A percepção de formandos sobre a pesquisa em enfermagem no curso de graduação

Vanessa Cruz Santos, Karla Ferraz dos Anjos, Obertal da Silva Almeida

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/217976927746

Objetivo: investigar a percepção de formandos sobre a pesquisa em enfermagem no curso de graduação. Método: estudo qualitativo, com coleta de dados a partir de questionário aplicado a 81 formandos do curso de Enfermagem de uma Instituição de Ensino Superior de um município do interior baiano. A amostra foi probabilística aleatória simples. Para analisar os dados, utilizou-se a técnica de Análise de Conteúdo Temática. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, sob Parecer nº. 039/2009. Resultados: os formandos consideram haver deficit de metodologias de ensino e práticas pedagógicas de professores quanto ao incentivo à iniciação científica e à produção de pesquisas. Quase metade da amostra não realizou pesquisa durante a graduação e quase toda a amostra não publicou pesquisa. Conclusão: é necessário maior ênfase no educar em prol da pesquisa, para que o tripé ensino-pesquisa-extensão esteja presente na graduação de Enfermagem da instituição em estudo.


Palavras-chave


Estudantes de enfermagem; Pesquisa em enfermagem; Educação em enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976927746



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.