Identification of potential areas for creation of Conservation Units in the Valley of River Piquiri, Paraná

Larissa Stevanato Borges, Ana Flávia Bilmayer, Maristela Denise Moresco Mezzomo

Abstract


In Brazil, Conservation Units are considered important instruments for institutionalizing nature conservation actions. Several aspects should be considered in the choice of new areas for creation of these, as environmental, social and economic elements. In this perspective, it is discussed the importance of considering, within the environmental aspect, geoecological criteria when choosing and delimiting new areas, mainly considering the conservation of soils, water and vegetation. Based on this discussion, specific criteria were applied to identify potential areas on the creation of new conservation units in five municipalities in the state of Paraná. The methodology followed studies already existing in the literature and the results were organized through representative figures. The final analysis of the discussion and application, demonstrates that the indicated areas present potential in terms of nature conservation, and that this potential is directly linked to attempts to conserve areas that are threatened by anthropic use and occupation.

Keywords


Conservation units; Landscape planning; Geoecological aspects

References


BERTALANFFY LV. Teoria geral dos sistemas. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 1977.

BERTRAND, G. Paisagem e Geografia física global: esboço metodológico. Cadernos de Ciência da Terra, São Paulo, n.13, 27p., 1971.

De GROOT, R. S. Functions of Nature: Evaluation of Nature in Environmental Planning, Management and Decision Making. Amsterdã: Wolters-Noordhoff, 1992.

GERHARDT J. Uso de conectividade florestal e aplicação da legislação ambiental para o planejamento da conservação de remanescentes da Mata Atlântica em área de uso agrícola. 2014; Porto Alegre.

KIEMSTEDT, H.; GUSTEDT, E. Landschaftsplanung als Instrument umfassender Umweltvorsoge (Conferência Internacional), 1990.

KIEMSTEDT, H. et al. Landscape Planning. Bonn: Federal Ministry for the Environment, Nature Conservation and Nuclear Safety, 1998.

NUCCI JC. Aspectos teóricos do Planejamento da Paisagem. Planejamento da Paisagem como subsídio para a participação popular no desenvolvimento urbano. Estudo aplicado ao bairro de Santa Felicidade, Curitiba/PR. 2010. 271f.

MATEO RODRIGUEZ JM, SILVA EV, CAVALCANTI APB. Geoecologia das Paisagens: uma visão geossistêmica da análise ambiental. 2004; Fortaleza-CE: Editora UFC.

MEDEIROS R, YOUNG CEF. Contribuição das unidades de conservação brasileiras para a economia nacional: Relatório Final. 2011; Brasília-DF: UNEP-WCMC, 120p. Available from: .

MELO, ALM, MOTTA PCS. Biodiversidade, Serviços Ambientais e Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) na Mata Atlântica. S/D; Rio de Janeiro-RJ.

MESQUITA, CAB. RPPN da Mata Atlântica: um olhar sobre as reservas particulares dos corredores de biodiversidade Central e da Serra do Mar. 2004; Belo Horizonte: Conservação Internacional, Aliança para a Conservação da Mata Atlântica, Conservação Internacional, Fundação SOS Mata Atlântica.

METZGER, J. P. Estrutura da Paisagem e Fragmentação: Análise Bibliográfica. Anais da Academia Brasileira de Ciências. 1999. p. 445-462.

MEZZOMO, MDM. Planejamento da paisagem e conservação da natureza em RPPNs na bacia hidrográfica do Rio Mourão, Paraná. [thesis]. Curitiba: Universidade Federal do Paraná/UFPR; 2013. 264p.

MONTEIRO, CAF. Geossistemas: a história de uma procura. 2000; São Paulo: Contexto. 127p.

MORSELLO, C. Áreas protegidas públicas e privadas: seleção e manejo. 2001; São Paulo: Annablume.

OLIVEIRA VB, PAGLIA AP, FONSECA M, GUIMARÃES E. RPPN Mata Atlântica – RPPN e biodiversidade: o papel das reservas particulares na proteção da biodiversidade da Mata Atlântica. 2010; Belo Horizonte: Conservação Internacional/São Paulo: Fundação SOS Mata Atlântica/Curitiba: The Nature Conservancy.

PRIMACK R, RODRIGUES E. Biologia da conservação. 2001; Londrina: Ed.: Planta, 328p.

SHAFER, C. L. Nature reserves: island theory and conservation practice. Washington: Smithsonian Institution Press, 1990. 185p.

SOUZA, CG, et al. Análise da fragmentação florestal da área de proteção ambiental Coqueiral, Coqueiral–MG. Ciência Florestal. 2014; v. 24, n. 3, p. 631-644.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179460X27549

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2018 Ciência e Natura



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.