Percepção do pai acerca da paternidade no alojamento conjunto

Márcia Rejane Strapasson, Beatriz Santana de Souza Lima, Gimerson Erick Ferreira, Gustavo Costa de Oliveira, Ana Lúcia de Lourenzi Bonilha, Potiguara de Oliveira Paz

Resumo


Objetivo: compreender a percepção do pai acerca da paternidade no alojamento conjunto durante a internação de sua mulher e filho. Método: pesquisa descritivo-exploratória de abordagem qualitativa na maternidade de um hospital privado de Porto Alegre. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com dez pais acompanhantes em alojamento conjunto entre setembro e outubro de 2012 Resultados: na análise das informações emergiram duas categorias centrais que compuseram o corpus de discussão: “Percebendo o significado de ser pai” e “O pai como agente cuidador”. No contexto investigado, as percepções dos pais acerca da paternidade denotaram que estes por vezes não são identificados como potenciais agentes de cuidado, embora se sintam preparados para isto. Considerações finais: o estudo mostrou a necessidade de efetivação das políticas de humanização no puerpério, especialmente no que tange à inclusão do pai no alojamento conjunto, propiciando melhorias no vínculo e desenvolvimento de ações de saúde integrais à tríade mãe-pai-filho.


Palavras-chave


Paternidade; Alojamento conjunto; Cuidado pós-natal; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769222295



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.