O CONSUMO E A CONFIGURAÇÃO DO GÊNERO NA INFÂNCIA

Juliana Petermann, Desireè Ribas Fumagalli

Resumo


Objetiva-se analisar a configuração das concepções de gênero na infância pelo viés do consumo e de outros processos de socialização, com auxílio da psicologia do desenvolvimento. Para tanto, este artigo estrutura-se nos eixos: consumo, gênero e infância. Como principal condução metodológica assumimos a cartografia, cujo pressuposto é o direcionamento da atenção do pesquisador. Pelo viés cartográfico, selecionamos duas técnicas de coletas de dados, a observação participante e a entrevista. Como resultado principal, destacamos a atuação efetiva do consumo na configuração das concepções de gênero, principalmente através dos significados incutidos nos brinquedos e na apropriação coletiva desses, que segue uma lógica atrelada aos estereótipos sexuais.


Palavras-chave


Consumo; Gênero; Infância

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2175497723528 ';





 

Apoio

Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-graduação em Comunicação

Animus recebe apoio financeiro do edital

PRÓ-REVISTAS 2017 nº 11/2017

 

ANIMUS - Revista Interamericana de Comunicação Midiática

e-mail: revistaanimus@ufsm.br

Classificação Qualis-CAPES: A3

Temática classificada CNPQ: Comunicação: 6.09.00.00-8

DOI: 10.5902/21754977

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Indexada em:

Compartilhe Revista Animus