ANÁLISE QUALITATIVA DA ARBORIZAÇÃO URBANA DE 25 VIAS PÚBLICAS DA CIDADE DE ARACAJU-SE

Carla Zoaid Alves dos Santos, Robério Anastácio Ferreira, Leila Rafaela Santos, Lívia Isabela Santos, Silvio Henrique Gomes, Dalva Angélica Santos da Graça

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/1980509819678

A realização de análises qualitativas das árvores plantadas no ambiente urbano é essencial para a sua manutenção porque permite identificar os principais problemas e propor possíveis soluções. Dentro desse contexto, este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o estado qualitativo da arborização das 25 principais vias públicas da cidade de Aracaju, capital do Estado de Sergipe. A análise foi realizada por meio de censo, no qual os indivíduos foram quantificados, identificados e caracterizados de acordo com os seguintes parâmetros: estado geral da árvore, equilíbrio geral, aspecto fitossanitário, intensidade de injúrias mecânicas, aspectos ecológicos, eventos fenológicos, interferências geradas pela relação árvore-construção/fiação, tipo de pavimentação e superficialidade de raízes. Foi observado também se os indivíduos sofreram algum tipo de manejo e, posteriormente, sugeridas quais as ações seriam necessárias para a sua adequação. Foram avaliados no total 3.595 indivíduos, distribuídos em 66 espécies. A maioria das árvores (46%) apresentou um estado geral regular de qualidade, sendo os principais problemas observados a poda drástica executada em 31,2% dos indivíduos e a ação de insetos xilófagos (cupins). Dentre os problemas observados, os principais são a necessidade de poda de limpeza (32,2%) e a substituição de indivíduos velhos e debilitados (10,8%).


Palavras-chave


composição florística; fitossanidade; podas; avenidas.

Texto completo:

PDF

Referências


ARACAJU. Secretaria Municipal de Planejamento – SEPLAN/Prefeitura Municipal de Aracaju. Extensão de 25 vias públicas. Aracaju, 2010.

FARIA, J. L. G.; MONTEIRO, E. A.; FISCH, S. T. V. Arborização de vias públicas do município de Jacareí – SP. Revista SBAU, Piracicaba, v. 2, n. 4, p. 20-33. 2007.

FONTES, L. R.; FILHO, E. B. (Ed.). Cupins: o desafio do conhecimento. Piracicaba: FEALQ, 1998, 512 p.

GILMAN, E. F.; LILLY, S. J. Mejores Prácticas de Manejo: poda de àrboles. Champaing: ISA - Sociedad Internacional de Arboricultura, 2005.

GOIÂNIA. Prefeitura Municipal de Goiânia. Plano Diretor de Arborização Urbana de Goiânia. Goiânia, 2007.

GONÇALVES, W.; PAIVA, H. N. Silvicultura Urbana: implantação e manejo. Viçosa: Aprenda Fácil, 2006. 201 p. (Coleção Jardinagem e Paisagismo, série Arborização Urbana, v.4).

GRAF, A. B. Tropica: Color Cyclopedia of Exotic plants and trees. Farmingdale: ROEHRS, 5th ed, 2003. 1152 p.

IBGE-INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Disponível em: <(http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?)> Acesso em: 31/01/2010.

LEAL, L. BUJOKAS, W. M.; BIONDI, D. Análise da infestação de erva-de-passarinho na arborização de ruas de Curitiba-PR. Revista Floresta, Curitiba, v. 36, n. 3, p.323-330, dez, 2006.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum, v. 2, 2. ed. 1998. 352 p.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum, v. 1, 4. ed. 2002. 368 p.

LORENZI, H. et al. Árvores exóticas no Brasil: madeireiras, ornamentais e aromáticas. Nova Odessa: Plantarum, 2003. 368 p.

LORENZI, H. et al. Palmeiras no Brasil: nativas e exóticas. Nova Odessa: Plantarum, 1996. 303 p.

MIRANDA, T. O. de; CARVALHO S. M. Levantamento quantitativo e qualitativo de indivíduos arbóreos presentes nas vias do Bairro da Ronda em Ponta Grossa - PR. Revista SBAU, Piracicaba, v. 4, n. 3, p. 143-157, 2009.

PORTO ALEGRE. Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Plano Diretor de Arborização Urbana de Porto Alegre. Porto Alegre, 2007. 36 p.

MOURA, T. A. de; SANTOS, V. L. L. V. Levantamento quali-quantitativo de espécies arbóreas e arbustivas na arborização viária urbana dos bairros centro e centro norte, Várzea Grande, Mato Grosso, Brasil. Revista SBAU, Piracicaba, v. 1, n. 1, p. 97-117, 2009.

RIBEIRO, F. A. B. S. Arborização Urbana em Uberlândia: percepção da população. Revista da Católica, Uberlândia, v. 1, n. 1, p. 224-237, 2009.

ROCHA, R. T. da; LELES, P. S. S. dos; NETO, S. N. O. de. Arborização de vias públicas em Nova Iguaçu, RJ: o caso dos bairros Rancho Novo e Centro. Revista Árvore, Viçosa, v. 28, n. 4, p. 599-607, 2004.

ROTTA, E. Autrofia em Tripodanthus acutifolius (Ruiz & Pai) Thiegh. (erva-de-passarinho) – um registro. Colombo: EMBRAPA, 2004. (Comunicado técnico, n.115)

SAMPAIO, A. C. F.; ANGELIS, B. L. D. de. Inventário e análise da arborização de vias públicas de Maringá-PR. Revista SBAU, Piracicaba, v. 3, n. 1, p. 37-57, 2008.

SILVA, A. G.; PAIVA, H. N. de.; GONÇALVES, W. Avaliando a Arborização Urbana. Viçosa: Aprenda Fácil, 2007. 346 p. (Coleção Jardinagem e Paisagismo, Série Arborização Urbana, v. 5).

SILVA FILHO, D. F. et al. Banco Relacional para Cadastro, Avaliação e Manejo da Arborização em Vias Públicas. Revista Árvore, Viçosa, v. 26, n. 5, p. 629-612, 2002.

SILVA, L. B. et al. Monitoramento da Qualidade do Ar Através de Bioindicadores. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENÉRGIA ELÉTRICA, 15. 1999. Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu, 1999.

SILVA, M. D. M.; SILVEIRA, R. P.; TEIXEIRA, M. I. J. G. Avaliação da arborização de vias públicas de uma área da região oeste da cidade de Franca/SP. Revista SBAU, Piracicaba, v. 3, n. 1, p. 19-35, mar. 2008.

TEIXEIRA, I. F. Análise qualitativa da arborização de ruas do conjunto habitacional Tancredo Neves, Santa Maria – RS. Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v. 9, n. 2, p. 9-21. 1999.

VITÓRIA. Prefeitura Municipal de Vitória. Plano Diretor de Arborização e Áreas Verdes. Vitória, 1992. 97 p.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509819678

Licença Creative Commons