A classificação interna da tribo Myrteae, sob o ponto de vista da Anatomia da Madeira

Sidinei Rodrigues dos Santos, José Newton Cardoso Marchiori

Resumo


No presente estudo é investigada a anatomia da madeira de 15 gêneros e 34 espécies de Myrteae nativas no Rio Grande do Sul sob o ponto de vista taxonômico. Observou-se uma grande homogeneidade estruturalentre as espécies, reflexo do elevado número de caracteres anatômicos compartilhados e da baixa variabilidade apresentada pelos mesmos. Nenhum gênero pode ser identificado com base na anatomia da madeira, com exceção de Myceugenia. As espécies, todavia, podem ser separadas, embora nem sempre. Também não é possível reconhecer categorias taxonômicas inferiores à tribo. A falta de caracteres anatômicos exclusivos para os gêneros e grupos superiores limita a atuação da anatomia da madeira em discussões taxonômicas na tribo Myrteae.

 


Palavras-chave


Myrtaceae; Myrteae; Anatomia da Madeira; Taxonomia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2358198013897

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1808-2688 (impresso)      ISSN: 2358-1980 (online)       DOI: 10.5902/23581980

Qualis: B5 (Ciências Agrárias I), B5 (Interdisciplinar), B5 (Direito), B4 (Ensino), B4 (Saúde Coletiva)

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

INDEXADORES: DRJI, PERIÓDICA, LATINDEX, E-JOURNALS.ORG, DIALNET, DIADORIM, SUMÁRIOS.ORG.