A influência do comprometimento, do entrincheiramento e do suporte à transferência de treinamento sobre o impacto do treinamento no trabalho

Laércio André Gassen Balsan, Vânia Medianeira Flores Costa, Antonio Virgílio Bittencourt Bastos, Luis Felipe Dias Lopes, Mauren Pimentel Lima, Andressa Schaurich dos Santos

Resumo


Este artigo objetiva identificar a influência do comprometimento e do entrincheiramento organizacionais, bem como do suporte à transferência de treinamento sobre o impacto do treinamento no trabalho. Para isso, foi utilizada uma amostra composta de 392 servidores de uma Instituição Pública de Ensino Superior que respondeu a um questionário elaborado a partir de modelos de autoavaliação previamente validados. Após analisar quantitativamente os dados, os resultados encontrados evidenciaram correlações positivas entre o comprometimento afetivo, o impacto do treinamento e o suporte à transferência no trabalho; e correlações negativas entre o impacto do treinamento no trabalho e as dimensões de entrincheiramento (limitações de alternativas e arranjos burocráticos). Concluiu-se, assim, que a natureza do vínculo do indivíduo com a organização afeta diferentemente a transferência das aprendizagens obtidas nos treinamentos, o que pode subsidiar estratégias para o fortalecimento do impacto do treinamento no trabalho.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1983465913316

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

  

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659