O uso da madeira nas Reduções Jesuítico-Guarani do Rio Grande do Sul. 4 – Verga da porta da Sacristia Nova (lado evangelho) da Igreja de São Miguel Arcanjo

Autores

  • Maria Cristina Schulze-Hofer
  • José Newton Cardoso Marchiori Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5902/2358198014063

Palavras-chave:

Tabebuia heptaphylla, Anatomia da Madeira, Reduções Jesuíticas

Resumo

A madeira da verga da porta da sacristia nova (lado evangelho) da Igreja de São Miguel Arcanjo foi anatomicamente identificada como ipê-roxo, Tabebuia heptaphylla (Vell.) Toledo, espécie lenhosa de notável resistência físico-mecânica e alta durabilidade natural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Newton Cardoso Marchiori, Universidade Federal de Santa Maria

Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais da Universidade Federal de Santa Maria. Formado em Engenharia Florestal pela UFSM. Mestre e Doutor em Engenharia Florestal pela UFPR. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D.

Downloads

Publicado

2014-05-25

Como Citar

Schulze-Hofer, M. C., & Marchiori, J. N. C. (2014). O uso da madeira nas Reduções Jesuítico-Guarani do Rio Grande do Sul. 4 – Verga da porta da Sacristia Nova (lado evangelho) da Igreja de São Miguel Arcanjo. Balduinia, (15), p. 24–27. https://doi.org/10.5902/2358198014063

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>