Analysis of the rating significance and other variables on the remuneration of the brazilian debentures

Érika Letícia de Assis Luiz, Luiz Eduardo Gaio, Marcelo Augusto Ambrozini, Tabajara Pimenta Júnior

Abstract


This paper has two main aims:  to conduct a survey of the main characteristics of debentures issued by Brazilian companies in the last ten years and check which variables influenced the determination of debenture coupons.  In order to do so, the information of 1,520 debentures issued in Brazil from 2004 to 2013 was analyzed.  The main findings of the exploratory study were that most of the debentures issued offered neither fixed nor floating charges; that the average security maturity was about six years; that almost all of the securities issued are not convertible into shares; and that the main destination for the funds raised was the lengthening of the company´s indebtedness profile. The analysis of the descriptive statistics of the regression model showed that the debentures linked to the Interbank Deposit paid the highest average yearly coupons (11%), presented the worst grades of credit ratings (ratings) and had the lowest average maturity (6.5 years).  The regression model proposed presented better explanatory power for the coupons of the debentures linked to the IGPM, and for these debentures, the maturity and rating explanatory variables presented statistical significance.


Full Text:

PDF

References


AMIHUD, Y.; MENDELSON, H. Asset pricing and the bid-ask spread. Journal of Financial Economics, v. 17, n. 2, p. 223-250, 1986.

AMIRA, K. Determinants of sovereign Eurobonds yield spread. Journal of Business Finance & Accounting, v. 31, n. 5, p. 795-821, 2004

ANDERSON, C. W. Financial contracting under extreme uncertainty: an analysis of Brazilian corporate debentures. Journal of Financial Economics, v. 51, n. 1, p. 45-84, 1999.

ANDIMA – Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro. Debêntures. Estudos especiais: produtos de captação. Rio de Janeiro: ANDIMA, 2008.

AZEVEDO, S. (Org.). 10 anos de Novo Mercado: a história da ousadia que transformou o mercado de capitais brasileiro e seus desafios para o futuro. 1ª ed. São Paulo: Saint Paul, 2012.

BARTH, M. E.; LANDSMAN, W.; RENDLEMAN JÚNIOR, R.J. Implementation of an option pricing-based bond valuation model for corporate debt and its components. Accounting Horizons, v. 14, n. 4, p. 455, 2000.

BLUME, M. E.; LIM, F.; MACKINLAY, A. C. The declining credit quality of U.S. corporate debt: myth or reality? The Journal of Finance, v. 53, n. 4, p. 1389-1413, 1998.

BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Livro verde: nossa história tal como ela é. Rio de Janeiro: BNDES, 2017.

BRAGANÇA, G. G. F. de; PESSOA, M. S.; SOUZA, G. M. de. Evolução recente do mercado de debêntures no brasil: as debêntures incentivadas. Rio de Janeiro: IPEA, 2015. 36 p. (Texto para discussão 2158)

BRASIL. Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as sociedades por ações. Diário Oficial da União – DOU, de 17 de dezembro de 1976. Brasília, DF, 1976.

BRASIL. Lei 6.385, de 07 de dezembro de 1976. Dispõe sobre o mercado de valores mobiliários e cria a Comissão de Valores Mobiliários. Diário Oficial da União – DOU, de 09 de dezembro de 1976. Brasília, DF, 1976.

BREALEY, R. A.; MYERS, S. C. Princípios de finanças empresariais. 3ª ed. Portugal: McGraw Hill, 1992.

CAI, K. The cost of debt for Yankee and domestic bonds. Journal of Multinational Financial Management, v. 40, n. 1, p. 1-13, 2017.

CVM. Instrução Normativa no. 400, de 29 de dezembro de 2003. Dispõe sobre as ofertas públicas de distribuição de valores mobiliários, nos mercados primário ou secundário. Diário Oficial da União – DOU, de 09 de janeiro de 2004. Brasília, DF, 2004.

DAMASCENO, D. L.; ARTES, R.; MINARDI, A. M. A. F. Determinação de rating de crédito de empresas brasileira com a utilização de índices contábeis. Revista de Administração da Universidade de São Paulo - RAUSP, v. 43, n. 4, p. 344-355, 2008.

DERRIEN, F. KECSKES, A. MANSI, S. A. Information asymmetry, the cost of debt, and credit events: evidence from quasi-random analystdisappearances. Journal of Corporate Finance. v. 39, n. 1, pp. 295–311, 2016.

DURBIN, J.; WATSON, G. S. Testing for serial correlation in least squares regression.III. Biometrika, v. 58, n. 1, p. 1–19, 1971

FELDHÜTTER, P. HOTCHKISS, E. KARAKAS, O. The value of creditor control in corporate bonds. Journal of Financial Economics. v. 121, p. 1-27, 2016.

FILGUEIRA, A. L.; LEAL, R. P. C. An analysis of Brazilian bond indentures after the economic stabilization. Working Paper. Rio de Janeiro: COPPEAD/UFRJ, 2001.

GABBI, G.; SIRONI, A. Which factors affect corporate bonds pricing? Empirical evidence from Eurobonds primary market spreads. The European Journal of Finance. v. 11, n.1, p. 59-74, 2005.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GODÓI, A. C. de; YOSHINO, J. A.; OLIVEIRA, R. de D. Risco de crédito e alocação ótima para uma carteira de debêntures. Estudos Econômicos, v. 38, n. 2, 2008.

GONÇALVES, P. E.; SHENG, H. H. O apreçamento do spread de liquidez no mercado secundário de debêntures. Revista de Administração da Universidade de São Paulo – RAUSP, v. 45, n. 1, p. 30-42, 2010.

GUJARATI, Damodar. Econometria Básica. Porto Alegre: Elsevier, 2011.

HAIR JR, J. F.; BABIN, B.; MONEY, A. H.; SAMUEL, P. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

JORION, P.; SHI, C.; ZHANG, S. Tightening credit standards: fact or fiction? Job Paper. Irvine: University of California. 2005. Disponível em: . Acesso em: 25 jul 2014.

KUTNER, M. H.; NACHTSHEIM, C. J.; NETER, J. Applied Linear Regression Models. 4th ed. McGraw-Hill Irwin. 2004

MERTON, R. C. On the pricing of corporate debt: the risk structure of interest rates. Journal of Finance, v. 29, n. 2, p. 449-470, 1974.

PAIVA, E. V. dos S. Fatores determinantes do preço de emissão primária de debêntures no Brasil: uma análise exploratória. 2006. 167 f. Dissertação (Mestrado em Administração). Programa de Pós-graduação em Administração, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

RAMSEY, J. B. Tests for Specification Errors in Classical Linear Least Squares Regression Analysis. Journal of the Royal Statistical Society Series B, v. 31, n. 2, p. 350–371, 1969

SAITO, R.; SHENG, H. H.; BANDEIRA, M. L. Governança corporativa embutida nas escrituras de debêntures emitidas no Brasil. Revista de Administração da Universidade de São Paulo - RAUSP, v. 42, n. 3, p. 280-292, 2007.

SECURATO, J. R. Bônus empresariais: um título semelhante às debêntures que poderá ter um significativo mercado secundário. In: III Seminários em Administração - SEMEAD. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo. Anais... São Paulo, 1998.

SECURATO, J. R.; CARRETE, L. S.; SECURATO JÚNIOR, J. R.. Precificação de títulos de dívida corporativa e seus componentes pelo modelo binomial. Revista de Administração da Universidade de São Paulo - RAUSP, v. 41, n. 1, p. 18-28, 2006.

SHENG, H. H.; SAITO, R. Liquidez das debêntures no mercado brasileiro. Revista de Administração da Universidade de São Paulo - RAUSP, v. 43, n. 2, p. 176-185, 2008.

SILVA, A. H. C. Escolha de práticas contábeis no Brasil: uma análise sob a ótica da hipótese dos covenants contratuais. 2008. 151 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis). Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

TORRES FILHO, E. T.; COSTA, F. N. da. Financiamento de longo prazo no Brasil: um mercado em transformação. Rio de Janeiro: IPEA, 2013. 49 p. (Texto para discussão 1843)

VALLE, M. R. do. Mercados de bonds: risco, rating e custo de captação. Revista de Administração da Universidade de São Paulo - RAUSP, v. 37, n 2, p. 46-56, 2002a.

VALLE, M. R. do. Informações contábil-financeiras e custo de captação em mercados de Bonds. Revista de Contabilidade & Finanças – USP, São Paulo, n. 30, p. 54-70. 2002b.

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Positive accounting theory. New Jersey: Prentice-Hall, Englewwod Cliffs, 1986.

WHITE, H. A Heteroskedasticity-Consistent Covariance Matrix Estimator and a Direct Test for Heteroskedasticity. Econometrica. v. 48, n. 4, p. 817–838, 1980




DOI: https://doi.org/10.5902/1983465924330


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

  

   

       

 

------

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659