O aperfeiçoamento da leitura e da escrita na formação de professores: uma experiência de ensino-pesquisa no PIBID-geografia

Lenilton Francisco de Assis

Resumo


Neste artigo, analisamos a experiência vivenciada em oficinas pedagógicas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no subprojeto Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Adotamos diversas estratégias nas oficinas para incentivar a leitura e a produção de textos derivados de pesquisas sobre as práticas escolares. Nosso propósito foi desenvolver uma práxis formativa que articulasse teoria e prática, ensino e pesquisa, visando à formação crítico-reflexiva de professores de Geografia. Partimos do pressuposto de que as ações do PIBID devem incentivar a formação do licenciando não só para as atividades de ensino mas também instrumentalizar a pesquisa e a reflexão na/da escola com o fito de aperfeiçoar a leitura e a escrita para o pleno exercício da profissão docente.


Palavras-chave


Geography Teaching; Writing; Teacher Training; Reading; PIBID

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ALARCÃO, Isabel. Ser professor reflexivo. In: ALARCÃO, Isabel. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto/Portugal: Editora Porto, 1996. p. 171-179

ANDRÉ, Marli (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. 12 ed. Campinas, SP: Papirus, 2014.

BORGES, Rita de Cássia Monteiro B. O professor reflexivo-crítico como mediador do processo de inter-relação da leitura: escritura. In: PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro (Orgs.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 233-254

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais - Geografia. Brasília: SEF / MEC, 1998, p. 29-34.

CAVALCANTI, Lana de Souza. O ensino de geografia na escola. Campinas, SP: Papirus, 2012.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Para onde estão indo as investigações sobre ensino de geografia no Brasil? Um olhar sobre elementos da pesquisa e do lugar que ela ocupa nesse campo. Boletim Goiano de Geografia (Online). Goiânia, v. 36, n.3, p. 399-419, set./dez. 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/44546 Acesso em: 2 mar. 2017.

FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

LÜDKE, Menga. O professor e a pesquisa. 7. ed. Campinas, SP: Papirus, 2001.

PIMENTA, Selma Garrido. Professor reflexivo: construindo uma crítica. In: PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro (Orgs.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 20-62

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PINHEIRO, Antonio Carlos. O ensino de Geografia no Brasil: catálogo de dissertações e teses (1967-2003). Goiânia: Vieira, 2005.

NÓVOA, Antônio (Org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

SIMIELLI, Maria Elena R. Cartografia no Ensino Fundamental e Médio. In: CARLOS, Ana Fani A. A geografia na sala de aula. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2003. p. 92-108

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

VESENTINI, José William. A formação do professor de Geografia: algumas reflexões. In: PONTUSCHKA, Nídia N.; OLIVEIRA, Ariovaldo U. (Orgs.) Geografia em perspectiva. São Paulo: Contexto, 2002. p. 235-240




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499430836

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexações e Bases Bibliográficas