ANÁLISE DE SOBREVIVÊNCIA E GERMINAÇÃO EM PLANTIOS DE Araucaria angustifolia DERIVADO DE MUDAS E SEMENTES

Jéssica Caroline Maran, Maria Augusta Doetzer Rosot, Maria Izabel Radomski, Betina Kellermann

Resumo


O bioma florestal mais característico do Sul do Brasil é a Floresta Ombrófila Mista, fortemente marcada pela presença da espécie Araucaria angustifolia. Entretanto, a exploração irracional e descontrolada desta espécie reduziu drasticamente sua área de ocorrência a 2% de sua área original. Assim, esforços devem ser feitos para auxiliar e promover sua regeneração natural, visando a sua preservação e o uso sustentável de seus recursos econômicos. Com o objetivo de avaliar a germinação, sobrevivência e predação de mudas e sementes de Araucaria angustifolia foi implantado um experimento em delineamento inteiramente casualizado, no qual foram investigados os efeitos de dois fatores com dois níveis cada (tipo de plantio: puro/misto; material plantado: mudas/sementes), com três repetições, perfazendo um total de quatro tratamentos. Após 14 meses restaram 17% das covas ocupadas por mudas e 14% das ocupadas por pinhões; 60% das sementes germinadas foram consumidas pela fauna; o percentual de sobrevivência médio das mudas foi de 41,1% no plantio puro e de 20,0% no plantio misto. No tratamento misto, as perdas de sementes, devido à ação fauna, foram menores (42,2%) quando comparadas ao tratamento puro (68,9%); o contrário foi válido no caso das mudas

Palavras-chave


fauna; predação; pinhão

Texto completo:

PDF

Referências


ANSELMINI, J. I. Fenologia reprodutiva da Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze, na região de Curitiba-PR. 2005. 62 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005.

BACKES, A. Distribuição geográfica atual da Floresta com Araucária: condicionamento climático. In: FONSECA, C. R. et al. (Eds.). Floresta com araucária: ecologia, conservação e desenvolvimento sustentável. Ribeirão Preto: Holos, 2009a. p. 39-44.

FONSECA, C. R. et al. Floresta com Araucária: importância e usos múltiplos. In: FONSECA, C. R. et al. (Eds.). Floresta com araucária: ecologia, conservação e desenvolvimento sustentável. Ribeirão Preto: Holos, 2009b. p. 303-309.

BANCO REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DO EXTREMO SUL. Agência de Florianópolis. Gerência de Planejamento. Cultivo da Araucaria angustifolia: análise de viabilidade econômico-financeira. Florianópolis: BRDE, 2005. 53 p.

CARVALHO, P. E. R. Competição entre espécies florestais nativas em Irati-PR, cinco anos após o plantio. Pesquisa Florestal, Colombo, n. 2, p. 41-56, 1981.

CARVALHO, P. E. R. Espécies florestais brasileiras: recomendações silviculturais, potencialidades e uso da madeira. Colombo: Embrapa-CNPF/SPI, 1994. 639 p.

FONSECA, J. M. M. A.; AGUIAR, L. B.; FERNANDES, P. D. Comportamento florestal de essências nativas e exóticas em condições de arboreto. Científica, Jaboticabal, n. 2, v. 2, p. 198-207, 1974.

GANADE, G.; ZANINI, L. Restauração de floresta com araucária em áreas degradadas. In: FONSECA, C. R. et al. (Eds.). Floresta com araucária: ecologia, conservação e desenvolvimento sustentável. Ribeirão Preto: Holos, 2009. p. 85-95.

GUERRA, M. P. et al. Exploração, manejo e conservação da araucária (Araucaria angustifolia). In: SIMÕES, L. L.; LINO, C. F. (Eds.). Sustentável Mata Atlântica: a exploração de seus recursos florestais. São Paulo: SENAC, 2000. p. 85-101.

JANKAUSKIS, J. Ensaio de plantio de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze. Floresta, Curitiba, v. 4, n.1, p. 54-63, 1972.

KUNIYOSHI, Y. S. Morfologia da semente e da germinação de 25 espécies arbóreas de uma floresta com araucária. 1983. 245 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1983.

LAMBERTS, A. V. D. H. Predação e sobrevivência de sementes de Araucaria angustifolia (Bert). Kuntze em áreas de mata nativa e plantações de Pinus eliotti na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, RS. 2003. 86 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

LUDWIG, G.; AGUIAR, L. M.; ROCHA, V. J. Uma avaliação da dieta, da área de vida e das estimativas populacionais de Sapajus nigritus (Goldfuss, 1809) em um fragmento florestal no norte do Estado do Paraná. Neotropical Primates, Flórida, v. 13, n. 3, p. 12-18, 2005.

MELLO FILHO, J. A.; STOEHR, G. W. D.; FABER, J. Determinação dos danos causados pela fauna a sementes e mudas de “Araucaria angustifolia” (Bert.) O. Ktze. nos processos de regeneração natural e artificial. Floresta, Curitiba, v. 12, p. 26-44, 1981.

MULLER, J. A. A influência dos roedores e aves na regeneração da Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze. 1986. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1986.

MUNIZ, P. J. C. Notas sobre uma plantação experimental de pinheiro-do-paraná (Araucaria brasiliana A. Rid.) nos solos de Campos Gerais. Arquivos de Biologia e Tecnologia, Curitiba, v. 8, p. 31-43, 1948.

PALUDO, G. F.; MANTOVANI, A.; REIS, M. S. dos. Regeneração natural de uma população natural de Araucaria angustifolia (Araucariaceae). Árvore, Viçosa, v. 35, n. 5, p. 1107-1119, 2011.

ROSOT, M. A. D. et al. Bosque Modelo Caçador: concepção e processo de estruturação. Colombo: Embrapa Florestas, 2013. 102 p. (Documentos, 258).

ROSOT, N. C. et al. Ações de recuperação em áreas degradadas por fogo em Floresta Ombrófila Mista: resultados parciais. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, n. 54, p. 9, 2007.

SANQUETTA, C. R. Controle de taquaras como alternativa para a recuperação da Floresta de Araucária. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, n. 55, p. 45-53, 2007.

SANQUETTA, C. R. et al. Sobrevivência de mudas de Araucaria angustifolia perante o controle de taquaras (Bambusoideae) no Paraná, Brasil. Floresta, Curitiba, v. 35, n. 1, p. 127-135, 2005.

TORTATO, M. A. Estudo de mamíferos em parcelas permanente: o exemplo da Reserva Florestal da Embrapa/Epagri, Caçador, Santa Catarina. In: SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE DINÂMICA DE FLORESTAS, 1., 2008, Curitiba, PR. Anais... Colombo: Embrapa Florestas. CD-ROM.

TORTATO, M. A. et al. Mamiferos silvestres y su relación com la dinámica de um Bosque de Araucaria en sur de Brasil. In: CONGRESSO FORESTAL MUNDIAL, 13., 2009, Resumos... Buenos Aires: FAO, 2009.

VIEIRA, E. M., IOB, G. Dispersão e predação de sementes de Araucaria angustifolia. In: FONSECA, C. R. et al. (Eds.). Floresta com araucária: ecologia, conservação e desenvolvimento sustentável. Ribeirão Preto: Holos, 2009. p. 85-95.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509825154

Licença Creative Commons