Migrações internacionais no mundo e para o Brasil: um contexto

Daniel Chaves, Whitney Cabral

Resumo


As migrações internacionais, um fenômeno de topo de agenda, constituem um tema de crucial importância para os Estados ao redor do mundo, seja pela sua posição receptora ou emissora. O constante aumento da mobilidade, típica da baixa globalização contemporânea, estimula os países – por suas instituições ou pelos segmentos sociais - a compreenderem o assunto, no intuito de buscar soluções para as questões advindas do mesmo. Dessa forma, uma compreensão a respeito das perspectivas sociais e estatais se faz necessária. O presente trabalho aborda, portanto, as migrações internacionais tendo o Brasil como destino, sob os distintos prismas supracitados.


Palavras-chave


migrações; Brasil; lei; Estado; sociedade.

Texto completo:

PDF

Referências


ACNUR. Estatísticas. Tendências Globais sobre refugiados e outras populações de interesse do ACNUR. 2016. Disponível em: Acesso em: 10 out. 2017

BARBON, Júlia. 2017. Lei de Migração: o que muda nas regras para estrangeiros no Brasil. Folha de S. Paulo. São Paulo. 14 maio 2017. Disponível em: Acesso em: 14 out. 2017

BONAVIDES, Paulo. Ciência Política. 10ª Ed., São Paulo: Malheiros Editores, 2000.

BRASIL. Lei n. 818, de 18 de setembro de 1949. Regula a aquisição, a perda e a reaquisição da nacionalidade, e a perda dos direitos políticos.

______. Lei n. 6.815, de 19 de agosto de 1980. Define a situação jurídica do estrangeiro no Brasil, cria o Conselho Nacional de Imigração.

______. Lei n. 9.474, de 22 de julho de 1997. Define mecanismos para a implementação do Estatuto dos Refugiados de 1951, e determina outras providências.

______. Lei n. 13.445, de 24 de maio de 2017. Institui a Lei de Migração.

COURLET, Claude. Globalização e fronteira. Ensaios FEE, Porto Alegre, 1996. Disponível em: Acesso em: 14 out.2017

HELD, David; MCGREW, Anthony G. The Global Transformations Reader: an introduction to the globalization debate. 2nd Ed., Cambridge: Polity, 2003.

KEMP, Ross. The migrant slave trade is booming in Libya. Why is the world ignoring it? The Guardian, 20 fev 2017. Disponível em: . Acesso em 03 nov 2017

MARTINE, George. A globalização inacabada: migrações internacionais e pobreza no século 21. São Paulo em Perspectiva. São Paulo, v. 19, n. 3, p. 3-22, jul./set. 2005. Disponível em: Acesso em: 07 out. 2017

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA. Migrações. Disponível em: Acesso em 14 out. 2017

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. MigranteWeb. Disponível em: Acesso em: 14 out. 2017

MITTELMAN, James H. The Globalization Syndrome: Transformation and Resistance. 1st. Ed., Princeton: Princeton University Press, 2000.

MODELSKI, George. Globalization. In: HELD, David; MCGREW, Anthony G. The Global Transformations Reader: an introduction to the globalization debate. 2nd Ed., Cambridge: Polity, 2003. p. 55-59.

OIM. Direito Internacional da Migração. Glossário sobre Migração. 2009. Disponível em: Acesso em: 11 out. 2017

OLIVEIRA, Antônio Tadeu Ribeiro de. Migrações internacionais e políticas migratórias no Brasil. Cadernos OBMigra V.1 N.3. p. 252. 2015.

PATARRA, Neide Lopes. Migrações internacionais: teorias, políticas e movimentos sociais. Estudos Avançados, [s.l.], v. 20, n. 57, p.7-24, ago. 2006. FapUNIFESP. Disponível em: Acesso em: 11 out. 2017

PINTO, Manoel de Jesus Souza. O Fetiche do Emprego: um estudo sobre as relações de trabalho de brasileiros na Guiana Francesa. 2008. 274 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2008.

REZEK, Francisco. Direito Internacional Público: Curso Elementar. 13ª Ed., Saão Paulo: Saraiva, 2011.

SASSEN, Saskia. Los espectros de la globalización. Tradução de Irene Merzari. 1ª ed. espanhol, Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2003. 276 p.

SAYAD, Abdelmalek. A Imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: Edusp, 1998. 299 p.

TEITELBAUM, Michael S. The Role of the State in International Migration. The Brown Journal of World Affairs. Providence, Volume VIII, Issue 2, p. 157-167, Winter, 2002. Disponível em: Acesso em: 11 out. 2017




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2357797529904

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista InterAção