Governança e gestão comunitária das águas

Jane Márcia Mazzarino, Luciana Turatti, Eduardo Perico, Laura Barbieri de Oliveira

Abstract


A crescente complexidade que as questões ambientais assumem no cenário global delimita a necessidade de estudos científicos sobre as relações da sociedade com temas que tendem a assumir importância cada vez maior na vida humana. Este artigo tem como objetivo caracterizar a situação dos recursos hídricos na América Latina e,especificamente, no Brasil, apontando aspectos para a gestão compartilhada das águas, a partir de um estudo de caso que aprofunda a compreensão das relações comunitárias dos recursos hídricos. Toma-se como base duas categorias de análise: as fontes de informação e a observação de problemas. A partir do estudo empírico são vislumbrados cenários amplos relativos à governança na gestão comunitária das águas. O método é qualitativo e baseia-se nas pesquisas bibliográfica e de campo, está baseada em entrevistas semi-estruturadas com diversos atores sociais do município de Marques de Souza, inserido na Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, RS, Brasil.


Keywords


Recursos hídricos. Gestão comunitária. Conflitos. Governança. Método qualitativo.

References


AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS [Internet]. Brasília: Agência Nacional de Águas (BR) [cited 2016 jul 05]. Available from: http://ana.gov.br.

BARRAU, F U. Los recursos hídricos en Bolivia: Un punto de vista estratégico sobre la problemática de las aguas transfronterizas. In: FCCyT - Foro Consultivo Científico y Tecnológico. Diagnóstico del agua en las Américas [Internet]; 2012 mar; México. p. 75-95.

BASUALTO S M. et al. Aspectos da governança da água no Chile. In: JACOBI P R, SINISGALLI, P A, organizadres. Governança da água e políticas públicas na América Latina e Europa. São Paulo: Annablume; 2009. p. 83-105

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 [Internet]. Brasil [cited on 2016 jul 23]. Avaliable from: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.html.

LEI Nº 9.433, DE 8 DE JANEIRO DE 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos [Internet]. Brasil [Cited on 2016 dez 06]. Avaliable from: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9433.html.

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA TAQUARI-ANTAS [Internet]. Informações legais [Cited on 2016 apr 12]. Avaliable from: http://www.taquariantas.com.br/site/home.

COMITÊ DE GERENCIAMENTO DA BACIA HIDROGRÁFICA TAQUARI-ANTAS [Internet]. Plano de Bacia Taquari-Antas [Cited on 2016 oct 29]. Avaliable from: http://planotaquariantas.com/wp-content/uploads/2011/09/Mapa_localizacao_hidrografia.jpg.

CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS. Resolução n. 32, de 15 de Outubro de 2003. Anexo I. Brasília (Brasil): Ministério do Meio Ambiente; 2003.

FUNDAÇÃO DE ECONOMIA E ESTATÍSTIA [Internet]. Porto Alegre: Fundação de Economia e Estatística (BR) [cited on 2017 aug 18]. Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) dos municípios do Rio Grande do Sul – 2014. Avaliable from: http://www.fee.rs.gov.br/indicadores/indice-de-desenvolvimento-socioeconomico/serie-historica-nova-metodologia/?ano=2014&letra=M&ordem=municipios.

FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO AMBIENTAL [Internet]. Porto Alegre: Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (BR) [cited on 2015 jul 04]. Qualidade Ambiental – Região Hidrográfica do Guaíba: Rio Taquari & Rio das Antas. Avaliable from: http://www.fepam.rs.gov.br/qualidade/taquariantas.asp.

GONZÁLEZ E J, MATOS M L. Manejo de los recursos hídricos en Venezuela: Aspectos generales. In: FCCyT - Foro Consultivo Científico y Tecnológico. Diagnóstico del agua en las Américas [Internet]; 2012; México. p. 437-447.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA [Internet]. Brasília: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (BR) [cited 2015 oct 10]. IBGE Estados 2010. Avaliable from: http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=rs.

IRIARTE O D, DEL PRADO A D N. Gestão multissetorial e desafios para a gestão rural da água. In: JACOBI P R, SINISGALLI, P de A, organizadores. Governança da água e políticas públicas na América Latina e Europa. São Paulo; Annablume; 2009. p. 11-48

JACOBI P R, SINISGALLI P de A, MEDEIROS Y, ROMERO A R. Governança da Água no Brasil: dinâmica da política nacional e desafios para o futuro. In: JACOBI P R, SINISGALLI, P de A, organizadores. Governança da água e políticas públicas na América Latina e Europa. São Paulo; Annablume; 2009. p. 213-238.

JACOBI P. Desafios à governança e participação popular no Brasil. In: RIBEIRO W, organizador. Governança na Ordem Ambiental Internacional e Inclusão Social. São Paulo; Annablume; 2012. p. 69-88

JONAS H. Ensayo de uma ética para La civilización tecnológica: El principio de responsabilidad. Barcelona; Herder; 2008.

KUROIWA J M. Julio M. Recursos hídricos en el Perú: Uma visión estratégica. In: FCCyT - Foro Consultivo Científico y Tecnológico. Diagnóstico del agua en las Américas [Internet]; 2012 mar; México. p. 405-419.

LLAMAS M R, MARTÍNEZ-SANTOS P. Intensive groundwater use: a silent revolution that cannot be ignored. Water Science & Technology. 2005 Apr;51(8):167-174.

LÓPEZ E I. La gestión de los recursos hídricos en el Ecuador. Revista de Gestão de Água da América Latina – REGA. Associação Brasileira de Recursos Hídricos - ABRH. 2009 Jul/Dec;6(2):33-48.

MACHADO C J S. Recursos hídricos e cidadania no Brasil: limites, alternativas e desafios. Ambiente & Sociedade. 2003 Jul/Dec:6(2):121-136.

MÁRTIN-BARBERO J. De los medios a las mediaciones. Rio de Janeiro; UFRJ; 1997.

MARTINS R C. Representações sociais, instituições e conflitos na gestão de águas em territórios rurais. Sociologias. 2006 jan/jun;8(15):288-325.

MAZZARINO J M. Tecelagens comunicacionais midiáticas do movimento socioambiental. Lajeado: Univates; 2013.

MAZZOTI T B. Representação Social de “problema ambiental”: uma contribuição à educação ambiental. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. 1997 Jan/Dec;78(188/189/190):86–123.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Resolução Conama n. 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Brasília (Brasil): Ministério do Meio Ambiente; 2005

MORAES R. Mergulhos Discursivos: análise textual qualitativa entendida como processo integrado de aprender, comunicar e interferir em discursos. In: GALIAZZI M do C, FREITAS J V, organizadores. Metodologias emergentes de pesquisa em educação ambiental. Ijuí: Ed. Unijuí; 2005.

PASTORE J M D, et al. El estado de situación de los recursos hídricos de Argentina: La cuestión del agua. In: FCCyT - Foro Consultivo Científico y Tecnológico. Diagnóstico del agua en las Américas [Internet]; 2012 mar; México. p. 19-73.

PERICO E, CEMIN G, REMPEL C. O uso de técnicas de geoprocessamento na avaliação de áreas críticas com atividade suinícola. Geofocus. 2005;5:9-19.

DUCATTI A, PÉRICO E. Alterações na fragmentação florestal de uma bacia hidrográfica em um período de 19 anos: possíveis implicações ecológicas. Revista de Ciências Ambientais. 2015;9:49-66.

PERICO E, AREND U, CEMIN G, ECKHARDT R, SECCHI F, REMPEL C. Alterações na paisagem da bacia hidrográfica do rio Forqueta, RS, Brasil. In: Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto – SBSR [Internet]; 2011; Curitiba, Paraná, Brasil.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARQUES DE SOUZA [Internet]. Portal Marques 2017 (BR) [cited 2017 aug 8]. Avaliable from: http://portalmarques.com.br/handler.php?module=mun&action=dadosgerais&idp=5014.

REYES M F, et al. Recursos Hídricos em Cuba: Uma visión. In: FCCyT - Foro Consultivo Científico y Tecnológico. Diagnóstico del agua en las Américas [Internet]; 2012 mar; México. p. 245-265.

RIO GRANDE DO SUL. Lei nᵒ 10.350, de 30 de dezembro de 1994. Sistema Estadual dos Recursos Hídricos, regulamentando o artigo 171 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre (Brasil): Sistema Estadual dos Recursos Hídricos; 1994.

RIO GRANDE DO SUL [Internet]. Secretaria de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã. Atlas Socioeconômico Rio Grande do Sul 2011. [cited 2016 jul 8] Avaliable from: http://www.scp.rs.gov.br/atlas/atlas.asp?menu=551.

RIO GRANDE DO SUL: Secretaria do Meio Ambiente. Relatório anual sobre a situação dos Recursos Hídricos no estado do Rio Grande do Sul edição 2007/2008. Porto Alegre (Brasil): Departamento de Recursos Hídricos; 2008.

RIO GRANDE DO SUL [Internet]. Secretaria do Meio Ambiente. Comitês de Gerenciamento de Bacia Hidrográfica 2010a. [cited 2015 nov 12] Avaliable from: http://www.sema.rs.gov.br/conteudo.asp?cod_menu=295.

RIO GRANDE DO SUL [Internet]. Secretaria do Meio Ambiente. O que é uma bacia hidrográfica? 2010b. [cited 2015 set 27] Avaliable from: http://www.sema.rs.gov.br.

RIO GRANDE DO SUL. Lei nº 10.350, de 30 de dezembro de 1994. Institui o Sistema Estadual de Recursos Hídricos, regulamentando o artigo 171 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre (Brasil): Sistema Estadual dos Recursos Hídricos; 1994.

ROJAS J P. A gestão comunitária de água e saneamento, espaço propício para prevenir contra corrupção, promover a transparência e a prestação de contas no setor de água, Colômbia. In: SINISGALLI P de A, organizador. Governança da água e políticas públicas na América Latina e Europa. São Paulo: Annablume; 2009. p. 145-168.

SADER E, Preservação da água na América Latina. A crise da água na Bolívia. Revista Eco 21. 2005 Mar[cited 2018 dec 19];15(100). Avaliable from:http://www.eco21.com.br/textos/textos.asp?ID=1052.

SANTOS B de S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós modernidade. São Paulo: Cortez; 2001.

SHIVA V. Guerras por água: privatização, poluição e lucro. São Paulo: Radical Livros; 2006.

STROHSCHOEN A, PÉRICO E, LIMA D, REMPEL C. Estudo preliminar da qualidade da água dos rios Forqueta e Forquetinha, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Biociências. 2009;7(4):372-375.

TORREGROSA M L, et al. Los recursos hídricos en México: Situación y perspectivas. In: FCCyT - Foro Consultivo Científico y Tecnológico. Diagnóstico del agua en las Américas [Internet]; 2012 mar; México. p. 309-357.

TUCCI C E M. Existe crise da água no Brasil? [Internet]. RHAMA 2001[cited 2018 oct 26]. Avaliable from:http://rhama.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/04/EXISTECRISEDAAgua.pdf..

TUCCI C E M. Gestão da água no Brasil. Brasília: UNESCO; 2001.

TUNDISI J G. Recursos hídricos no futuro: problemas e soluções. Estudos Avançados. 2008;22(63):7-16.

VARGAS M. O gerenciamento integrado dos recursos hídricos como problema socioambiental. Ambiente & Sociedade. 1999;2(5):109-134.

ZINATO M C. A construção da cidadania propulsionada pela água. In: Gestão de recursos hídricos: aspectos legais, econômicos, administrativos e sociais. Brasília: Viçosa/MG; 2005. p. 615-619.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X36394

Copyright (c) 2020 Ciência e Natura

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

1. IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

2. THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

3 IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

4. IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

5. IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

6. IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

7. IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

8.  IF THE STATEMENT BY THE ETHICS COMMITTEE (IF IT INVOLVES HUMANS) WAS ADDED;

9. IF THE DECLARATION OF ORIGINALITY WAS ADDED.

10. IF THE TEXT IS ORIGINAL. IF THE IDEA HAS ALREADY BEEN REGISTERED IN SUMMARY FORM, OR PUBLISHED IN CONGRESS ANNUALS, PLEASE INFORM THE EDITOR.