Jovens no Rio de Janeiro: percursos, inseguranças e riscos

Beatriz Corsino Pérez, Lucia Rabello de Castro

Resumo


Os jovens criam representações sobre a cidade a partir dos seus percursos e das relações que estabelecem com as pessoas e com o espaço. A diversidade da cidade pode ser vista como algo negativo, gerando medo e insegurança. Nesse artigo, investigamos como os jovens enfrentam os riscos da vida na cidade: que ações e estratégias usam, que espaços elegem freqüentar, que sentimentos emergem quando estão em lugares onde se sentem mais ou menos ameaçados. Para isso, realizamos entrevistas semi-estruturadas com sete jovens (quadro rapazes e três moças), com idades entre 18 e 28 anos, moradores de diferentes bairros e regiões da cidade do Rio de Janeiro. Na análise, percebemos como o sentimento de insegurança está relacionado aos vínculos que os jovens estabelecem com o espaço, com o seu conhecimento e o sentimento de pertencimento a um lugar. Discutimos o conflito vivido por alguns jovens de querer aproveitar as riquezas e a diversidade da cidade, sem se tornar indiferente à realidade de outras pessoas que sofrem com a violência e a precariedade dos lugares de onde vivem. Para outros jovens, a experiência urbana é marcada pelo desejo de ter acesso aos bens culturais e simbólicos da cidade, sem sofrer preconceitos e discriminação.

Palavras-chave: Jovens; Cidade; Insegurança; Conflito.

 



Palavras-chave


Youth; City; Insecurity; Conflict.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198464442107

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao

 


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: 10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

 

Periodicidade – Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição 31 março.

Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição 30 junho.

Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição 30 setembro.

Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

   

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar