Asseidade e orgulho: introdução à proposta de uma nova interpretação sobre a liberdade moral a partir da metafísica da vontade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179378666521

Palavras-chave:

Asseidade, Liberdade, Orgulho

Resumo

Este artigo é dividido em dez seções. Das seções 1 a 4, faz-se uma reconstrução da teoria schopenhaueriana da liberdade. Será mostrado que Schopenhauer adota uma definição negativa de liberdade, sendo esta a simples ausência de necessidade. A partir da quinta seção, mostramos que esta definição é insuficiente, pois a liberdade negativa restringe-se à inação. Em seguida, busca-se a partir de Schopenhauer uma definição positiva de liberdade. Julgamos encontrá-la na identidade entre Ser e Querer, pela qual o agente quer-se de acordo com aquilo que se é, mas também é de acordo com aquilo que quer ser. Esta correspondência entre Ser e Querer — que também pode ser chamada de asseidade — encontra corroboração no sentimento de orgulho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Moreira Orrutea Filho, Universidade Estadual de Londrina e Faculdade Dom Bosco, Londrina, PR, Brasil

Mestre em Filosofia pela Universidade Estadual de Londrina.

Referências

ALIGHIERI, D. A divina comédia. Tradução de Fábio M. Alberti. Porto Alegre: L&PM, 2004.

BECKER, J. K. (org.). Briefwechsel zwischen Arthur Schopenhauer und Johann August Becker. Leipzig: F. A. Brockhaus, 1.883.

BÍBLIA. Romanos. 50. edição. Tradução de Matheus Hoepers. São Paulo: Vozes, 2005.

CHESTERTON, G. K. Ortodoxia. Tradução de Francisco Nunes. Jandira, SP: Principis, 2019.

EINSTEIN, A. Como vejo o mundo. Tradução de H.P. de Andrade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.

FAZIO, D. M. Um epistolário filosófico: a correspondência entre Schopenhauer e Johann August Becker. Tradução de Maria Eugenia Verdaguer. In: Voluntas: Revista Internacional de Filosofia - Santa Maria - Vol. 9, n. 1, jan.-jun. 2018, pp. 24-38.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes. Tradução, introdução e notas de Guido Antônio de Almeida. São Paulo: Discurso Editorial e Barcarolla, 2009.

LEWIS, C. S. Mere christianity. Fiftieth anniversary edition. Londres: HarperCollins Publishers, 2002.

NIETZSCHE, F. Menschlisches, Allzumenschlisches: ein Buch für freier Geister. 8. edição. Leipzig: C. G. Naumann, 1900.

Downloads

Publicado

2021-12-28 — Atualizado em 2022-03-17

Versões

Como Citar

Filho, R. M. O. (2022). Asseidade e orgulho: introdução à proposta de uma nova interpretação sobre a liberdade moral a partir da metafísica da vontade. Voluntas: Revista Internacional De Filosofia, 12(2), e05. https://doi.org/10.5902/2179378666521 (Original work published 28º de dezembro de 2021)

Edição

Seção

Fluxo Contínuo: Estudos Schopenhauerianos