Transplante renal: percepção de pacientes em hemodiálise fora da lista de espera

Macilene Regina Pauletto, Margrid Beuter, Arlete Maria Brentano Timm, Naiana Oliveira Santos, Camila Castro Roso, Caren Silva Jacobi

Resumo


Objetivo: descrever a percepção sobre o transplante renal de pacientes em hemodiálise que ainda não ingressaram em lista de espera. Método: investigação qualitativa, exploratória, desenvolvida com 15 pacientes em hemodiálise de uma clínica renal. A coleta dos dados ocorreu de março a julho de 2012, por meio da entrevista narrativa de vivências. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo na modalidade temática. Resultados: os pacientes percebem o transplante renal como um tratamento que requer muitos cuidados, principalmente com medicações, e envolve riscos como infecções, rejeições e morte. Contudo, o transplante é percebido como a possibilidade de uma vida melhor, com mais liberdade e menos restrições. Conclusão: conclui-se que as percepções dos pacientes sobre o transplante influenciam a decisão de não ingressarem em lista, por implicar em mudanças e limitações na vida diária, para as quais ainda não estão preparados.

 

 


Palavras-chave


Enfermagem; Insuficiência renal crônica; Diálise renal; Transplante de rim

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769220619



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.