CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUO DE ETA VISANDO SUA DISPOSIÇÃO NA SAÍDA DE LAGOAS DE ESTABILIZAÇÃO

Lorena Acelina Soares, Paulo Sergio Scalize, Antonio João Carvalho Albuquerque

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/2236130812399

As ETAs são responsáveis pela produção de água potável a ser consumida pela população, o que gera benefícios sociais, porém, como em toda indústria de transformação, resíduos são gerados e há a necessidade de dispô-los adequadamente sem prejudicar o meio ambiente. Quando se trata do gerenciamento de resíduos sólidos, e aí está incluído a sua destinação, é necessário conhecer as suas características a fim de se definir pelo melhor tratamento e disposição. Com base nisso, este trabalho teve por objetivo caracterizar o resíduo da ETA, localizada no estado de Goiás, Brasil, que emprega em seu tratamento o coagulante sulfato de alumínio. Foram realizadas análises físico-químicas e estruturais, sendo possível verificar que o resíduo é constituído por argila (incluindo principalmente os minerais caulinita e haloisita), silte e areia. O resíduo foi determinado como não plástico. Por análise EDS foi detectada a presença de alumínio, que está relacionado à remoção de fósforo em água e sedimentos, o que favorece a sua reutilização no tratamento de águas residuais.


Palavras-chave


descarga de decantador, estação de tratamento de água, lama, lodo, resíduo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130812399

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.