“A gênese da ideia de tempo”, de Henri Bergson

José Paulo Maldonado de Souza, Gabriel Kafure da Rocha

Resumo


A presente tradução refere-se à resenha de Henri Bergson ao livro de Jean-Marie Guyau, La genèse de l'idée de temps (1890). Nesse texto, Bergson recepciona a obra de Guyau contrastando-a às suas próprias ideias em desenvolvimento sobre a temática do tempo e sua relação com a consciência e a memória.


Texto completo:

PDF HTML

Referências


BERGSON, Henri. La genèse de l’idée de temps. Revue Philosophique de la France et de l’Étranger, Paris, t. 31, jan.-juin, 1891, pp. 185-190.

FOUILLÉ, Alfred. La psychologie des idées-force. Tomo 2. Paris: Félix Alcán, 1893.

GUYAU, Jean-Marie. La genèse de l’idée de temps: avec une introduction par Alfred Fouillée; Paris: Félix Alcán, 1890.

GUYAU, Jean-Marie. A gênese da ideia de tempo e outros escritos. Trad. Regina Schöpke & Mauro Baladi. São Paulo: Martins Fontes, 2010.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179378639774

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Voluntas: Revista Internacional de Filosofia

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional.