Brincadeiras de crianças Mbyá-Guarani no urbano: reflexões acerca da Antropologia e da Psicologia da Educação

Suzana Cavalheiro de Jesus

Resumo


O presente texto é composto por resultados parciais de uma pesquisa de campo etnográfica, realizada junto a um grupo Mbyá-Guarani no urbano de Santa Maria, Rio Grande do Sul, e apresenta reflexões acerca de algumas brincadeiras desenvolvidas pelas crianças Guarani em seu território, um acampamento indígena, e também no centro da cidade, onde acompanham a venda de artesanato. Assim, objetiva-se, por meio desse trabalho, estabelecer relações entre o ato de brincar e a constituição dos modos de ser indígena, bem como compreen-der as práticas de educação não escolar presentes nessas brincadeiras. Nesse sentido, busca-se evidenciar vínculos entre a Psicologia do Desenvolvimento e a Antropologia Social, enquanto disciplinas que procuram compreender e explicar os processos de ensino e aprendizagem dos grupos sociais. Para tanto, faz-se necessário salientar que não se pretende, nesse texto, discutir sobre a inter-dependência epistêmica que a educação tem com outras áreas do conhecimento (GOERGEN, 2005), como, no caso aqui, a Psicologia e a Antropologia. A intenção é descrever, sob a ótica destas disciplinas, algumas brincadeiras que foram vivenciadas em observação participante e analisadas através de uma abordagem interpretativa da cultura, nos termos de Geertz (1989).

Palavras-chave: Brincadeiras. Cultura. Modos de ser Guarani Mbyá.

Palavras-chave


Games; Culture; Guarani-Mbyá ways of being.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/198464441369

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar