Success and satisfaction in the career: an analysis with higher education teachers

Authors

DOI:

https://doi.org/10.5902/1983465964754

Keywords:

Satisfaction. Career. University education. Teaching.

Abstract

Objective: This study seeks to identify the perceptions of teachers at a Higher Education Institution concerning career satisfaction.

Methodology: a survey was carried out on how much quantitative and adapted study by Costa (2014). The results show the need for constant improvement of the face of the teaching career, and the results show that the required competencies are associated with the perception of justice regarding the occupation of new associated hierarchical and evaluation systems, in addition, it stands out for the perception of stability career.

Results: from an inferential point of view, the results show that happiness in professional life and hair positively affected shared teamwork through a good network of professional contacts and happiness in personal and family life.

Practical implications: for future studies, it is suggested the expansion or scope of the research for teachers of all courses of the Institution under analysis.

Originality/value: reflected on aspects related to the career, highlighting that professional identity is associated with the feeling of pride provided by the exercise of the profession, since the effects generated have an impact on the development and evolution of society.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Alves, M.G, & Azevedo, N.R. (2010). Investigar em Educação. Desafios da construção de conhecimento e da formação de investigadores num campo multireferenciado. Caparica: Universidade Nova de Lisboa, FCT/UIED.

Akkari, A.; Tardif, M. (2011). A inserção profissional no ensino: alguns

pontos de referência sobre uma realidade complexa. In: GUIMARÃES, Célia

Maria (Org.). Formação e profissão docente. Araraquara-SP: Junqueira &

Marin, p. 124-141.

Ball, D. L., Ben-Peretz, M. & Cohen, R. B. (2014). Records of practice and the development of collective professional knowledge. British Journal of Educational Studies, 62(3), 317–335.

Bervian, P., Cervo, A.L., & Silva, R (2007). Metodologia Científica: São Paulo; Pearson Prentice 6ª ed.

Bravo, R., Catalán, S., & Pina, J. M. (2019). Analysing teamwork in higher education: an empirical study on the antecedents and consequences of team cohesiveness. Studies in Higher Education, 44(7), 1153–1165.

Cachapuz, A., Praia, J., & Jorge, M. (2004). Da Educação em Ciências às orientações das ciências: um repensar epistemológico. Revista Ciência & Educação, 10(3), 363- 381.

Chatterjee, S. (2013). A conceptual framework examining the antecedents of career decisiveness using motivation systems theory. Turkish Online Journal of Distance Education, 14(4):196–209.

Costa, G.M.C., Cavalcanti, V. M., Barbosa M.L., Celino, S.D.M., França, I.S.X., & Sousa, F.S. (2013). Promoção de saúde nas escolas na perspectiva de professores do ensino fundamental. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiás, 15(2), 506-515.

Costa, L.V. (2014). Sucesso na carreira. In: Siqueira, Mirlene Maria Matias (organizadora). Novas medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed.

Cordero, G., & Salmerón, A. (2017). El servicio Profesional Docente y las licenciaturas en ciencias de la educación. Elementos para el análisis. Revista Iberoamericana de Educación Superior, 8(23). 3-24.

Cordero Arroyo, G., & Jiménez Moreno, J. A. (2018). La política de ingreso ala carrera docente en México: Resultados de una supuesta idoneidad. Archivos Analíticos de Políticas Educativas, 26(5).

De Almeida, A., & Megid, M. A. (2021). Contribuições de um Grupo Colaborativo no Desenvolvimento Profissional de professores da infância. Com a Palavra, O Professor, 6(14), 271-291. https://doi.org/10.23864/cpp.v6i14.672.

Diniz-Pereira, J. E., & Cañete, L. S. C. (2009). A escrita do diário de bordo e as possibilidades da reflexão crítica sobre a prática docente. In M. P. Lacerda (Org.), A escrita inscrita na formação docente (p. 17-36). Rio de Janeiro, RJ: Rovelle.

Deixa, G.; Chicote, R. S.; Gonçalves, E. C. (2020). A influência da indução de professores principiantes na qualidade de ensino no 1º grau do Ensino Básico em Moçambique. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 12, n. 24, p. 151-164, 11 ago.

Dourado, L.F., Oliveira, J.F., & Santos, C.A. (2007) A qualidade da educação: conceitos e definições. Série Documental: Textos para Discussão, Brasília, DF, 24(22), 5-34.

Duarte, A. W. B., & Oliveira, D. A. 92014). Valorização profissional docente nos sistemas de ensino de Minas Gerais e Pernambuco. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v.10, n.17, p.67-97, jul./dez.

Dutra, J.S. (2009). Gestão de carreiras na empresa contemporânea. São Paulo: Atlas.

Farias, G. O., & Nascimento, J. V. (2012). Construção da identidade profissional: metamorfose na carreira docente em educação física. In: FARIAS, Gelcemar Oliveira; NASCIMENTO, Juarez.Vieira. (Org.). Construção da identidade profissional em Educação Física: da formação a ação. Florianópolis: Editora da UDESC.

Ferrari, E. (2016). Planeje sua carreira. São Paulo: INTATTO Desenvolvimento pessoal. E-Book.

Formiga, N.S., Fleury, L.F.O., Souza, M.A., & Souza, M.A.F. (2015). Verificação da estrutura fatorial da escala de autoconceito profissional em funcionários de diferentes empresas brasileiras. Actualidades en Psicología, 29, (118), 47-55.

Garcia, C.M. (2009). Desenvolvimento Profissional: passado e futuro. Sísifo – Revista das Ciências da Educação, 08, 7-22.

Gressler, L. A. (2003). Introdução à pesquisa: projetos e relatórios. São Paulo: Loyola.

Hargreaves, A. (1998). Os professores em tempos de mudança: O trabalho e a cultura dos professores na idade pós-moderna. Lisboa: McGraw Hill.

Hobold, M. S.; Farias, I. M. S. (2020). Didática e formação de professores: contributos para o desenvolvimento profissional docente no contexto das DCNs. Revista Cocar, v. 14, n. 28, p. 102-125, jan./abr.

Gu, M. M. (2013). From pre-service to in-service teachers: A longitudinal investigation of the professional development of English language teachers in secondary schools. Educational Studies, 39(5), 503-521.

Hoffmann, C., Marchi, J., Comoretto, E., & Moura, G.L. (2018). Relações entre autoconceito profissional e produtivismo na pós-graduação. Psicologia & Sociedade, 30, 1-10.

Johnson, S., Birkeland, S., & Pursuing. (2003). A “Sense of Success”: New Teachers Explain Their Career Decisions. American Educational Research Journal, 40, 581-617.

Koetz, L., Rempel, C., & Perico, E. (2013). Qualidade de vida de professores de Instituições de Ensino Superior Comunitárias do Rio Grande do Sul. Ciência & Saúde Coletiva, 18, (4),1019-1028.

König, J., & Rothland, M. (2012). Motivations for choosing teaching as a career: Effects on general pedagogical knowledge during initial teacher education. Asia-Pacific Journal of Teacher Education, 40(3):289–315.

Kusznerik, C., & Schneckenberg, M. (2018). Formação inicial e continuada como fator de valorização da carreira docente nas políticas públicas educacionais. Jornal de Políticas Educacionais. V. 12, n. 1.

Lidoino, A. C. P., Santos, D. M. DOS., & Reis, G. DE A. (2020). Reflections about continuing teachers formation in contemporaneity. Research, Society and Development, v. 9, n.9.

Lopes, A. L. S.; Vieira, M. M. S.; Miranda, L. F. (2019). Programa de Formação Permanente de Professores de Engenharia: um olhar sobre os resultados das avaliações docentes institucionais. In: Henrique Ajuz Holzmann, Micheli Kuckla.. (Org.). Possibilidades e enfoques para o Ensino das Engenharias. 1ed.Ponta Grossa: Atena. v. 1, p. 47-54.

Masson, G, & Morreti, J. S. S. (2015) . A valorização dos professores em municípios do Paraná: análise dos planos de carreira. Jornal de Políticas Educacionais. v. 9, n.17, 18. p. 111-124. jan/jun/ e ago/dez.

Mészáros, I. (2014). Reflexões sobre a Nova Internacional. Margem esquerda – ensaios marxistas, São Paulo, 22, 67-90.

Mcculloch, G. (2012). História da educação e formação de professores. Revista Brasileira de Educação, Caxambu-Minas Gerais, v.17, n.49, p.121-132, jan./abr.

Nóvoa, A. (2000). Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, A. (Org.). Vida de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2000.

Oliveira, D. DE P. R. (2013). Plano de carreira: foco no indivíduo. São Paulo: Atlas.

Pena, G. B. de O. & Mesquita, N. A. da S. (2021). A profissionalização da carreira docente em química e o conhecimento profissional do professor: um viés histórico. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 1, p. e21011. DOI: 10.26571/reamec.v9i1.11294.

Silva, F. M., Budó, M.D., Girardon-Perlini, N.O., Garcia, R.P., Sehnem, G.D., & Silva, D. (2014). Contribuições de grupos de educação em saúde para o saber de pessoas com hipertensão. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, 67 (3), 347-353.

Sobrinho, D. J. (2007). Dilemas da educação superior no mundo globalizado: sociedade do conhecimento ou economia do conhecimento? Educação & Sociedade, Campinas, 28, (8), 281-285, 2007.

Tamayo, N., & Abbad, G.S. (2006). Autoconceito profissional e suporte à transferência e impacto do treinamento no trabalho. Revista de Administração Contemporânea, 10 (3), 09-28.

Talukder, A. K. M. M. H. (2019). Supervisor Support and Organizational Commitment: The Role of Work–Family Conflict, Job Satisfaction, and Work–Life Balance. Journal of Employment Counseling, 56(3), 98–116.

Tardif, M. (2013) Saberes Docentes e Formação Profissional. 15. ed. Petrópolis, RJ: Vozes.

Vaillant, D. (2009). Políticas para un desarrollo profesional docente efectivo. In: MEDRANO, Consuelo Vélez de; VAILLANT, Denise. Aprendizaje y desarrollo profesional docente. Madrid: Santillana, p. 29-37.

Vieira, M. F. (2007). Gerenciamento de projetos de tecnologia da informação. 2.ed. Rio de Janeiro: Campus.

Wood JR., T., & Picarelli F, V. (2004). Remuneração Estratégica: A Nova Vantagem Competitiva. São Paulo: Atlas.

Zamir, S. (2018). A Teaching Career: Mobility and Stagnation. Athens Journal of Education, v5 n2 p145-160.

Downloads

Published

2021-12-23

How to Cite

Rosa, L. A. B. da, Dias, E. O. ., Campos, W. Y. Y. Z., Godoy, T. P., Hoffmann, C. F., & Rodrigues, M. C. M. (2021). Success and satisfaction in the career: an analysis with higher education teachers. Revista De Administração Da UFSM, 14, 1069–1085. https://doi.org/10.5902/1983465964754

Most read articles by the same author(s)