The destruction of nature in rural and urban environments in Brazil - a tragedy that can still be reviewed

Cláudio Jorge Moura de Castilho, Bruno Bruno Augusto Nogueira Monteiro Pontes, Robson José Alves Brandão

Abstract


This article aims to denounce the permanent process of the nature’s destruction as a tragedy in the time-space, which is based on research carried out in rural and urban environments located in the Brazilian Northeast, in the current context of the acceleration in terms of generating values as a major goal of capitalism. The methodology of this work was based on a relational approach with regard to the process of geographical space’s production, considering, mainly, the dialectical interrelationship between its material and immaterial dimensions, shaping a complex totality in permanent movement in the history of men and women. The elaboration of maps and representative figures of the object being treated were technical procedures used to reinforce the argument, which had as main result the defense of the idea that it is still possible to change the current process of nature’s destruction, through the analysis of the cases occurred in two microregions located in the West of Bahia and in a coastal area of the Metropolitan Region of Recife.


Keywords


Cerrado biome. Praia do Paiva. Environmental rationality.

References


ABBAGNANO N. Dicionário de filosofia. 6ª ed. São Paulo: Martins Fontes; 2012.

AB’ SABER A. Os domínios de natureza no Brasil. Potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial; 2003.

ACSELRAD H, MELLO CCA, BEZERRA GN. O que é Justiça Ambiental? Rio de Janeiro: Garamond; 2009.

ANDRADE, MC. Tradição e mudança: a organização do espaço rural e urbano na área de irrigação do Submédio São Francisco. Rio de Janeiro: Zahar Editores; 1983.

ANDRADE GO, LINS RC. Pirapama: um estudo geográfico e histórico. Recife: Massangana; 1984.

BLOG FESTA DA LAVADEIRA [Internet]. [cited 2011 abr 19]. Available from: http://festadalavadeira.blogspot.com.br.

BRANDÃO RJ. A última fronteira do bioma Cerrado: análise da natureza da expansão do agronegócio no Oeste da Bahia. [dissertation in progress] Recife: Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente/UFPE; 2017.

BRASIL. Estatuto da Cidade (lei nº 10.257/2001). Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Brasília (Brasil); 2001.

BRUNHES J. Geografia humana. 1ª ed. brasileira. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura; 1962.

CABO DE SANTO AGOSTINHO [Internet]. Lei Municipal n° 2.015, de 10 de julho de 2002. Dispõe sobre a regulamentação sobre as festas comemorativas da Lavadeira, São Cosme e Damião, Paixão de Cristo e do Coco de Pontezinha, e dá outras providências. [cited 2014 out 20]. Available from: http://www.cabo.pe.gov.br/leis.asp.

CABO DE SANTO AGOSTINHO [Internet]. Lei Municipal n° 2.179 de 12 de Abril de 2004. Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS). [cited 2011 set 15] Available from: http://www.cabo.pe.gov.br/leis.asp.

CABO DE SANTO AGOSTINHO [Internet]. Lei Municipal n° 2.360 de 29 de dezembro de 2006. Institui a Política Urbana e Ambiental e o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental do Cabo de Santo Agostinho. [cited 2011 set 15]. Available from: http://www.cabo.pe.gov.br/leis.asp.

CABO DE SANTO AGOSTINHO [Internet]. Lei Municipal nº 2.387, de 30 de maio de 2007. Altera a Lei nº 2.360 de 29 de dezembro de 2006, para criar a Zona Especial de Turismo, Lazer e Moradia Reserva do Paiva – ZETLM, e dá outras providências. [cited 2011 set 15]. Available from: http://www.cabo.pe.gov.br/leis.asp.

CABO DE SANTO AGOSTINHO [Internet]. Lei Municipal nº 2.926, de 28 de dezembro de 2012. Altera o artigo 56-A, da lei municipal nº 2.360 de 29 de dezembro de 2006, e dá outras providências. [cited 2015 mai 02]. Available from: http://www.cabo.pe.gov.br/leis.asp.

CASTILHO, CJM. Jean Brunhes: a atualidade de um geógrafo do início do século XX. Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais, 2017, v.6 (n.1), 253-272.

CASTILHO, CJM. Do (des)respeito à complexidade ambiental no processo de formação do território brasileiro. In: Galvíncio JD, Oliveira VS, Souza WM, editors. Mudança climática, sociedade, cidade e meio ambiente. Recife: Editora Universitária UFPE; 2017. p. 127-169.

CASTORIADIS C. As encruzilhadas do labirinto, III: o mundo fragmentado. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1992.

CORRÊA RL. O Espaço Urbano. 3ª ed. São Paulo: Ática; 1995.

FERREIRA ABH. Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. 5ª ed. Curitiba: Positivo; 2010.

FURTADO C. O Mito do Desenvolvimento Econômico. 3ª ed. São Paulo: Paz e Terra; 2001.

HARVEY D. A Produção Capitalista do Espaço. Szlak C, translator. São Paulo: Annablume; 2005a.

HARVEY D. O Novo Imperialismo. 2ª ed. Sobral A, Gonçalves MS, translators. São Paulo: Edições Loyola, 2005b.

LEFEBVRE H. A Produção do Espaço. Pereira DB, Martins S, translators; 2006. [from original: La production de l’espace. 4ªéd. Paris: Anthropos, 2000].

LEFF E. Saber ambiental. Sustentabilidade. Racionalidade. Complexidade. Poder. Petrópolis: Vozes; 2009.

LEROY JP. Territórios do futuro: educação, meio ambiente e ação coletiva. Rio de Janeiro: Lamparina; 2010.

MORAES ACR. Meio ambiente e ciências humanas. São Paulo: Hucitec; 1997.

NIETZSCHE FW. O livro do filósofo. São Paulo: Escala; 2013.

ODEBRECHT [Internet]. Memorial Descritivo da Reserva do Paiva. [cited 2011 ago 15]. Available from: http://www.orealizacoes.com.br/Novos-Destinos-Urbanos-Conceito.aspx?id=21.

ODEBRECHT [Internet]. Galeria de Imagens Reserva do Paiva. [cited 2011 ago 11]. Available from: http://www.orealizacoes.com.br/Empreendimentos-Galeria-De-Imagens.aspx?id=33.

ODEBRECHT [Internet]. Galeria de Imagens Reserva do Paiva. [cited 2011 ago 11]. Available from: http://www.orealizacoes.com.br/Empreendimentos-Galeria-De-Imagens.aspx?id=39.

PASSET R. A ilusão neoliberal. Rio de Janeiro: Record; 2002.

PONTES BANM. Desenvolvimento e governança ambiental: em busca de uma outra práxis na dinâmica territorial da “reserva” do Paiva-PE. [dissertation] Recife: Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente/UFPE; 2017. 201 p.

PORTO-GONÇALVES CW. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira; 2012.

RAFFESTIN C. Frontière et souffrance. Turim: 2015.

RECLUS E. Do sentimento da natureza nas sociedades modernas. São Paulo: Expressão & Arte; 2010.

SANTOS M. A Natureza do Espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4ª ed. São Paulo: EdUSP; 2006.

SARTRE JP. Esboço para uma teoria das emoções. Porto Alegre: L± 2013.

SOUZA ML. Semântica Urbana e Segregação: disputa simbólica e embates políticos na cidade “empresarialista”. In: Vasconcelos PA, Corrêa RL, Pintaudi SM, editors. A Cidade Contemporânea: segregação espacial. São Paulo: Contexto, 2013.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia. Um Estudo da Percepção, Atitudes e Valores do Meio Ambiente. Oliveira L, translator. São Paulo: Difel; 1980.

VALLERANI F. Italia desnuda. Percorsi di resistenza nel Paese del cemento. Milano: Edizioni Unicopli; 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179460X30407

Refbacks

  • There are currently no refbacks.