ENVIRONMENTAL PERFORMANCE ASSESSMENT IN A COMPANY OF THE CERAMIC INDUSTRY IN TOCANTINS

Núbia Adriane da Silva, Octaviano Sidnei Furtado, Willian de Souza Dias, Miguel Afonso Sellitto

Abstract


This paper aims to use the SBP method to verify the environmental performance of a company in ceramic industry, identifying their potential for improvement. After a semi-structured interview was carried out a content analysis, confronted with the literature. Measurement indicators were organized into five constructs: atmospheric emissions; Liquid effluents; Solid waste; Use of resources; and management and compliance. The results show that the company has an environmental performance of 73, with 27 of margin for improvement. The construct with greater scope for improvement is resource use, followed by solid waste. The company's improvement efforts should focus on actions that improve the indicators of these two constructs.


Keywords


Ceramic industry; Environmental performance; SBP method; Environmental impact.

References


ALMEIDA JR, A.; GOMES, H. Gestão ambiental e interesses corporativos: imagem ambiental ou novas relações com o ambiente? Ambiente & Sociedade, v. 15, n. 1, p. 157-177, 2012.

ALVES, A.; NASCIMENTO, L. Green supply chain management: protagonista ou coadjuvante no cenário brasileiro? Anais do XVI SIMPOI. São Paulo: 2013.

AMBONI, N. O caso CECRISA SA: uma aprendizagem que deu certo. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado Engenharia de Produção)-Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis: 1997.

ANFACER. Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimento. ANFACER, 2014. Disponível em < http://www.anfacer.org.br/site/default.aspx?home> Acesso em 23 de Set. 2014.

BEDER, S. Global spin: the corporate assault on environmentalism. Foxhole: Chelsea Green Publishing Company, 2002.

BRASIL, Decreto nº 97.632, de 10 de abril de 1989. Dispõe sobre a regulamentação do Artigo 2°, inciso VIII, da Lei n° 6.938, de 31 de agosto de 1981, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 abr. 1989.

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Construção Sustentável. Disponível em:< http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/urbanismo-sustentavel/constru%C3%A7%C3%A3o-sustent%C3%A1vel>. Acesso em: 18 set. 2014.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em Acesso em: 20 Set. 2014.

BUSTAMANTE, G.; BRESSIANI, J. A indústria cerâmica brasileira. Cerâmica industrial, v. 5, n. 3, p. 31-36, 2000.

CALIA, R.; GUERRINI, F. Estrutura organizacional para a difusão da produção mais limpa: uma contribuição da metodologia seis sigma na constituição de redes intra-organizacionais. Gestão & Produção, v. 13, n. 3, p. 531-543, 2006.

CARPES, M.; ENSSLIN, L.; ENSSLIN, S. Avaliação do desempenho das práticas de responsabilidade social na gestão organizacional por meio da metodologia MCDA construtivista: uma abordagem aos modelos já existentes. Alcance, v. 13, n. 1, p. 91-112, 2008.

CASTRO, S.; MOREL, E.; LEÃO, G.; SELLITTO, M. Metodologia para avaliação de desempenho ambiental em fabricação utilizando um método de apoio à decisão multicriterial. Estudos Tecnológicos, v. 1, n. 2, p. 21-29, 2005.

FARIAS, K. A relação entre divulgação ambiental, desempenho ambiental e desempenho econômico nas empresas brasileiras de capital aberto: uma pesquisa utilizando equações simultâneas. Tese de Doutorado. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo, 2009.

Gomes, T. A Modelagem Computacional Qualitativa no Estudo de Tópicos de Ciências: Um Estudo Exploratório com Estudantes Universitários. Dissertação de Mestrado (Ciência da Computação), Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória: 2003.

GONÇALVES, J. Desenvolvimento e caracterização de concretos de baixo impacto ambiental contendo argila calcinada e areia artificial. Tese de Doutorado (Engenharia Civil), Rio de Janeiro: UFRJ, . 2005.

GRIGOLETTI, G. Caracterização de impactos ambientais de indústrias de cerâmica vermelha do Estado do Rio Grande do Sul. Dissertação de mestrado (Engenharia Civil), Porto Alegre: UFRGS, 2001.

HOFFMANN, R.; JAHN, S.; BAVARESCO, M.; SARTORI, T. Aproveitamento da cinza produzida na combustão da casca de arroz: estado da arte. Anais do I CONGRESSO BRASILEIRO DE ENERGIA, v. 9, p. 1138-1143, Rio de Janeiro: 2002.

JABBOUR, A.; AZEVEDO, F.; ARANTES, A.; JABBOUR, C. Green supply chain management in local and multinational high-tech companies located in Brazil. The International Journal of Advanced Manufacturing Technology, v. 68, n. 1-4, p. 807–815, 2013.

LIMA, G. O discurso da sustentabilidade e suas implicações para a educação. Ambiente & Sociedade, v. 6, n. 2, p. 99-119, 2003.

LIMA, G. Questão ambiental e educação: contribuições para o debate. Ambiente & Sociedade, v. 2, n. 5, p. 135-153, 1999.

LUZ, S.; SELLITTO, M.; GOMES, L. Medição de desempenho ambiental baseada em método multicriterial de apoio à decisão: estudo de caso na indústria automotiva. Gestão & Produção, v. 13, n. 3, p. 557-570, 2006.

MAIA, A.; GOMES, C. Possível uso da biomassa como alternativa para o fornecimento de energia do Brasil. Anais do XLI Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional, v. 197, 2009.

MANFREDINI, C.; SATTLER; M. Estimativa da energia incorporada a materiais de cerâmica vermelha no Rio Grande do Sul. Ambiente Construído, v. 5, n. 1, p. 23-37, 2005.

MARTINS, R.; LEWINSOHN, T.; DINIZ-FILHO, J.; COUTINHO, F.; FONSECA, G.; DRUMOND, M. Rumos para a formação de ecólogos no Brasil. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 4, n. 7, 2011.

MENEZES, R.; NEVES, G.; FERREIRA, H. O estado da arte sobre o uso de resíduos como matérias-primas cerâmicas alternativas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 6, n. 2, p. 303-313, 2002.

MODESTO, C.; BRISTOT, V.; MENEGALI, G.; BRIDA, M.; MAZZUCO, M.; MAZON, A.; OLIVEIRA, A. Obtenção e caracterização de materiais cerâmicos a partir de resíduos sólidos industriais. Cerâmica Industrial, v. 8, n. 4, p. 14-18, 2003.

MOREIRA, J.; MANHÃES, J.; HOLANDA, J. Reaproveitamento de resíduo de rocha ornamental proveniente do Noroeste Fluminense em cerâmica vermelha. Revista Cerâmica, v. 51, n. 319, p. 180-186, 2005.

MOTTA, J.; ZANARDO, A.; CABRAL JR.; M. As matérias-primas cerâmicas. Parte I: o perfil das principais indústrias cerâmicas e seus produtos. Cerâmica Industrial, v. 6, n. 2, p. 28-39, 2001.

NAHUZ, M. O sistema ISO 14000 e a certificação ambiental. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 6, p. 55-66, 1995.

NUNES, M. Impactos ambientais na indústria da cerâmica vermelha. SBRT, Dossiê Técnico. Gestão Ambiental. Fev. 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2014.

PEGADO, C.; MELO, J.; RAMOS, T. Ecoblock: método de avaliação do desempenho ambiental. Anais do Congresso Nacional de Engenheiros do Ambiente, Lisboa: 2001.

SELLITTO, M.; BORCHARDT, M.; PEREIRA, G. Avaliação de desempenho ambiental nas operações de duas empresas regionais de saneamento urbano. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, v. 5, n. 4, p. 153-168, 2012.

SELLITTO, M.; BORCHARDT, M.; PEREIRA, G. Modelagem para avaliação de desempenho ambiental em operações de manufatura. Gestão & Produção, v. 17, n. 1, p. 95-109, 2010.

SELLITTO, M.; BORCHARDT, M.; PEREIRA, G.; GOMES, L. Environmental Performance Assessment of a Provider of Logistical Services in an Industrial Supply Chain. Theoretical Foundations of Chemical Engineering, v. 46, n. 6, p. 691–703, 2012.

SELLITTO, M.; KADEL JR., N.; BORCHARDT, M., PEREIRA, G.; DOMINGUES, J. Coprocessamento de cascas de arroz e pneus inservíveis e logística reversa na fabricação de cimento. Ambiente & Sociedade, v. 16, n. 1, p. 141-162, 2013.

SILVA, A.; VIDAL, M.; PEREIRA, M. Impactos ambientais causados pela mineração e beneficiamento de caulim. Revista Escola de Minas, v. 54, n. 2, p. 133-136, 2001a.

SILVA, V.; SILVA, M.; AGOPYAN, V. Avaliação do desempenho ambiental de edifícios: estágio atual e perspectivas para desenvolvimento no Brasil. Artigo extraído do site da disciplina Sustentabilidade no Ambiente Construído: http://pcc5100. pcc. usp. br. São Paulo, v. 10, 2001b.

TAPIA, R.; VILLAR, S.; HENRIQUE JR., M.; RODRIGUES, J.; FERREIRA JR., J. Manual para a indústria de cerâmica vermelha. Rio de Janeiro: SEBRAE/RJ, 2000. 90 p.

ZOBEL, T.; ALMROTH, C.; BRESKY, J.; BURMAN, J. Identification and assessment of environmental aspects in an EMS context: an approach to a new reproducible method based on LCA methodology. Journal of Cleaner Production, v. 10, n. 4, p. 381-396, 2002.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236117015884



DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

- IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

- THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

- IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

- IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

- IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

- IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

- IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

*******************************

PREZADOS AUTORES,

POR FAVOR, VERIFIQUE ATENTAMENTE ANTES DA SUBMISSÃO: 
- SE OS METADADOS (ORCID, LINK PRO LATTES, CURTA BIOGRAFIA E AFILIAÇÃO) DE "TODOS" OS AUTORES FORAM ADICIONADOS, 
- IDIOMA, 
- SE OS HIGHLIHTS FORAM ADICIONADOS, 
- SE O GRAPHICAL ABSTRACT FOI ADICIONADO, 
- SE A INDICAÇÃO DOS REVISORES FOI FEITA, 
- SE O FORMATO DAS REFERÊNCIAS ESTÁ ADEQUADO (ABNT) 
- SE A RESOLUÇÃO SUAS FIGURAS (600 DPI) ESTÁ ADEQUADA.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

**************************************************

WE ARE ON FACEBOOK! (You are our guest!)

 

Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/22361170

Contact: reget.ufsm@gmail.com

...................................................................................


Accesses since 19/06/2012

...................................................................................

Sponsors: