A língua e a linguagem em três perspectivas

Rodrigo Mazer Etto, Valeska Gracioso Carlos

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar uma caracterização dos conceitos e definições de língua e linguagem, baseados em Noam Chomsky (1978, 1997), Émile Benveniste (1995) e William Labov (2008). Para tal, foi efetuada uma análise descritivo-contrastiva dessas noções com a langue saussuriana (1973). Como os estudos da língua e linguagem são marcados pelo caráter heterogêneo que caracteriza os fenômenos linguísticos, concepções elementares como estas (de língua e linguagem) se apresentam peculiares em cada campo da Linguística, quer seja no quadro do gerativismo, na teoria da enunciação e na sociolinguística, respectivamente, evidenciando, assim, a riqueza e fecundidade dessa área de estudos linguísticos.


Palavras-chave


Linguagem; Língua; Chomsky; Benveniste; Labov

Texto completo:

PDF

Referências


BENVENISTE, E. Problemas de linguística geral. 4. edição. v. 01. Campinas: Editora Pontes, 1995.

CHOMSKY, N. Aspectos da teoria da sintaxe. 2. edição. Coimbra: Armênio Amado, 1978.

CHOMSKY, N. Novos horizontes no estudo da Linguagem. DELTA. São Paulo, v. 13, n. especial, 1997. p. 49-71.

LABOV, W. Padrões sociolinguísticos. Tradução Marcos Bagno, Maria Marta Pereira Scherre, Caroline Rodrigues Cardoso. São Paulo: Parábola, 2008.

SAUSSURE, F. Curso de Linguística Geral. Org. por Charles Bally e Albert Sechehaye com a colaboração de Albert Riediliger. 5. edição. São Paulo: Cultrix, 1973.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1516849232314

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores da revista L&C:

                                                                                          


Órgãos aos quais a revista L&C pertence:

 

                              

 

E-ISSN 2674-6921. Revista Qualis B3, área de Letras e Linguística, Classificações de Periódicos Quadriênio 2017-2020 (CAPES).