO V. (Org.). Arte Pará 2009. Catálogo. Belém: Fundação Rômulo Maiorana, 2009.

MARTÍN-BARBERO, J. Dislocaciones del Tiempo y Nuevas Topografias de la Memória. In: HOLLANDA, H. B.; RESENDE, B. (org.). Artelatina: Cultura, Globalização e Identidades. Rio de Janeiro: Editora Aeroplano, 2000.

MOITA LOPES, L. P.; BASTOS, L. C. A Experiência Identitária na Lógica dos Fluxos: uma Lente para se Compreender a Vida Social. In: MOITA LOPES, L. P.; BASTOS, L. C. (org.). Para Além da Identidade: Fluxos, Movimentos e Trânsitos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

MOURA, S. Cidades Vividas e Imaginadas de Mariano Klautau Filho. In: In: MOKARZEL, M (Org.). Rio de Terras e Águas: Navegar é Preciso. Belém: Unama, 2009.

PIO, L. G. Musealização e Cultura Contemporânea. Musas (IPHAN), Rio de Janeiro, v. 2, 2006.

RICOEUR, P. A Memória, A História, O Esquecimento. São Paulo: UNICAMP, 2010.

SELIGMANN-SILVA, M. Reflexões sobre a Memória, a História e o Esquecimento. In: SELIGMANN-SILVA, M (Org.). História, Memória, Literatura: o Testemunho na Era das Catástrofes. Campinas: Unicamp, 2006.

SILVEIRA, F. L. A.; LIMA FILHO, M. F. Por uma Antropologia do Objeto Documental: Entre a “Alma nas Coisas” e a Coisificação do Objeto. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, n.

, 2005.

UNESCO. Declaración de México sobre Políticas Culturales. Cultura: Revista Del Banco Central Del Ecuador. Vol. V, Nº 14, 1982.




DOI: https://doi.org/10.5902/198373486544

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015

CopySpider - Software Anti-plagio