O "Parménides" como diálogo aporético

José Gabriel Trindade Santos

Resumo


O objetivo deste texto é evidenciar o papel desempenhado pela noção de “aporia” no Parménides de Platão. Depois de ter descrito alguns dos usos da noção nos diálogos platónicos, o texto concentra-se no Parménides, analisando: 1. O debate de Sócrates com Zenão; 2. O conjunto de objeções apresentadas por Parménides ao uso por Sócrates das noções de “separação” e “participação”, focadas em particular no “Argumento do Terceiro Homem”; 3. Algumas conclusões paradoxais resultantes das oito “Hipóteses sobre o Um”, na segunda parte do diálogo. Com o objetivo de sustentar a unidade da Obra, argumentando a favor do uso dos “resultados atingidos na II parte do diálogo para resolver os problemas levantados na I”, defendemos que o exercício de Parménides sobre o Um e os Outros propõe uma reformulação da dialética, denunciando a deficiência da prática atribuída a Zenão, de reduzir ao absurdo as consequências da hipótese “Se há muitos”. Em vez disso, o Eleata examina as consequências de “Se há Um”, mediante a relacionação do Um consigo próprio e com cada um dos Outros; depois dos Outros consigo próprios e com quaisquer outros, primeiro afirmando, depois negando, a hipótese.

Palavras-chave


Platão; “Parménides”; Aporia; “Terceiro Homem”; Predicação; Autopredicação

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BEKKERUS, I. Aristoteles Graece: ex recognitione Immanuelis Bekkeri, Berolini, G. Reimer, 1831.

BROWN, L. The Sophist on Statements, Predication and Falsehood. In The Oxford Companion to Plato. G. FINE (ed.) Oxford University Press, 2014, pp. 437-462.

COHEN, M. The Logic of the Third Man. In PLATO 1. FINE, G. (ed.). Oxford: Oxford University Press, 1999, pp. 275-297.

CORNFORD, F. M. Plato and Parmenides. London: Routledge, 1939.

FREDE, M. Plato”s Sophist on False Statements. In The Cambridge Companion to Plato. R. KRAUT (ed.), Cambridge: Cambridge University Press, 1992, pp. 397-424.

FREDE, M. Prädikation und Existenzaussage. Göttingen: Vandenhoeck und Ruprecht, 1967.

GUTHRIE, W. A History of Greek Philosophy V. Cambridge: Cambridge University Press, 1978.

KAHN, C. Plato and the Post-Socratic Dialogue. New York: Cambridge University Press, 2014.

LEIGH, F. Two Modes of Being at Sophist 255c-e. Phronesis 57, 1, 2012, pp. 1-28.

MAIA JR., J. MURACHCO, H., SANTOS, J. T. Platão, O sofista. (Tradução; SANTOS, J. T., Introdução). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2011.

MEINWALD, C. Good-Bye to the Third Man. In: The Cambridge Companion to Plato. Cambridge: Cambridge University Press, 1992, pp. 365-396.

MEINWALD, C. Plato’s Parmenides. New York: Oxford University Press, 1991.

MORAVCSIK, J. Forms and Dialectic in the Second Part of the Parmenides. In: Language and Logos. Studies in Ancient Greek Philosophy. M. Schofield & M. Nussbaum (eds.). Cambridge: Cambridge University Press, 1982, pp. 135-153.

OWEN, G. Notes on Ryle’s Plato. In: PLATO 1. FINE, G. (ed.). Oxford: Oxford University Press, 1999, pp. 298-319.

PETERSON, S. The Parmenides. In: The Oxford Handbook of PLATO. FINE, G. (ed.). Oxford: Oxford University Press, 2011, pp. 383-410.

PLATONIS OPERA. Ed. I. Burnet. IV, Oxford: Oxford University Press, (1900, 1907).

RICKLESS, S. How Parmenides Saved the Theory of Forms. The Philosophical Review 107, n. 4, 1998, pp. 498-554.

RYLE, G. Logical Atomism in Plato’s Theaetetus. Phronesis 37, 1990, pp. 27-46

RYLE, G. Plato’s Parmenides. Mind 48, 1939, 1965, pp. 129-151, 302-325. Reprinted in Studies in Plato’s Metaphysics. R. E. Allen (ed.). London: Routledge and Kegan Paul , p. 97-147.

SANTOS, J. T. (2018). Metamorfoses do logos: do não-predicativo ao predicativo. Archai, 24, Sep.-Dec. 2018, pp. 179-206.

SANTOS, J. T. O postulado da infalibilidade nos diálogos platónicos. Classica 26, 2013, p. 131-144.

SANTOS, J. T. Introdução. In: MAIA JR., J., MURACHCO, H., SANTOS, J. T. Platão, O sofista. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2011, pp. 9-153.

SCHOFIELD, M. Likeness and Likenesses in the Parmenides. In Form and Argument in Late Plato. GILL, C., and McCABE, M M. (eds.). Oxford: Clarendon Press, 1996, pp. 49-77.

SCOLNICOV, S. Plato’s Parmenides. Berkeley, Los Angeles: University of California Press, London, 2003.

VLASTOS, G. Plato’s “Third Man” Argument (Parm. 132a1-b2): Text and Logic. Philosophical Quarterly, 19, 1969, pp. 289-291.

VLASTOS, G. The Third Man Argument in the Parmenides. Philosophical Review 63, 1954, p. 319-349.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179378643307

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Voluntas: Revista Internacional de Filosofia

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional.