Corpo e liberdade: possibilidade, condição, ambiguidade

Rafaela Ferreira Marques

Resumo


A questão da corporeidade enquanto presença original e originária ao mundo natural é o ponto principal deste trabalho. Para tanto são mobilizadas as teorias de Maurice Merleau-Ponty e de Simone de Beauvoir. Por ser nosso “ancoradouro no mundo”, o corpo é o que possibilita nossas experiências, sejam elas políticas, existenciais, sociais ou mesmo epistemológicas. Porém, exatamente por ser o meio de inserção no mundo o corpo se mostra também um limitador da liberdade, só que esse limite só é encarado de forma negativa por um pensamento objetivo que não aceita a ambiguidade como parte da experiência encarnada. Finalmente, refletimos sobre a situação da mulher, principalmente na obra de Beauvoir, a partir desses caracteres de potencialidades e limitações trazidas tanto pela corporeidade quanto pelo convívio necessário entre os sujeitos no mundo. 

 


Palavras-chave


Corpo; Experiência vivida; Liberdade; Beauvoir; Merleau-Ponty

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BEAUVOIR, Simone. La Phénoménologie de la perception de M. Merleau-Ponty. Les Temps Modernes. Paris, v.1, n 2, Novembre/1945 p. 363-367.

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo I – Fatos e Mitos. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970a.

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo II – Experiência vivida. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970b.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

FERRAZ, Marcus S. A. O transcendental e o existente em Merleau-Ponty. São Paulo: Associação editorial Humanitas, 2006.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Phénoménologie de la Perception. Paris: Éditions Gallimard, 1945.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Le primat de la perception et ses conséquences philosophiques. Lagrasse: Éditions Verdier, 1996.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Conversas – 1948. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto R. de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MERLEAU-PONTY, Maurice. La structure du comportement. Paris : Presses Universitaires de France (Quadrige), 2013.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Les femmes sont-elles des hommes ? In: MERLEAU-PONTY, Maurice. Entretiens avec Georges Charbonnier et autres dialogues 1946-1959. Paris : Éditions Verdier, 2016, p. 84-86.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179378636669

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Voluntas: Revista Internacional de Filosofia

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional.